segunda-feira, 28 de junho de 2010

A ORIGEM DAS VUVUZELAS


Um dos nossos leitores enviou-nos este "esclarecimento" sobre a origem das vuvuzelas:

"6. E os sete anjos, que tinham as sete trombetas, prepararam-se para tocá-las.

7. E o primeiro anjo tocou a sua trombeta, e houve saraiva e fogo misturado com sangue, e foram lançados na terra, que foi queimada na sua terça parte; queimou-se a terça parte das árvores, e toda a erva verde foi queimada.

8. E o segundo anjo tocou a trombeta; e foi lançada no mar uma coisa como um grande monte ardendo em fogo, e tornou-se em sangue a terça parte do mar.

9. E morreu a terça parte das criaturas que tinham vida no mar; e perdeu-se a terça parte das naus.

10. E o terceiro anjo tocou a sua trombeta, e caiu do céu uma grande estrela ardendo como uma tocha, e caiu sobre a terça parte dos rios, e sobre as fontes das águas.

11. E o nome da estrela era Absinto, e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas.

12. E o quarto anjo tocou a sua trombeta, e foi ferida a terça parte do sol, e a terça parte da lua, e a terça parte das estrelas; para que a terça parte deles se escurecesse, e a terça parte do dia não brilhasse, e semelhantemente a noite.

13. E olhei, e ouvi um anjo voar pelo meio do céu, dizendo com grande voz: Ai! ai! ai! dos que habitam sobre a terra! por causa das outras vozes das trombetas dos três anjos que hão de ainda tocar."

(Bíblia, Novo Testamento, Capítulo 8 do Livro do Apocalipse)

17 comentários:

  1. Acho que as angélicas trombetas do Apocalipse de S. João não têm nada a ver com as vuvuzelas que ao que parece têm origem em trombetas sul-africas e que hoje em dia são fabricadas na China e são de plástico (ainda é mais degradante do que aconteceu ao velho conhecido alho porro, hoje "martelinhos")

    ResponderEliminar
  2. Nem tudo o que é trombeta é vuvuzela,
    nem tudo quanto é peixe anda no mar:
    ela é dos zulos tão peculiar
    como a fisionomia de Mandela.

    JCN

    ResponderEliminar
  3. Lamento, caro JNC, mas Mandela é de etnia Xhosa...

    ResponderEliminar
  4. Esta é que é a verdadeira origem das vuvuzelas
    A conquista de Jericó
    do livro de Josué - Capitulo 6
    1 Ora Jericó estava rigorosamente fechada por causa dos filhos de Israel; ninguém saía nem entrava.
    2 Entäo disse o SENHOR a Josué: Olha, tenho dado na tua mäo a Jericó, ao seu rei e aos seus homens valorosos.
    3 Vós, pois, todos os homens de guerra, rodeareis a cidade, cercando-a uma vez; assim fareis por seis dias.
    4 E sete sacerdotes levaräo sete buzinas de chifres de carneiros adiante da arca, e no sétimo dia rodeareis a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocaräo as buzinas.
    5 E será que, tocando-se prolongadamente a buzina de carneiro, ouvindo vós o seu sonido, todo o povo gritará com grande brado; e o muro da cidade cairá abaixo, e o povo subirá por ele, cada um em frente.
    6 Entäo Josué, filho de Num, chamou aos sacerdotes e disse-lhes: Levai a arca da aliança; e sete sacerdotes levem sete buzinas de chifres de carneiros, adiante da arca do SENHOR.
    7 E disse ao povo: Passai e rodeai a cidade; e quem estiver armado, passe adiante da arca do SENHOR.
    8 E assim foi que, como Josué dissera ao povo, os sete sacerdotes, levando as sete buzinas de carneiros diante do SENHOR, passaram e tocaram as buzinas; e a arca da aliança do SENHOR os seguia.
    9 E os homens armados iam adiante dos sacerdotes, que tocavam as buzinas; e a retaguarda seguia após a arca; andando e tocando as buzinas iam os sacerdotes.
    10 Porém ao povo Josué tinha dado ordem, dizendo: Näo gritareis, nem fareis ouvir a vossa voz, nem sairá palavra alguma da vossa boca até ao dia que eu vos diga: Gritai. Entäo gritareis.
    11 E fez a arca do SENHOR rodear a cidade, contornando-a uma vez; e entraram no arraial, e ali passaram a noite.
    12 Depois Josué se levantou de madrugada, e os sacerdotes levaram a arca do SENHOR.
    13 E os sete sacerdotes, que levavam as sete buzinas de chifres de carneiros, adiante da arca do SENHOR, iam andando, e tocavam as buzinas, e os homens armados iam adiante deles e a retaguarda seguia atrás da arca do SENHOR; os sacerdotes iam andando e tocando as buzinas.
    14 Assim rodearam outra vez a cidade no segundo dia e voltaram para o arraial; e assim fizeram seis dias.
    15 E sucedeu que, ao sétimo dia, madrugaram ao subir da alva, e da mesma maneira rodearam a cidade sete vezes; naquele dia somente rodearam a cidade sete vezes.
    16 E sucedeu que, tocando os sacerdotes pela sétima vez as buzinas, disse Josué ao povo: Gritai, porque o SENHOR vos tem dado a cidade.
    17 Porém a cidade será anátema ao SENHOR, ela e tudo quanto houver nela; somente a prostituta Raabe viverá; ela e todos os que com ela estiverem em casa; porquanto escondeu os mensageiros que enviamos.
    18 Täo-somente guardai-vos do anátema, para que näo toqueis nem tomeis alguma coisa dele, e assim façais maldito o arraial de Israel, e o perturbeis.
    19 Porém toda a prata, e o ouro, e os vasos de metal, e de ferro säo consagrados ao SENHOR; iräo ao tesouro do SENHOR.
    20 Gritou, pois, o povo, tocando os sacerdotes as buzinas; e sucedeu que, ouvindo o povo o sonido da buzina, gritou o povo com grande brado; e o muro caiu abaixo, e o povo subiu à cidade, cada um em frente de si, e tomaram a cidade.

    ResponderEliminar
  5. Xhosa e zulo, meu caro amigo, é tudo o mesmo! JCN

    ResponderEliminar
  6. Caro anónimo,
    a sua versão da Bíblia parece-me um tanto ou quanto distorcida da verdadeira.
    Sugiro uma fonte diferente.

    ResponderEliminar
  7. Já agora, caros amigos, por que não ir buscar a origem da vuvuzela ao "olifante" da "Chanson de Roland", tocada em Roncesvales pelo heroico sobrinho de Carlos Magno?... Ao fim e ao cabo, tudo são cornetas. JCN

    ResponderEliminar
  8. Ao anónimo de 28 de Junho de 2010 20:17 que disse "Xhosa e zulo, meu caro amigo, é tudo o mesmo! JCN"
    Então esse personagem, covarde que não os tem no lugar para se identificar, é um racista de primeira apanha.

    Para ele tudo é preto.

    E como os pretos são pretos, a m*rda é igual.

    Ora o xhosas estão para os zulus tal como nós Ibéricos estamos para os Eslavos

    ResponderEliminar
  9. Ibéricos e eslavos é tudo o mesmo. Isto é racismo? Se calhar é embora eu, autor da frase "Ibéricos e eslavos é tudo o mesmo" não o saiba.

    ResponderEliminar
  10. Vossemecê, sr. Pedro Boavidal tem um raciocínio de se lhe tirar o chapéu, isto é, primário! Olhe que "xhosa e zulo" é tudo mesmo, não na medida em são todos pretos, mas todos sul-africanos, sem distinções tribais. De resto, o termo zulo, devido ao facto de ter havido um vasto império constituído sob o comando de Shakkazulo, tem sido usado para, genericamente, designar toda a população negra da actual África Austral, por oposição aos brancos. Não sabia? É nessa tradição guerreira das hostes de Shakka que teremos de ir buscar a raiz da vuvuzela, chamando-os ao combate. O mais... são tretas!
    E deixe-se dessas parvoíces de "eslavos e ibéricos" que, em certo modo, até são a mesma coisa: somos, uns e outros, indo-europeus. Sabe o que isso é? "Mutatis mutandis", xhosas e zulos são todos... originariamente bantos. Quanto à cor da merda, vossemecê... lá saberá. JCN (João de Castro Nunes)

    ResponderEliminar
  11. Que entende vossemecê, sr. Pedro Boavida (quem ma dera!) por "racista de primeira apanha"? Será que vossemecê é de segunda? JCN

    ResponderEliminar
  12. E assim vai terminar, ao que suponho, a caricata história da origem da vuvuzela conforme começou: nun queiroziano sorriso amarelo! JCN

    ResponderEliminar
  13. No que deu a vuvuzelaq,
    Santo Deus, Nossa Senhora:
    talvez venha a ser por ela
    que ficaremos de fora!

    Maldita seja a corneta,
    tuba, pífaro ou trombeta!

    JCN

    ResponderEliminar
  14. Para acabar com a questiúncula das raças e racismo propõe-se este espectáculo apaziguador do Paul Simon e os Diamonds on the soles of her shoes /zimbabwe.

    ResponderEliminar
  15. Por que é que tudo... há-de acabar sempre em cafraria, sejam brancos ou negros? JCN

    ResponderEliminar
  16. Por causa das vuvuzelas
    ficámos a ver estrelas!

    JCN

    ResponderEliminar
  17. Estava eu a tocar a minha "vuvuzela" quando ela, de repente, começou a falar espanhol. Meti aquela merda para o lixo.
    Eu deveria ter comprado uma corneta ou uma xipalapala.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.