sexta-feira, 25 de março de 2011

Ícaro


Destaque para a crónica de J.L. Pio Abreu no "Destak" de hoje:

Ícaro fora avisado pelo seu pai, Dédalo, de que não poderia voar perto do sol. As asas que o pai lhe construíra eram de penas coladas com cera, e o calor do sol poderia derretê-las. Embalado pelo prazer do voo e deslumbrado pela beleza do firmamento, Ícaro esqueceu os conselhos do pai e voou muito alto. A cera derreteu e ele despenhou-se no Mar Egeu.

Dédalo sabia o que dizia. Ele tinha construído o labirinto de Creta para aprisionar o Minotauro, esse monstro que nascera dos amores proibidos da rainha Pasifae. Inventor inveterado, ele tinha inventado outras coisas, como o fio que deu a Ariadne para libertar Teseu do labirinto. Dizem também que ajudou Parsifae a disfarçar-se de vaca para ser possuída pelo touro divino, pai do Minotauro.

Dédalo era um mortal comum, roído pela inveja e pela culpa. Não se preocupava com as consequências das suas invenções e não resistia a ajudar os amores caprichosos de uma mulher. Por isso, o rei Minos mandou encerrá-lo, com o seu filho, no labirinto que ele próprio construíra. As asas serviram aos dois para fugir da prisão.

Parece que Dédalo, ao contrário do filho, voou baixinho e conseguiu chegar à Sicília, onde alcançou os favores e a protecção do rei Cócalo. Dizem ainda que o rei, ao saber que Minos vinha à Sicília para perseguir Dédalo, preparou a morte do visitante numa banheira de água a ferver. Dizem, mas não é seguro. O que ficou para a posteridade, foi a trágica e grandiosa queda de Ícaro. E o sonho de voar perto do sol.

J.L. Pio Abreu

7 comentários:

  1. O conteúdo do seu blog é impecável meu caro, parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Ícaros todos os dias
    com falsas penas de cera
    vemos fazer avarias
    sem pensar no que os espera!

    JCN

    ResponderEliminar
  3. ..."sonho de voar perto do sol."

    Ilusão e mais ilusão que se mantém. O problema é que a cera se derrete e catrapumba!
    Viver acima das possibilidades, sem suporte adequado? Não pode.
    Melhor voar mais baixo e chegar ao objectivo. O caminho faz-se caminhando, passo a passo...

    ResponderEliminar
  4. Que vida seria a nossa
    sem ter qualquer ilusão:
    não creio que a gente possa
    viver apenas de pão!

    JCN

    ResponderEliminar
  5. Longe de o mito ser nada,
    como o Pessoa queria,
    o mito é a história filtrada
    pela nossa fantasia!

    JCN

    ResponderEliminar
  6. A passo de caracol,
    como é seu costume antigo,
    Portugal não tem perigo
    de chegar perto do sol!

    JCN

    ResponderEliminar
  7. já não me lembro do que tinha posto.....
    mas obviamente num será gravado

    não que tenha grande importança

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.