segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

2010 espacial


A minha crónica semanal no jornal i.

Nesta última crónica de 2010 respeitamos uma certa tradição e vamos referir algumas descobertas espaciais que a Humanidade assistiu ao longo deste ano. Enquanto na Terra foi inaugurado o primeiro aeroporto espacial e abriram-se as portas dos céus aos privados, em cima de nós a Estação Espacial Internacional completou dez anos de presença humana permanente. Apesar das mais de 600 experiências científicas realizadas, o seu propósito ainda é discutido; o seu financiamento futuro uma incógnita. A Lua foi, de novo, notícia em 2010: parece que tem alguma agitação química e que afinal poderá ter água. A Lua foi também visitada pela Índia com a sua sonda Chandrayaan-1 e a China também por lá navegou com a Change2. Pelo reino dos asteróides, a sonda japonesa Hayabusa, que tinha partido do conforto terrestre em 2003 em direcção ao asteróide Itokawa, regressou em Junho com poeiras do mesmo e a Epoxi estudou de perto o cometa Hartley 2. Mais longe, Titã, uma das luas de Saturno, continua a entusiasmar: cada vez mais se parece com a Terra primitiva e pergunta-se: tem ou poderá ter vida? E Encelado, outra lua de Saturno, mostrou monstruosas erupções de vapor de água e gelo: terá um oceano subterrâneo? E planetas extrasolares? Já são mais de 500! No cair do pano, tivemos uma nova e polémica forma de vida amiga do arsénico. Tudo isto em 31536000 segundos. Tudo isto em forma de aperitivo para muito mais. Boa nova órbita à volta do Sol!

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.