quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Vale a pena ler

Título: A minha palavra favorita
Edição: Jorge Reis-Sá
Editor: Centro Atlântico, 2007

Um dicionário de palavras pessoais. Perguntando a tantos qual a sua palavra favorita, pedindo a mais dê-me a sua palavra, reunimos 90 figuras de relevo da sociedade portuguesa e as suas palavras sobre a palavra. Escolhendo uma, pedimos: defina-a, dê-lhe luz, troque-lhe as sílabas, escreva um poema, lembre o cheiro das letras. E eles fizeram-no.

"Onde há a palavra, há a verdade. A palavra é usada para conversar e sem verdade não há conversa. Usa-se a palavra para conversar sobre afectos, realidades, crenças, pensamentos, medos, desejos, memórias, futuros e tudo o mais. Sem a verdade, a conversa seria uma mera manifestação de subjectividades solipsistas e imunes ao erro, discursos paralelos sem triangulação possível entre si e a realidade. " (Desidério Murcho)

3 comentários:

  1. Prezado Senhor

    Sarja Akhmani é oriundo de uma nobre família iraniana com muitos primos na
    Linha. Perspicaz como poucos e parvalhão como quase ninguém, Akhmani
    propõe-se observar, com um olhar estrangeiramente distanciado, o vosso país
    e a Europa em geral, à semelhança do que fez o seu parente Monstequieu no
    séc xviii, com as suas Lettres Persannes.

    Já sei que os mais ousados de entre vós irão contrapor que Monstesquieu não
    era persa, mas francês. Detalhes. A esses críticos malévolos, dir-se-à que
    Monstesquieu era na realidade francês, mas podia ter sido persa. Dito isto,
    é fácil presumir que comecem a duvidar do parentesco de Sarja com o autor
    francês. Nada mais injusto! Vá lá, atrevam-se a falar com os primos que ele
    tem na Linha...



    Foi justamente a pedido de várias famílias da Linha de quem Sarja Akhmani é primo, que este
    achou por bem coligir num novo blogue os textos que foi
    produzindo no "cresceiemultiplicai.vos". Assim, é de salientar o cuidado que
    Sarja teve em escolher justamente os seus piores textos humorísticos, ou não
    fosse este o pior blogue de humor da blogosfera portuguesa.


    O lançamento do novo blogue contará com a presença de José Sócrates,
    primeiro-ministro do Irão, e de um novo post do repórter sobre o
    provincianismo português.


    http://obloguedosarja.blogspot.com


    Grato pelas vossas visitinhas

    ResponderEliminar
  2. Parece-me uma bela ideia de negócio: fazer um livro com o trabalho dos outros, mas que possamos assinar em nome próprio! E quantos mais, melhor!!!

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.