terça-feira, 9 de outubro de 2007

Agenda da Física 2006


Estive, pela segunda vez, numa escola secundária com terceiro ciclo que fica numa cidade de média dimensão do interior do nosso país. Vista de fora, é uma escola vulgar, com aquele tipo de arquitectura em blocos que se repete monotonamente. Passado o portão, percebe-se que a pintura dos edifícios os tornam únicos, que tudo está impecavelmente limpo, que o espaço circundante foi arborizado e ajardinado com critério, que existem pequenos oásis e espaços com mesas e bancos agradáveis para alguém se sentar a conversar ou estudar quando o tempo o permite.
A mesma impressão de ordem, funcionalidade e estética acompanhou-me no interior. No refeitório, no átrio, no auditório… Das salas de aula não posso dizer nada, porque ainda não entrei em nenhuma; talvez numa próxima visita. Verdadeira jóia é a biblioteca nova, ainda não completamente arrumada: enorme, clara, com um mobiliário leve, moderno e muito confortável, janelas largas a deitar para o verde lá de fora, e muito importante, com centenas de livros, uns mais antigos, mas outros acabados de publicar, uns de estudo, mas sobretudo romances, poesia, história.
Os empregados e professores que conheci são amáveis e parecem ter aquele “sentimento de pertença à escola” que a investigação em pedagogia tem confirmado ser importante.

Bem, este texto não é propriamente sobre a escola, mas sobre um pequeno grande trabalho que lá se fez: uma agenda da física, da qual, um dia destes, me foi oferecido um exemplar.

A abrir, constam estas palavras:

Esta agenda resulta de um trabalho de pesquisa feito pelos alunos de Ciências Físico-Químicas, em colaboração com os alunos e professores do Departamento de Artes Visuais, que realizaram as ilustrações e a concepção gráfica. Foi uma forma da Escola (…) se associar à celebração do Ano Internacional da Física (2005) e contribuir para a divulgação da ciência.
Citando Friedrich Dürrenmatt: “se os conteúdos da Física dizem respeito aos físicos; os seus efeitos, dizem respeito a todos.”


Folheia-se e percebe-se que todos os registos dos dias do ano remetem para uma data, à qual se segue uma breve nota sobre um acontecimento relacionado com a Física – mais de 360, portanto. Percorrem-se séculos (doze pelo menos, e o XXI está presente) e países (do Oriente e do Ocidente, e Portugal consta) recordam-se momentos fundamentais dessa aventura que tem sido tentar compreender o universo, revisitam-se pessoas que lhe têm dado corpo.
Outra coisa se destaca: de tantas em tantas páginas surgem reproduções de pinturas esplêndidas da autoria dos alunos, obviamente relacionadas com a física, e abaixo uma data e uma citação marcantes. A figura que ilustra este texto, e que representa Einstein, é uma delas.
Não menos importante do que o conteúdo desta agenda, é a sua forma. O cuidado gráfico está presente, o aspecto estético também. Quando nos chega às mãos, percebe-se que o brio guiou quem a pensou e a fez.

A propósito, desta agenda aqui se poderiam tecer longas considerações sobre as mais-valias do método colaborativo e de projecto, as vantagens da interdisciplinaridade, a importância da investigação nos processos de ensino-aprendizagem… Não vou por aí. Interessa-me apenas dizer que este é o tipo de trabalho que, desde há muito se faz e se há-de continuar a fazer nas escolas que querem ser boas escolas, ou seja, naquelas que dão valor ao conhecimento e encaram com seriedade, empenho e, por que não, divertimento, essa nobre actividade que é a educação.

A escola, se me é permitido revelá-lo, é a Secundária/3 de Santa Maria do Olival e fica em Tomar. Os professores de Físico-Químicas e Artes Visuais responsáveis pelo trabalho a que aludi são: João Paulo Teixeira, Maria Luísa Carneirinho, Maria Júlia Morgado e Maria Antónia Rodrigues.
A Agenda da Física estará disponível na página da escola a partir de hoje, dia 9 de Outubro, cujo endereço é: www.esec-sta-maria-olival.rcts.pt.

4 comentários:

Fátima André disse...

Cabe em boa parte aos responsáveis pela educação divulgar as boas práticas das escolas. A escola em causa saberá agradecer o elogio, mas confesso que me foi agradavel ler uma apreciação construtiva sobre a organização e funcionamento de uma escola pública. Faz-me acreditar com um novo vigor que ainda é possível fazer pequenos "milagres" na educação e nas escolas, mesmo com poucos recursos materiais, mesmo com menos recursos humanos, ou com as contrariedades da Tutela... mas com muito profissionalismo, uma tamanha boa vontade e um grande amor à profissão!

Renato Martins disse...

andei nessa escola... concordo com tudo o que diz: bom ambiente, espaços e simpatia do pessoal.

Da próxima vez, tenho que lá passar e ver a agenda de fisica

Anónimo disse...

Numa viagem on-line à escola, parece bem cuidada, mas quanto à agenda da física... não se encontra disponível na página da escola :((
A data de 9 de Outubro será do ano 2008? Por norma somos um povo pouco cumpridor... prometemos muito... vamos fazendo, mas sempre atrasados.
Uma escola exemplar... falha nas pequenas coisas :((

Anónimo disse...

Parabens à escola!!!
Projectos como este enrriquecem e valorizam o conteudo escolar e contribuem para o desenvolvimento dos alunos.
Dei um olhadela à agenda e, de facto, achei-a muito boa.
Continuem assim!
Teresa

A ESTUPIDEZ REVISITADA

A estupidez é a mercadoria mais bem distribuída deste mundo: ela veste-se de demagogia ou do que quer que seja de imundo. A estupidez é...