quarta-feira, 7 de dezembro de 2022

Ó meu pobre coração, perdes tudo

Ó meu pobre coração, perdes tudo.

Não sabes tu inventar outra rua.

E por ela fluísse o ar mais puro,

A boca e a palavra sempre nua.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.

MAIS RECHERCHE DE MAIS TEMPS PERDU

(NUM DIA DE PÁSCOA, EM MOÇAMBIQUE)  Quando era Páscoa, em Moçambique,  eu lia NOTRE DAME DE PARIS  e achava a matemática chique: que belos e...