quarta-feira, 21 de setembro de 2022

EM BUSCA DO PASSADO PERDIDO

Com palavras, reconstruo o passado,
devagarinho, com muito cuidado:
o passado é muito delicado,
convém não feri-lo demasiado.

Reconstruo-o, bocado a bocado,
como quem busca, nele, um recado.
Material ali arrecadado
chega-me hoje, bem iluminado.

No passado, esconde-se, velado,
um segredo nunca bem desvelado:
durante anos, por mim procurado,

o sentido dele sempre ocultado,
quero agora tê-lo desflorado,
nesse passado sempre rebuscado!

Eugénio Lisboa

Sem comentários:

LITORAL

Por A. Galopim de Carvalho Uma definição de litoral deu-a Luis de Camões que, para além do grande poeta, foi homem de muitos saberes, com de...