segunda-feira, 24 de março de 2008

UM PIÃO ESTRANHO


Falei aqui do ovo giratório e o Carlos Medina Ribeiro, muito a propósito, lembrou a questão dos piões que se invertem durante o movimento. O chamado "tippe top" é, de facto, um pião estranho, muito estranho. Com a forma de um cogumelo, posto a rodar sobre a parte mais larga, inverte de repente a sua posição, ficando a rodar sobre a haste. O estranho é que o centro de gravidade (S, que não coincide com M, o centro da esfera) suba, elevando assim a energia potencial, o que tem de ser compensado com a diminuição de energia cinética rotacional. Para isso é essencial o atrito com o chão.



Não é aqui o sítio para explicar em pormenor a física deste pião, que tem originado muitos artigos (ver aqui uma lista de referências). Mas talvez seja aqui o sítio para mostrar que alguns dos maiores físicos de sempre se interessaram pelo brinquedo. Na foto de cima, Wolfgang Pauli e Niels Bohr observam com atenção o movimento de um "tippe top". Na Internet há vários filmes que mostram o fenómeno de perto (por exemplo, aqui). Não é este aliás o único brinquedo que tem intrigado e inspirado os físicos. A física pode ser divertida!

7 comentários:

  1. o pião invertido é um clássico das brincadeiras físicas :)

    Basicamente é uma esfera a que foi cortada uma calote com uma haste perpendicular ao corte e concêntrica com o eixo de rotação. Desta forma o centro de massa do pião está abaixo do centro da esfera. O pião invertido comporta-se como um sempre-em-pé se o colocarmos com a superfície esférica para baixo.

    O que acontece quando posto a rodar sobre a parte esférica é explicado aqui ou aqui (com física da pesada).

    ResponderEliminar
  2. Pia, pia, pia, o mocho do coxo24 de março de 2008 às 18:21

    Divulgação científica, versão Carlos Fiolhais:

    "Não é aqui o sítio para explicar em pormenor a física deste pião, que tem originado muitos artigos (ver aqui uma lista de referências). Mas talvez seja aqui o sítio para mostrar que alguns dos maiores físicos de sempre se interessaram pelo brinquedo. Na foto de cima, Wolfgang Pauli e Niels Bohr observam com atenção o movimento de um "tippe top". Na Internet há vários filmes que mostram o fenómeno de perto (por exemplo, aqui). Não é este aliás o único brinquedo que tem intrigado e inspirado os físicos. A física pode ser divertida!"

    A Física pode ser divertida, mas o Carlos Fiolhais, enquanto divulgador, dá vontade de chorar.

    Resta aguardar pela próxima banalidade do Carlos M Ribeiro. A toda a Física pode ser retirada do estudo das bolas de sabão?

    ResponderEliminar
  3. Ó Pedro, não faça isso. Não explique, que o Carlos M Ribeiro fica mal na fotografia. Ele até já havia anunciado que este era um mistério insondável.

    ResponderEliminar
  4. Perceber o "pião" tem muito que se lhe diga.

    Mas é claro, a generalidade das pessoas "comem" aquela do momento angular produto externo e tal, dá certo, deve ser porque está certo. Mas não está.

    Os físicos a sério intrigam-se muito com o movimento giroscópico porque sabem que, no fundo, sabem fazer-lhe as contas mas não o sabem explicar. Têm um modelo matemático do fenómeno, apenas.

    ResponderEliminar
  5. links.pt :: linkspontopt.blogspot.com
    Links de empresas portuguesas indexadas por actividade e palavras chave.
    As vossas sugestões podem ajudar a melhorar o conteúdo.

    Obrigado

    ResponderEliminar
  6. É bem certo que a "ciência do pião" não é boa para a saúde. Reparem só na crise de lumbago destes 2 cientistas!

    ResponderEliminar
  7. ai muito interessanta bom acho que devemos continuar estudar sobre este vazio do atmo pois é mais importante que nunca.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.