terça-feira, 22 de maio de 2007

Conferência

Título: O Sentido da Vida
Orador: Desidério Murcho

Por vezes interrogamo-nos sobre o "sentido de tudo isto". Que sentido tem a vida, se é que tem algum? Vivemos, trabalhamos, amamos, criamos e depois morremos. Poderá tudo isto ter sentido? Poderá uma vida além da morte, no paraíso, dar sentido à vida? Esta conferência propõe uma viagem breve por algumas ideias filosóficas influentes sobre o sentido da vida, numa linguagem clara e despretensiosa.

Dia 26 de Maio de 2007, às 17:00 horas, no auditório da FNAC, Madeira Shopping, S. Martinho (Funchal).

Inscrições até 23 de Maio na sede do SDPM (Rua do Brasil, 49, São Martinho, Telef. 291 765 112, formacao@sdpmadeira.org).

15 comentários:

  1. Eh pá, no Funchal... para alegria geral! :)

    Bem, mas essa discussão até me parece muito simples, o que há de tão filosófico ou transcendente assim em algo que é tão auto-evidente?

    Qual o sentido da Vida?!

    A própria Vida, ora!

    Que mais é preciso buscar para além d'Ela...

    Rui leprechaun

    (...a Vida compassiva e sempre BELA?! :))

    ResponderEliminar
  2. To live, to live... here and now...

    ...to love and breathe somehow! :)

    Bem, espero que haja muita poesia lá no São Martinho, tanta alegria que a Vida é carinho! :)


    Pudesse eu não ter laços nem limites
    Ó vida de mil faces transbordantes
    Para poder responder aos teus convites
    Suspensos na surpresa dos instantes!


    Sophia Mello Breyner

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Mais, mais, mais!... sempre mais poesia...

    ...o sentido da vida assim o queria! :)


    A rosa é sem porquê; floresce porque floresce,
    Não cuida de si própria, não pergunta se a vemos.


    Angelus Silesius (1624-1677)


    Cause...

    When the heart is full, you are the richest person in the universe. - Prem Rawat


    Feeling is so much higher than thinking...

    Rui leprechaun

    (...Life ever lives in an eye's blinking! :))

    ResponderEliminar
  5. Ah! Finalmente encontrei esse poeminha que tanto procurava, de um autor que desconheço por completo. Ei-lo:

    A Finalidade

    Diante dos muros da cidade, uma noite de Inverno
    um homem que tinha sofrido muito
    gritou, desesperado: "Qual é o sentido da vida?"
    E o eco respondeu-lhe claramente: "A vida!"


    Frans Wilde


    Antes de procurares o sentido da vida, ama a vida. Se amas a vida, tornar-te-ás um vivente. - Dostoievsky


    Não sei de diferença algum entre as palavras "Vida" e "Amor". Creio que são perfeitos sinónimos, pelo menos no sentir.

    Logo, o sentido da Vida é Amar...

    Rui leprechaun

    (...e viver feliz a namorar!!! :))

    ResponderEliminar
  6. fui uma vez a uma conferencia de susan wolf ali na fundação luso americana em que dizia que mais importante do que andar à procura do sentido da vida, seria o de procurar uma vida com sentido. e que essa vida com sentido se poderia definir como uma vida em que as pessoas se envolvessem em projectos de valor positivo (projects of worth). que definir isso era dificil, mas apesar de tudo intuitivo. gostei mto de ouvir, tenho pena de não o ir ouvir a si.. mas madeira está um pouco longe...

    ResponderEliminar
  7. Então e não há planos para reeditar a conferência no continente? E que tal colocar aqui depois no blog um resumo?
    o tema é apaixonante, sem dúvida, e a qualidade do conferencista promete.

    ResponderEliminar
  8. Rui leprechaun
    Olá,
    Se quiser depois eu conto-lhe como foi a conferência ;) Mas desde já está convidado a aparecer!!!
    Abraço
    Rolando Almeida
    Funchal

    ResponderEliminar
  9. Eu nunca irei a conferencias que tenham como titulos:
    Como ficar rico.
    Como ser feliz.
    Como fazer amigos.
    Como apertar os sapatos.
    O sentido da vida.
    Como fazer um rego para as couves.
    e outras no estilo.

    Desiderio, "ideias filosóficas influentes sobre o sentido da vida"??! Mas ha algo que nos nao saibamos?! Nao creio! Obrigado pelo convite, eu so iria se a linguagem fosse pretenciosa, assim nao vale a pena!

    Boa continuacao e bons posts.
    luis

    ResponderEliminar
  10. "Disse Jesus: Eu sou a ressurreição e a Vida. Quem crêr em mim, ainda que esteja morto viverá"

    ResponderEliminar
  11. "Disse Jesus: Eu sou a ressurreição e a Vida. Quem crêr em mim, ainda que esteja morto viverá"

    ResponderEliminar
  12. Faço a mesma pergunta/pedido que JPC : poderá fazer uma conferência , com o mesmo tema,no Continente?

    ResponderEliminar
  13. uau!!! Quer na Madeira quer no Continente parece haver muitos interessados em ir ao beija mão de Desidério "guia espiritual deixa-me beber das tuas palavras" Murcho. E para quando uma DESIDEROLOGIA no ensino secundário? Ooops! Lapso meu, já há!

    ResponderEliminar
  14. Olá Dores,
    A desidorologia atenua-se quando a Dores começar a trabalhar para isso publicando livros, dando conferências, fazendo bons manuais e ajudando os professores a superar as suas enormes lacunas de formação.
    Faça-o Dores, não mandando bocas imbecis, mas apresentando trabalho real. Será, pois, bem vinda. A filosofia agradece.

    ResponderEliminar
  15. Caros leitores

    Obrigado pelas vossas palavras simpáticas. O meu trabalho baseia-se em parte na de Susan Wolff, e já apresentei esta conferência no continente. Em qualquer caso, pode ser lida no meu livro "Pensar Outra Vez".

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.