domingo, 4 de dezembro de 2022

Oh, Dias Tristes, Não Ouço Ninguém!

I)

Oh, dias tristes, não ouço ninguém!

Dias que se alongam e longo é o tempo.

Onde nem mesmo te ouço a voz, ó mãe,

Enterro o coração e enterro o vento.

II)

Exagero não é querer o arrebol

E o ar adocicado quando és voz.

O sorriso é de quem o vê florir,

Assemelha a um clarão,

E no rosto acha o mais belo sol.

E o ar é de quem vê os lábios,

Sem nada ouvir,

Sem separar a voz do coração.


Sem comentários:

A ESTUPIDEZ REVISITADA

A estupidez é a mercadoria mais bem distribuída deste mundo: ela veste-se de demagogia ou do que quer que seja de imundo. A estupidez é...