quinta-feira, 24 de julho de 2014

COMUNICADO DA SOCIEDADE PORTUGUESA DE FILOSOFIA A PROPÓSITO DA AVALIAÇÃO DAS UNIDADES DE INVESTIGAÇÃO

Depois das sociedade de química e de física se terem pronunciado, a Sociedade Portuguesa de Filosofia torna também pública a sua posição acerca da avaliação das unidades de investigação:

Comunicado

A Sociedade Portuguesa de Filosofia (SPF) deseja exprimir publicamente a sua preocupação com o processo de avaliação dos centros de investigação nesta área por parte da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). Apesar dos resultados muito positivos que a investigação filosófica tem conhecido em Portugal nos últimos anos (tendo em conta publicações, projectos e participação em redes internacionais), a conjugação entre a redução muito expressiva do número de bolsas de doutoramento e pós-doutoramento atribuídas, por um lado, e o previsível corte drástico do financiamento a vários centros no processo agora em curso, por outro lado, poderá ter efeitos altamente nocivos e colocar em causa o trabalho efectuado até aqui. Desta forma, a SPF junta a sua voz às tomadas de posição públicas por parte de sociedades científicas de outras áreas do conhecimento, pelos presidentes dos conselhos científicos da própria FCT e pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas.

Lisboa, 23 de Julho de 2014

Sem comentários:

A ESCOLA PÚBLICA, 50 ANOS DEPOIS DA LIBERDADE, EM DEMOCRACIA

Escrevi, há dias, que a luta dos professores, numa intensidade nunca vista, com grande destaque no passado ano de 2023, trouxe ao de cima a ...