sexta-feira, 21 de agosto de 2009

GRANDES ERROS: "A MAIOR ESPECIALISTA PORTUGUESA EM EDUCAÇÃO"

Eu não sabia quem era a maior especialista portuguesa em Educação dos tempos modernos. Mas agora recebi da Editora Madras do Brasil informação sobre a publicação deste livro, que já tinha saído em Portugal:

Título: "Poder Índigo e Evolução Cristal"
Autora: Tereza Guerra
Categoria(s): Educação, Psicologia

A descrição brasileira do livro contém, porém, uma inovação importante. Anuncia a autora como "a maior especialista portuguesa em Educação dos tempos modernos". Ora leia-se:

"Depois do sucesso de vendas de Crianças Índigo - Uma Geração de Ponte com Outras Dimensões... no Planeta Índigo da Nova Era (Madras, 2006), Tereza Guerra, a maior especialista portuguesa em Educação dos tempos modernos, debruça-se sobre a autoconsciência índigo para jovens e adultos.
Inteligentes, sensíveis, criativos e com tendência para questionar a ordem estabelecida, a vitalidade dos índigos é, muitas vezes, confundida com hiperatividade ou simples rebeldia. Mas a sua existência tem um propósito que devemos conhecer e aceitar, ajudando-os a desenvolver as suas inúmeras capacidades.
Acreditar em suas aptidões e respeitar a sua evolução favorece a integração dos índigos em um ambiente mais favorável ao seu enorme potencial, prevenindo, assim, situações de risco como o estresse, a apatia e a depressão.
Poder Índigo e Evolução Cristal é uma obra de sucesso garantido entre todos os interessados em compreender as características que fazem desses indivíduos da Nova Era seres muito especiais. Esta é uma ferramenta primordial para pais, educadores e psicólogos da atualidade."

Comentários para quê? Não são precisos. Infelizmente, não se trata de disparates de Verão. São disparates de todo o ano.

6 comentários:

Leandro R. Tessler disse...

Há uns 3 anos minha filha foi se inscrever em uma nova escola em Valinhos, interior de São Paulo, Brasil. Enquanto eu aguardava um homem um pouco mais velho que eu, pai de outra menina na mesma situação, desandou a falar sobre as "crianças índigo", inclusive como a sua filha claramente era uma criança índigo. Perguntou por coisas sobre o comportamento da minha filha e rapidamente concluiu que ela era também uma criança índigo. E eu que até ali achava que isso era um corante usado na calças jeans!!! E ele falava com um fervor religioso...
Nunca me aprofundei muito no assunto, nem sabia que essas idéias vinham de Portugal, mas pareceu-me uma daquelas descrições que servem para todo mundo, como os signos da astrologia.

rose marinho prado disse...

Donde? Que provas? Uma só mulher chega à conclusão e sai a escrever disparates?

Eva Gonçalves disse...

O que cabe na categoria de Educação e Psicologia, já não me surpreende...
O que me surprende, isso sim, é que a "maior especialista portuguesa em educação", não seja consultora do ME! Não seria muito maior disparate do que os que tenho visto...

Rui leprechaun disse...

E de resultados como vamos? Ou seja, para além das teorias multicores, o que é que verdadeiramente diferencia estas pedagogias "índigo" das outras mais convencionais, incluindo as modernas "inclusivas"?

Por exemplo, as escolas Waldorf têm alguma vantagem educativa relativamente às "normais"?

E a famosa escola da Ponte, aqui bem perto de mim, representa mesmo um tipo de ensino muito melhor e virado sobretudo para o ritmo de aprendizagem individual, sem a massificação quase inevitável do sistema educativo público? É ou não possível e desejável haver muitas outras escolas assim?

Logo, misticismos à parte, onde estão e quais são os resultados?... é esse o cerne da questão!

Acerca ainda de Tereza Guerra, a referência na sua biografia à psicologia transpessoal coloca-a possivelmente um tanto à frente dos especialistas em educação cá no burgo... that's a fact!

Assim, onde está o disparate na pedo-índiga arte? :)

San disse...

Não é consultora do ME? Até a situação ser alvo de artigos e pedidos de esclarecimento do BE na Assembleia da República, os "cursos" desta senhora eram oficialmente reconhecidos pelo ME(que também reconhecia a "Associação" como IPPS) no âmbito da formação de professores.
(http://www.casa-indigo.com/default.asp)

maria disse...

Como utopia lá que é linda é , apetece acreditar nela : uns guerreiros indígos a destruir as instituições caducas e a preparar a 2º vinda de cristo à terra , desta vez através da sua energia nos meninos cristais . peace and love.
oh ! e quem é que não quer ter um filho especial? suponho que é por aí o sucesso desta variante new age. a fábula da coruja e dos seus filhos.
E é verdade , por um triz e pelo BE às acções de formação para profs. na casa indígo não contam para créditos ; também não se percebe porque é uma IPSS.

LITORAL

Por A. Galopim de Carvalho Uma definição de litoral deu-a Luis de Camões que, para além do grande poeta, foi homem de muitos saberes, com de...