quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Adeus, minhas amigas, até ao meu improvável regresso

"... Últimos, disse bem, últimos programas originais de Questões de Moral. E se eu soubesse que eram estes os últimos não me despediria assim com estes assuntos, mas enfim... Ana Almeida Dias e Cristina do Carmo, obrigado por tudo. Adeus, minhas amigas, até ao meu improvável regresso!"
Estas foram as palavras iniciais e finais do último episódio de um admirável programa da rádio pública portuguesa, "escrito e realizado por Joel Costa".

Perguntei a quem devia, qual a razão para que, no dia vinte e nove do passado mês de Outubro, tivesse acabado, apanhando de surpresa os ouvintes e... o próprio autor, pelo menos a avaliar pelas suas palavras... Resposta correcta, burocrática, acreditei.

Mas, disse-me alguém, as dissertações de Joel Costa, incisivas, claras e irónicas sobre "temas sensíveis", podem ter pesado... Talvez, sim...

Movimentam-se ouvintes para que Questões de Moral volte à Antena 2 ou a outra antena que o acolha. Que isso se torne possível, pois precisamos de ideias fundamentais a circular, tanto como de pão para a boca, sendo que ambos se tornam bens mais escassos a cada dia que passa.

3 comentários:

  1. Falem com o Provedor:
    http://www.rtp.pt/wportal/grupo/provedor_ouvinte/enviarmensagem.php

    Queremos o Joel Costa de volta, pelo menos, num tipo de programa semelhante.

    ResponderEliminar
  2. Caro Leitor Rui Augusto
    Foi precisamente o que fiz, tendo a resposta sido sobreposta à que obtive da própria RTP:
    Cordialmente,
    Maria Helena Damião

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.