quinta-feira, 1 de dezembro de 2022

Nunca, nunca ao amor te negues

Nunca, nunca ao amor te negues,

Ainda que a chuva pese e não passe,

E o medo cante e escorra.

Nunca ao amor entregues

O medo de cair longe da tua face.

Sem comentários:

A ESCOLA PÚBLICA, 50 ANOS DEPOIS DA LIBERDADE, EM DEMOCRACIA

Escrevi, há dias, que a luta dos professores, numa intensidade nunca vista, com grande destaque no passado ano de 2023, trouxe ao de cima a ...