sexta-feira, 4 de novembro de 2022

DO LIVRO FALEMOS

Um livro torna-me muito mais livre. 
Um livro abre-me imensas portas. 
Antes do livro, era semilivre.
Sem livro, as portas estavam tortas 

e não abriam. Mas os livros abrem
portas, mesmo se tortas, porque sabem
endireitar tudo o que está torto
e ressuscitar tudo o que está morto.

Porque o livro tem vida 
e saber e, muitas vezes, tem até sabor. 
O saber dá-nos imenso poder

e o sabor dá-nos muito prazer!
O livro sabe, pode e contenta, 
condimentado com sal e pimenta!

Eugénio Lisboa

Sem comentários:

A ESCOLA PÚBLICA, 50 ANOS DEPOIS DA LIBERDADE, EM DEMOCRACIA

Escrevi, há dias, que a luta dos professores, numa intensidade nunca vista, com grande destaque no passado ano de 2023, trouxe ao de cima a ...