sábado, 5 de novembro de 2022

Ao perder-te, perdi todas as palavras

Ao perder-te, perdi todas as palavras

Que te dissera até então: perdi todas as palavras,

Para saber do teu coração, num qualquer canto.

Ao perder-te, do meu bom coração perdi-me,

Soube-o, ao encontrar-me a sós com o pranto.

Sem comentários:

A ESCOLA PÚBLICA, 50 ANOS DEPOIS DA LIBERDADE, EM DEMOCRACIA

Escrevi, há dias, que a luta dos professores, numa intensidade nunca vista, com grande destaque no passado ano de 2023, trouxe ao de cima a ...