quinta-feira, 3 de julho de 2014

VACINAR É PRECISO


A vacinação é um acto de saúde pública que deve envolver todos os indivíduos e que trouxe uma inestimável qualidade de vida a todos, aumentando significativamente a esperança de vida à nascença e diminuindo consideravelmente a mortalidade infantil. Permitiu (e permite) que várias doenças severas e que podem levar à morte tenham sido praticamente erradicadas. De facto, nos países que possuem um programa de vacinação activo, generalizado e disponível a toda a população, doenças como sarampo, a rubéola, meningites, etc., foram praticamente relegadas para os livros de texto.

Mas, apesar deste avanço civilizacional na saúde pública, continuar a vacinar é uma medida preventiva que é preciso manter. Aliás, como se tem verificado em várias comunidades que optam por não vacinar os seus filhos, as doenças voltam passado pouco tempo e as mortes acontecem. Há vários casos de crianças não vacinadas que morreram devido a um sarampo evitável.

Neste contexto surge a reportagem que a RTP1 passou no telejornal do dia 29 de Junho. Intitulada “Pais optam por não vacinar os filhos”, a reportagem mostrou o testemunho de três famílias que rejeitam a vacinação dos seus filhos com o argumento de que as vacinas já não são necessárias no mundo em que vivemos (nada mais errado) e que os efeitos secundários causados por elas são superiores aos eventuais benefícios.

Na reportagem, na tentativa de estabelecer um contraditório, é dada voz a um único porta-voz da necessidade e importância da vacinação. No peso final, a reportagem privilegia uma mensagem: no mundo em que vivemos, em que já não há doenças, não é necessário vacinar as nossas crianças, para além do que as vacinas são perigosas para a nossa saúde. Esta mensagem faz perigar a saúde pública e estranha-se que a RTP seja difusora desta mensagem!

É que os vírus que causam as doenças continuam a existir. A vacinação colectiva não os elimina, antes protege os indivíduos contra o seu efeito nefasto e reduz grandemente a sua circulação. Uma criança não vacinada pode adoecer severamente, desnecessariamente, e passa também a ser um veículo de disseminação dos vírus, podendo contagiar outras crianças, potenciando assim o alastramento da doença. Põe em risco a sua vida e a dos outros.

Em relação ao problema dos eventuais efeitos secundários causados pelas vacinas e de estas poderem ser prejudiciais à saúde ou mesmo potenciar doenças, refiram-se, por exemplo três artigos científicos agora publicados na revista Pediatrics que indicam a não existência de uma relação de causa efeito neste aspecto.

Um dos estudos científicos, que vai ser publicado no número de Agosto daquela revista, demonstra que as vacinas infantis para o sarampo, papeira ou rubéola não causam autismo (uma ideia antes propagada por algumas pessoas), e conclui ainda que são raros os efeitos secundários graves associados à vacinação das crianças. Este trabalho ampliou o estudo de várias vacinas que não foram analisadas anteriormente, nomeadamente as da hepatite A, meningites [Haemophilus influenzae type b (Hib)], poliomielite, rotavírus e vacina pneumocócica conjugada. Para todos os casos não foram encontrados efeitos secundários potenciadores de doenças.

No número actual (Julho) da revista Pediatrics, são publicados outros dois artigos: um sobre a importância para a saúde pública da vacinação contra os rotavírus (vírus responsáveis por diarreias graves em lactentes e crianças jovens) e outro sobre os grandes efeitos benéficos verificados com a implementação da vacina contra a varicela. No estudo sobre a vacina contra o rotavírus os investigadores concluem que a vacinação, para além de reduzir substancialmente o número de hospitilzações, confere protecção ao longo da infância, e também confere benefícios indirectos às crianças não vacinadas.

Em Portugal, desde a constituição de 1976, deixou de ser obrigatório a vacinação. Somos livres para escolher entre beneficiar do conhecimento científico que reduz a incidência de várias doenças através da vacinação, ou colocar as nossas crianças sujeitas à doença e, eventualmente, à morte. Para além de que uma criança não vacinada pode colocar em perigo a saúde dos outros.

A não vacinação é uma atitude egoísta e ignorante. Vacinar é um acto de inteligência, de responsabilidade social e de cidadania.

António Piedade

51 comentários:

  1. Em relação a esse suposto estudo que a comunicação social portuguesa disse que analisaram 20 mil relatórios, que relatórios foram esses? Não se sabe de absolutamente nada! só vos deixo ficar com isto, basta isto para desmistificar todo esse falso estudo!

    "As with all studies, this research has limitations. It excluded data from the Vaccine Adverse Event Reporting System (VAERS) in the United States, a system similar to the Yellow Card scheme in the UK."

    Perante isto, só vos pergunto, como é que um estudo consegue provar a não relação entre autismo e as vacinas se excluiu na análise, precisamente a única categoria do estudo em que podiam ser encontrados as relações entre autismo e a vacinação?

    "As with all studies, this research has limitations. It excluded data from the Vaccine Adverse Event Reporting System (VAERS) in the United States, a system similar to the Yellow Card scheme in the UK."

    Como é que alguém no seu perfeito estado de juízo pode afirmar que não existe relação entre autismo e vacinas fundamentando-se com um estudo que exclui os dados do Sistema de Análise de Eventos das Reacções Adversas da Vacinação?

    Here's the package insert from Tripedia DTaP vaccine. Right off of the FDA website. Right there on page 11 you will find this: Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis,

    AUTISM...,

    convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea.

    http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf


    Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis, autism, convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea. Events were included in this list because of the seriousness or frequency of reporting. Because these events are reported voluntarily from a population of uncertain size, it is not always possible to reliably estimate their frequencies or to establish a causal relationship to components of Tripedia vaccine.

    http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf

    ResponderEliminar
  2. Vacinar é um acto de ignorância, um acto de crença tão fanático como o das seitas mais loucas. Este artigo é cientismo ou ignorância puras. É estar preso ao Passado, preso à cassete!!! É ser surdo e cego. Por acaso não tem ouvido as entrevistas do Bill Gates, desde que se dedicou à sua Fundação 'bem intencionada' e à promoção de programas de despovoamento mundial e eutanásia, já agora? Onde é que anda com a cabeça?

    Deve pensar que porventura o Ébola é outra coisa senão uma arma de guerra biológica avançada criada num laboratório? E Ébolas com prazos de incubação variados para todos os gostos e necessidades?

    Como é possível um artigo como este de um apelidado cientista? Credo, onde está o seu espírito crítico, isto tornou-se pura religião. Veja este vídeo e aprenda um pouco sobre a realidade, esta sim, bem real, e que explica porque a Ciência nacional vai levar na corneta forte e feio:
    Desde la sombra (E81). Un futuro sin futuro: "El programa de despoblación de la Tierra"
    http://www.youtube.com/watch?v=e3tZqaeoqnA

    ResponderEliminar
  3. Esta onda mediática a favor das vacinações com estudos falaciosos e mentirosos foi encomendado pela elite cabal porque as pessoas estão finalmente a acordar da hipnose colectiva e estão-se a aperceber de Tudo!!! Blogs como este andam a censurar os comentários incómodos onde claramente se prova a existência da relação directa entre vacinas e doenças neurológicas! O amiguinho deste blog, o comcept.org faz o impensável num estado de direito e democrática, censura os comentários com provas irrefuráveis da relação entre autismo e outras doenças neurológicas e as vacinas! Eles são uns ditadorzinhos maçónicos falsos judeus que adora as suas sinagogas de satanás e andam pela internet a espalhar desinformação requintada com o políticamente correcto mas com os tiques de censura típicos nesse tipo de gentalha!

    São todos uns meninos bonitos e cientistas, biólogos, matemáticos, químicos, os meninos perfeitos para desenvolverem armas biológicas para destruir a Humanidade!!!

    Se gostam assim tanto de espalhar mentiras a defender as vacinas, vacinem-se a vocês próprios à frente das câmaras com as mesmas vacinas que andam a promover nos outros!!!

    ResponderEliminar
  4. Mas porque é que estas sumidades 'científicas' não arrumam as botas e aceitam reformar-se lá no campo, no interior, onde não há risco de prestarem mau serviço a ninguém? Uma pandemia está a sre preparada, nenhuma vacinação nos irá salvar, essa é a única coisa que sabemos desde já. Protejam o sistema imunitário que têm e talvez a 'roleta russa' esteja do lado dos sortudos.

    Exclusive: Controversial US scientist creates deadly new flu strain for pandemic research
    http://www.independent.co.uk/news/science/exclusive-controversial-us-scientist-creates-deadly-new-flu-strain-for-pandemic-research-9577088.html

    ResponderEliminar
  5. Esse tal Comcept é fantástico quando vai buscar como referência informação do CFR - Council on Foreign Relations, é mesmo hilariante:
    http://comcept.org/2014/07/01/vacinas-o-falso-balanco-na-rtp1/

    ResponderEliminar
  6. A vacinação não é um acto de saúde pública, é um meio preventivo muito duvidoso que qualquer pessoa no seu estado de direito, democrático e constitucional pode optar por se vacinar ou não se vacinar!

    Se as vacinas são assim meios tão eficazes no combate a muitas doenças e se for verdade aquilo que afirma, que não é, que doenças como o sarampo, rubéola e meningites foram "relegadas para os livros de texto", então não há nenhum problema de saúde pública em os vacinados aceitarem a liberdade daqueles que não se querem vacinar, não é para isso que servem as vacinas? Para vos proteger das doenças que supostamente os não vacinados podem contrair?

    Se os vacinados e os pró-vacinação se preocupam tanto com os não vacinados e os anti-vacinação, porque razão eles se vacinam?

    You can’t vaccinate believing that your children are protected and then feel that your children are not protected because somehow, some non-vaccinated child is carrying some secret organism that no-one else is carrying. You can’t have it both ways. It just doesn’t make any
    sense”. -–Dr. Palevsky, board certified pediatrician

    E não me venham com essas mentiras das mutações dos vírus que as pessoas não vacinadas podem contrair, porque isso é uma total mentira facilmente desmistificada, pois se isso fosse verdade neste momento não haveriam vacinas suficientes para tantas mutações de vírus no mundo e já várias epidemias se teriam alastrado por todo o mundo!

    Parem de mentir em relação a este assunto em que Portugal continua a ser a prostituta da babilónia em que um bebé com 18 meses já leva com 3 vacinas no seu sangue! Antigamente eram 7, agora são 32 para combater doenças que como diz e bem, estão erradicadas ou muito raras! Não faz sentido nenhum que hoje crianças sejam vacinadas de forma totalmente indiscriminada e irresponsável pois como bem diz, as doenças estão controladas!

    A vacinação não aumenta nenhuma esperança de vida, o que aumenta a esperança de vida é o acesso a cuidados básicos de saúde, a meios básicos de subsistência, a nutrição, a água potável, cuidados de higiene e sanitários! A vacinação é um meio de prevenção muito duvidoso e jamais se pode considerar a cura de algo! Vacinação não é a cura de nenhuma doença ao contrário do que promovem falaciosamente com o claro intento de enganar a mente das pessoas! Correlação não é Causalidade!

    ResponderEliminar
  7. Uma dúvida subsiste-me e levanta a seguinte pergunta; os caríssimos anónimos não foram vacinados enquanto crianças?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente só posso lamentar a ignorância dos meus pais que pensavam estar a fazer uma grande coisa, Ainda assim, o número de vacinas foram poucas em relação ao que se recomenda hoje. Quando tive o Sarampo ainda não havia a vacina e eu aqui estou.

      Eliminar
    2. Os anónimos são apenas uma única pessoa que muito provavelmente sofre de algum tipo de distúrbio mental, caso contrário não despenderia tanto tempo a espalhar desinformação e paranóia. Este mesmo indivíduo andou a escrever coisas semelhantes noutros sites que denunciam a propaganda anti-vacinação. Esta pessoa revela-se incapaz de manter um discurso racional e civilizado e as mentiras que propaga colocam em causa a saúde e segurança dos mais crédulos. Caro António Piedade recomendo vivamente que estes comentários sejam eliminados e bloqueados de forma permanente. É a melhor solução para os chamados "trolls" da internet. Cumprimentos

      Eliminar
    3. Garanto-lhe que não, este anónimo nada tem a ver com os outros.

      Eliminar
    4. De facto, uma coisa se pode dizer, a RTP reflecte bem na sua reportagem o que as pessoas pensam no seu íntimo, vocês é que estão bem mais sozinhos nas vossas convicções do que o pensam.

      Eliminar
    5. Marco, ou deva dizer ditadorzeco Marco Filipe do Comcept que passa o tempo da sua vida a censurar comentários incómodos para que ninguém saiba o que realmente significa vacinar, como funcionam, o que são, quem as faz e com que intuitos?

      Desinformação e paranóia é o que ditadores como tu e os teus amiguinhos da sinagoga de satanás constantemente fazem ao censurar informação pertinente, essencial para uma correcta análise do 2 lados da questão mas que vocês querem incutir à força apenas o vosso lado na opinião pública com os vossos blogs encomendados a espalhar contra-informação e a censurar informação válida, científica e de Organismos Científicos fidedignos muitos dos quais de Fontes Oficiais, como esta do próprio folheto de uma vacina que vocês ignoram, censura e ridicularizam! Essa é a vossa única ciência e postura que têm tido, ignoram a Ciência e censura a Ciência! São Criminosos porque se recusam a aceitar a própria Ciência que dizem defender mas que ignoram, censura e tentam descredibilizar a todo o custo!

      Here's the package insert from Tripedia DTaP vaccine. Right off of the FDA website. Right there on page 11 you will find this: Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis,

      AUTISM...,

      convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea.

      http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf

      Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis, autism, convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea. Events were included in this list because of the seriousness or frequency of reporting. Because these events are reported voluntarily from a population of uncertain size, it is not always possible to reliably estimate their frequencies or to establish a causal relationship to components of Tripedia vaccine.

      http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf

      Eliminar
    6. "Este mesmo indivíduo andou a escrever coisas semelhantes noutros sites que denunciam a propaganda anti-vacinação."


      Não existe uma propaganda anti-vacinação! A única propaganda que existe, toda ela mediática e institucional é precisamente pró-vacinação! O governo apela à vacinação, a DGS apela à vacinação, a comunicação social apela à vacinação, e ainda tem a lata de dizer que existe uma propaganda anti-vacinação? O que existe é uma necessidade de se alertar para os perigos da vacinação, explicar o que realmente é a vacinação, como funcionam as vacinas, o que contêm e como actuam no Organismo, coisa que nem o governo se interessa em explicar aos Cidadãos na Educação, nem sequer os médicos se interessam por explicar aos pacientes, é vacinar e ponto final! Se adoecer que se fxxda, é menos 1 no Planeta a viver bem e mais 1 no Planeta a sustentar a indústria do complexo mafioso médico-farmacêutico! E se morrer, é menos 1 a poluir o Planeta não é seu ditadorzinho que adora censurar os comentários incómodos dos outros e vem para os blogs de outras pessoas pedir para que os autores deste blog se comportem da forma primitiva, imbecil e preguiçosa com que tu te comportas no teu blog!

      Eliminar
    7. "Esta pessoa revela-se incapaz de manter um discurso racional e civilizado"

      Comeceu por comentar 1 único comentário com a informação do folheto de uma vacina de uma fonte governamental fidedigna onde claramente se lê que as vacinas causa sim autismo, assim como SIDS e tantas outras doenças neurológicas, mas que tu optas-te por censurar esse comentário que não tinha nenhuma ofensa, tinha apenas a informação no folheto! Depois fui para o facebook onde comentei essa informação, passado 3 segundos foi totalmente eliminada e a minha conta bloqueada por vocês na vossa página!

      Não é possível ter-se um discurso racional e civilizado com quem nem sequer tem a capacidade de dialogar e à mínima censura logo tudo não dando a oportunidade de haver um diálogo! Sabe o que é dialogar? Ou só se interessa em discursar? Se o que pretende é discursar, então porque razão tem a caixa de comentários activa? Para isso desactivava a caixa de comentários, aquilo chama-se comentários precisamente para poder haver interacção, chama-se diálogo, sabe o que isso é? Já não é a primeira vez que vocês fazem isso, pelo que estive a ver no comcepto, aquilo é censura atrás de censura com muitas discussões com outros comentadores que se queixavam do mesmo! Vocês não passam de uns ditadores que se armam em "cientistas" quando se recusam a aceitar a própria Ciência e tudo que saia fora do vosso limitado horizonte intelectual, vocês censura, com 2 palas em cada olho e não querem ponderar nada, nem aceitar nada que saia fora dos vossos pré-conceitos "científicos".

      Pois vocês não são cientistas e muito menos investigadores, se o fossem a primeira coisa que faziam era ponderar no erro, ser capaz de admitir que estão errados, isso é o primeiro ingrediente necessário para se ser um investigador científico e um cientistas pois é do erro que se evolui, que se aprende, que se soluciona problemas!

      Se todos os investigadores fossem como vós, ainda andávamos a tentar descobrir porque é Terrra não é quadrada e os Corpos não flutuam no ar! É do erro que se aprende, não da estupidez em desprezar novo conhecimento!


      "e as mentiras que propaga colocam em causa a saúde e segurança dos mais crédulos."

      As únicas mentiras e tantativas de abafar e ocultar conhecimento Científico vem da vossa parte, não da minha! Este assunto não é um assunto de teor religioso que comprometa a segurança dos mais crédulos, isto não se trata de crédulos, mas sim de Ciência, nua e crua, FACTOS CIENTÍFICOS! Consegue compreender isso? E ainda nem sequer comecei a comentar a sério, nem o vou fazer aqui se estes comentários forem eliminados! A informação científica está aí para todos a verem, a lerem e analisarem, basta procurar nas fontes de informação científica, Organismos Científicos de vários Países para se comprovar perfeitamente a relação directa entre doenças neurológicas, nomeadamente o Autismo e as vacinas!

      "Caro António Piedade recomendo vivamente que estes comentários sejam eliminados e bloqueados de forma permanente. É a melhor solução para os chamados "trolls" da internet."

      Um troll da internet é aquele que começa a disparatar na caixa de comentários sem qualquer tipo de fundamento com o único objectivo de destruir e destabilizar uma discussão com ofensas, palavras e frases sem sentido algum e spam. Eu não me comporto dessa maneira, por outro lado aquilo que o Sr. e os seus amiguinhos fazem é pior do que um troll, porque nem sequer dão a oportunidade de uma discussão ser realizada! Chama-se censura e tiques ditatoriais, dignos apenas de criminosos que se comportam de uma forma totalmente contrária a um estao de Direitos e Democrático e como tal têm e devem ser punidos!

      Eliminar
  8. "Mas, apesar deste avanço civilizacional na saúde pública, continuar a vacinar é uma medida preventiva que é preciso manter."

    Porque é que é preciso manter? Dizer uma coisa e não fundamentar não tem qualquer validade! Não são vocês os cientistas? Então porque é que se comportam de forma contrária? Fundamentem o que afirmam! Se as doenças estão erradicadas qual a razão da vacinação, pior ainda, qual a razão de passarmos de 7 vacinas para as 32 vacinas que um bebé leva aos 18 meses? Estão a gozar com quem?

    "Aliás, como se tem verificado em várias comunidades que optam por não vacinar os seus filhos, as doenças voltam passado pouco tempo e as mortes acontecem."

    Isto é mentira! Prova aquilo que dizes!!! Onde é que estão as provas desse tipo de afirmações? Mas alguém se vai acreditar nisso só porque alguém supostamente cientista e letrado o diz? Não basta mandar postas de pescada como essas para convencer as pessoas, há que provar isso! Mas vocês não provam porque sabem que não há provas que defenda esse tipo de abominações que andam a disseminar na internet!

    "Há vários casos de crianças não vacinadas que morreram devido a um sarampo evitável."

    O Sarampo não mata ninguém se for tratado com cuidados de saúde básicos, repouso e com alimentações e hidratação. O sarampo mata tanto como um gripo pode matar, é uma doença que apenas pode matar bebés inferiores a 1 ano de idade se estes não forem tratados com cuidados básicos, como repouso, higiene, alimentação! O sarampo não é uma doença perigosa e é tão mortal como uma simples gripe!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Between 1987 and 2000, the case fatality rate across the United States was 3 measles-attributable deaths per 1000 cases, or 0.3%. In underdeveloped nations with high rates of malnutrition and poor healthcare, fatality rates have been as high as 28%."
      Caro anónimo, não fale do que não sabe. O sarampo pode de facto causar complicações graves, e mais frequentemente nos adultos.

      Eliminar
    2. Não sabe ler Inglês, eu vou-lhe traduzir:

      Entre 1987 e 2000, ou seja, estamos a falar de 13 anos ocorreram 3 mortes de sarampo em 1000 casos! Em 13 anos ocorreram 3 mortes em 1000 casos! Incrível, tantas mortes! WOW, só falta dizer que essas 3 mortes em 13 anos de sarampo foi por causa dos que não se vacinaram quando podem muito bem ter sido precisamente pelos vacinados por recções adversas incluíndo como está nos folhetos das vacinas SIDS (Síndrome de Morte Súbita Infantil).

      Em Países sub-desenvolvidos, repito, sub-desenvolvidos, terceiro mundo, com altos níveis de má nutrição e cuidados de saúde muito pobres, a taxa de fatalidade foi de 28%. Em nenhuma parte desse texto diz que essas mortes se deveram à falta de vacinação mas sim a uma clara inexistência de nutrição e cuidados de saúde pobres como é típico nos países sub-desenvolvidos!

      O Sarampo só causa complicações se não existirem acesso a meios básicos de subsistência, cuidados de saúde básicos, alimentação e água potável, como é o caso dos países sub-desenvolvidos!

      Os únicos casos de mortes ocorridos de sarampo são em bebés com menos de 1 ano precisamente por causa do que mencionei, falta de nutrição, água, hidratação, meios básicos de sobrevivência, alimentação, cuidados de higiene e sanitários ou outras complicações como a própria reacção adversa de medicamentos como é o caso das vacinas que causam SIDS (Síndrome de Morte Súbita Infantil).

      Eliminar
  9. "Uma dúvida subsiste-me e levanta a seguinte pergunta; os caríssimos anónimos não foram vacinados enquanto crianças?"

    Fui, levei 3 vacinas!!! E não 32 vacinas!!! Consegue perceber a diferença aqui? Mais uma falácia que os pró-vacinação usam quando querem justificar o injsutificável de 32 vacinas aos 18 meses de idade! Que tristeza! Tanta ignorância! Tanta maldade! Tanta subversão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou de acordo consigo. Se fossem 31 ainda vá mas logo 32! Apesar de 31 ser um número primo o que também tem de se levar em conta.

      Eliminar
  10. "Neste contexto é um acto de atentado à saúde pública a reportagem que a RTP1 passou no telejornal do dia 29 de Junho. Intitulada “Pais optam por não vacinar os filhos”, a reportagem mostrou o testemunho de três famílias que rejeitam a vacinação dos seus filhos com o argumento de que as vacinas já não são necessárias no mundo em que vivemos (nada mais errado) e que os efeitos secundários causados por elas são superiores aos eventuais benefícios. "

    Porque é que é errado não se vacinar? Por causa da falsa ideia das mutações? Porque é que vocês, cientistas, dizem as coisas mas não as fundamentam?

    Como é possível alguém chamar um acto de atentado à saúde pública uma reportagem onde claramente se viu os 2 lados da questão? Mais ainda, a reportagem deu muito mais cobertura à Ana Leça da Comissão Técnica de Vacinação da DGS que disse com todos os dentes que tem na boca, na RTP para todo o Mundo, que e passo a citar: "Não, não há efeitos secundários". Este tipo de declarações são muito graves, são falsas, totalmente e facilmente comprovadas como falsas e que só uma incompetente e Criminosa por cumplicidade e negligência é que pode dizer uma coisa dessas quando milhares de Médicos e Organismos Científicos já fizeram vários estudos que comprovam precisamente os malefícios das vacinas! Ou pior ainda, quando os próprios folhetos das vacinas dizem isso! Mas a Senhora Ana Leça ignora por incompetência ou por cumplicidade!

    Here's the package insert from Tripedia DTaP vaccine. Right off of the FDA website. Right there on page 11 you will find this: Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis,

    AUTISM...,

    convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea.

    http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf


    Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis, autism, convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea. Events were included in this list because of the seriousness or frequency of reporting. Because these events are reported voluntarily from a population of uncertain size, it is not always possible to reliably estimate their frequencies or to establish a causal relationship to components of Tripedia vaccine.

    http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Because these events are reported voluntarily from a population of uncertain size, it is not always possible to reliably estimate their frequencies or to establish a causal relationship to components of Tripedia vaccine."
      Entende o Inglês, ou está só a copiar para aqui coisas que não entende ?

      Eliminar
    2. Entendo sim perfeitamente o Inglês, assim como o Português! O mesmo Português que vocês usam quando afirmam que as vacinas não causam autismo, que as vacinas não têm efeitos secundários e adversos, que as vacinas não causam doenças neurológicas, mentem, mentem e mentem com todos os dentes que têm nessa boca e com essas mãos nefastas e mentirosas!

      Quando os próprios folhetos das vacinas jamais dizem aquilo que vocês dizem, quando Estudos de Organismos Científicos levados a Cabo por Profissionais de Saúde e Investigadores em todo o Mundo, Professores Doutorados e Universitários, Médicos e tantas outras Personalidades por esse Mundo Fora fizeram e fazem estudos onde se prova claramente a potencialidade dos efeitos adversos das vacinas, nomeadamente doenças neurológicas e o autismo! E o autismo aqui é o mínimo, existem várias outras complicações associadas às vacinas e não apenas neurológicas como também oncológicas! Vocês negam isto tudo, dizem que é mito, chamam à Ciência e rotulam centenas de Profissionais de Saúde e Cientistas de criadores de mitos e mentirosos quando os únicos mentirosos são vocês que se recusam a aceitar factos Científicos e ainda difamam os outros daquilo que vocês são!

      Here's the package insert from Tripedia DTaP vaccine. Right off of the FDA website. Right there on page 11 you will find this: Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis,

      AUTISM...,

      convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea.

      http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf

      Eliminar
  11. "e que os efeitos secundários causados por elas são superiores aos eventuais benefícios."

    As doenças do século são as doenças neurológica e oncológicas por alguma razão! Tudo que vai parar à corrente sanguínea define o estado de saúde do Corpo Humano! Negar isto é negar a Ciência e não vamos negar a Ciência pois não? As vacinas são injectadas na corrente sanguínea! Já vi até cientistas a negar isto! Incrível ao ponto que chega a ignorância e incompetência e formatação de tantos "cientistas"

    As substâncias que são injectadas no sangue das pessoas vai obviamente comprometer todo o sistema imunitário e principalmente o Sistema Nervoso Central! As vacinas nada mais são do que "red bulls" imunitários que estimulam À FORÇA o sistema imunitário a reagir para produzir anti-corpos, essa recção é estimulado evidentemente por substâncias estranhas ao corpo, invasores, agentes estranhos substâncias tóxicas, nocivas e letais que têm que ser assim para que os leucócitos trabalhem e sejam produzidos no sistema imunitário. Isto é uma manipulação do organismo e do correcto desenvolvimento e funcionamento do sistema imunitário que se vê forçado e massacrado a fazer algo! Isto leva à produção de excesso de glóbulos brancos (leucócitos) no sangue em que se viram uns contra os outros por atrofio do sistema, e que se traduz em leucemia (excesso de gllóbulos brancos), cancro no sangue!

    http://aje.oxfordjournals.org/content/167/5/598.long

    In conclusion, our study highlights a potential role for immune development in the expression of childhood leukemia. Our results are congruent with the current hypothesis put forth by Greaves that states that reduced antigenic challenge during early postnatal development may contribute to an increased risk of childhood leukemia (36). Information on risks associated with immunosuppressant medication and vitamin supplementation in relation to the timing of exposure (infancy vs. later childhood) strengthens the interpretation of our results in accordance with Greaves' hypothesis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "As substâncias que são injectadas no sangue das pessoas vai obviamente comprometer todo o sistema imunitário e principalmente o Sistema Nervoso Central!"
      Primeira aprenda a falar Português, é "vão" e não "vai". Depois não há "obviamente" nenhum aqui. Substâncias administradas por via endovenosa não que necessariamente afectar os sistemas imunitário e muito menos o Sistema Nervoso Central. Por favor vá estudar e aprender Fisiologia e Medicina, antes de vir para aqui desinformar e escrever baboseiras.
      Se e um dia for parar ao Hospital e precisar de uma transfusão de sangue (espero que não), depois diga aos médicos para não a fazerem, pois irá "comprometer todo o Sistema Imunitário e Sistema Nervoso Central".. ... Santa Paciência.

      E já agora, nem todas as vacinas são injectas na corrente sanguínea, há muitas que são subcutâneas, por exemplo.

      Eliminar
    2. Já vi que dá mais valor a um simples erro gramatical do que à própria mensagem em si e aquilo que ela tenta transmitir! Faz-me lembrar aquelas pessoas que não são capazes estar à beira nem de sentir o Coração de um Deficiente quando este não se consegue exprimir bem nem sequer escrever correctamente! Faz-me lembrar aqueles montes de esterco que Portugal tanto gosta de fabricar que gozam com tudo e mais alguma coisa e não perdem uma oportunidade de gozar com os outros pelo que escrevem, dizem ou pela sua maneira de ser! Ainda tem um longo caminho a percorrer na sua vida!

      "Substâncias administradas por via endovenosa não que necessariamente afectar os sistemas imunitário e muito menos o Sistema Nervoso Central."

      As injeções podem ser de vários tipos, mas as mais comuns são a intravenosa e a intramuscular. A primeira, endovenosa, é feita em uma veia do braço e pode ser tanto através da injeção direta (pela seringa) quanto através da introdução de um catéter, em que a droga é injetada lentamente (junto com o soro). A intramuscular, como o nome diz, é feita no músculo, geralmente no braço ou na bunda. A vantagem da intramuscular é que demora um pouco mais para a droga injetada chegar no sangue. Mas nos dois casos, a droga vai entrar na circulação sanguínea e ser espalhada pelo corpo todo, tendo seus efeitos nos mais diversos locais.

      "Por favor vá estudar e aprender Fisiologia e Medicina, antes de vir para aqui desinformar e escrever baboseiras."

      Como se provou em cima, quem escreveu baboseiras e desinformações foi a Senhora! :)

      "Se e um dia for parar ao Hospital e precisar de uma transfusão de sangue (espero que não), depois diga aos médicos para não a fazerem, pois irá "comprometer todo o Sistema Imunitário e Sistema Nervoso Central".. ... Santa Paciência."

      Falácia Ladeira Escorregadia e causa falsa, em que tenta passar a falsa ideia que pelo facto de não permitirmos A, também não podemos permitir B e atribuem a um acontecimento a causa de um outro. Nice try! Fazem sempre isso! SEMPRE!

      "E já agora, nem todas as vacinas são injectas na corrente sanguínea, há muitas que são subcutâneas, por exemplo. "

      TODAS as vacinas vão ter mais cedo ou mais tarde à corrente sanguínea pois é assmim que o Organismo funciona!!! Pare de enganar as pessoas!!!

      Eliminar
  12. "Na reportagem, na tentativa de estabelecer um contraditório, é dada voz a um único porta-voz da necessidade e importância da vacinação. No peso final, a reportagem privilegia uma mensagem: no mundo em que vivemos, em que já não há doenças, não é necessário vacinar as nossas crianças, para além do que as vacinas são perigosas para a nossa saúde. Esta mensagem é um atentado à saúde pública e estranha-se que a RTP seja a sua difusora!"

    Os únicos atentados à Saúde Pública são blogs como este e os outros amiguinhos como o concept que sempre que uma opinião devidament fundamentada vos é apresentado vocês não só negam como subvertem tudo e pior ainda, censuram!!! Comecei a comentar no concept e a primeira vez que comentei lá foi com o folhete de uma vacina onde claramente é dito que causa autismo e SIDS, mas que os autores "cientistas" desses blogs acharam por bem censurar!

    Isso sim é um atentado à saúde pública porque estão a censurar informação pertinente por quem se quer informar sobre as vacinações!

    Atentado à saúde pública é uma pessoa não ter a oportundiade nem ter acesso completo à informação sobre as vacinações, desde quem as faz, o que contêm, para que servem, como funcionam e quais os seus efeitos adversos!

    Atentado à saúde pública são as pessoas não terem médicos que são capazes de as acompanhar ao longo da vida em vez de as vacinar de forma indiscriminada e sem qualquer explicação ou pior ainda, sem qualquer responsabilidade para com os efeitos adversos da vacinação! Os médicos Alemães não vacinam as crianças indiscriminadamente como aqui e a Alemanha é o País desenvolvido que é!

    Atentado à Saúde Pública é chamar aos Alemães de irresponsáveis e criminosos quando o País é um dos mais desenvolvidos a todos os níveis, cultural, civilizacional, e a nível tecnológico e científico! Mas não é por isso que vacinam a torto e a direito as crianças como fazem em Portugal!!!

    Atentado à saúde Pública é andarem em blogs como este a espalhar mentiras, subversões e falácias para convencer as pessoas a se vacinarem, mas se alguma coisa acontecer vocês são os primeiros a não se responsabilizarem!

    Pois eu tenho uma sugestão! Vamos deixar que todas as pessoas se vacinem, vamos todos vos apoiar mas se alguma criança morrer ou contrair alguma doença neurológica ou oncológica vamos responsabilizar-vos a vocês e a todos os pró-vacinação dessas mortes e doenças! Parece-lhe justo? A mim parece-me!!!

    ResponderEliminar
  13. "É que os vírus que causam as doenças continuam a existir. A vacinação colectiva não os elimina, antes protege os indivíduos contra o seu efeito nefasto e reduz grandemente a sua circulação. Uma criança não vacinada pode adoecer severamente, desnecessariamente, e passa também a ser um veículo de disseminação dos vírus, podendo contagiar outras crianças, potenciando assim o alastramento da doença. Põe em risco a sua vida e a dos outros."

    Mais uma falácia! Se os vacinados e os pró-vacinação se preocupam tanto com os não vacinados e os anti-vacinação, porque razão eles se vacinam?

    You can’t vaccinate believing that your children are protected and then feel that your children are not protected because somehow, some non-vaccinated child is carrying some secret organism that no-one else is carrying. You can’t have it both ways. It just doesn’t make any sense”. -–Dr. Palevsky, board certified pediatrician

    ResponderEliminar
  14. "Em relação ao problema dos eventuais efeitos secundários causados pelas vacinas e de estas poderem ser prejudiciais à saúde ou mesmo potenciar doenças, refiram-se, por exemplo três artigos científicos agora publicados na revista Pediatrics que indicam a não existência de uma relação de causa efeito neste aspecto."

    Então esses artigos estão com total contradição com os próprios folhetos informativos das vacinas!

    Here's the package insert from Tripedia DTaP vaccine. Right off of the FDA website. Right there on page 11 you will find this: Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis,

    AUTISM...,

    convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea.

    http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf


    Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis, autism, convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea. Events were included in this list because of the seriousness or frequency of reporting. Because these events are reported voluntarily from a population of uncertain size, it is not always possible to reliably estimate their frequencies or to establish a causal relationship to components of Tripedia vaccine.

    http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf

    ResponderEliminar
  15. "Um dos estudos científicos, que vai ser publicado no número de Agosto daquela revista, demonstra que as vacinas infantis para o sarampo, papeira ou rubéola não causam autismo (uma ideia antes propagada por algumas pessoas), e conclui ainda que são raros os efeitos secundários graves associados à vacinação das crianças. "

    Sim claro, o autismo é uma abominação da natureza! O autismo é uma imperfeição da natureza, fruto de um deus vingativo ou de uma selecção natural qualquer! Parem de mentir! As Vacinas causam sim Autismo tal como os prórpios folhetos informativos das vacinas assim o dizem!!! Negar isto é que é um atentado à saúde Pública! Negam os próprios folhetos informativos das vacinas, negam os testes clínicos e centenas de estudos científicos, organismos científicos e personalidades ligadas ao mundo da medicina, da investigação científica, médicos com doutoramentos, mestrados e professores universitários!

    Here's the package insert from Tripedia DTaP vaccine. Right off of the FDA website. Right there on page 11 you will find this: Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis,

    AUTISM...,

    convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea.

    http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf


    Adverse events reported during post-approval use of Tripedia vaccine include idiopathic thrombocytopenic purpura, SIDS, anaphylactic reaction, cellulitis, autism, convulsion/grand mal convulsion, encephalopathy, hypotonia, neuropathy, somnolence and apnea. Events were included in this list because of the seriousness or frequency of reporting. Because these events are reported voluntarily from a population of uncertain size, it is not always possible to reliably estimate their frequencies or to establish a causal relationship to components of Tripedia vaccine.

    http://www.fda.gov/downloads/BiologicsBloodVaccines/Vaccines/ApprovedProducts/UCM101580.pdf

    ResponderEliminar
  16. Tenho pena de eventuais crianças que sejam colocadas na mãos deste anónimo (o que se esqueceu de tomar os remédios, não eu). Além de terem de aturar um(a) maluquinho(a) da teoria da conspiração, provavelmente passando vergonha quando saírem à rua com um chapéu de folha de alumínio na cabeça, correrão risco de vida por não terem levado as vacinas. Infelizmente este anónimo deve ter tido pais conscientes que o vacinaram enquanto pequeno, senão agradeça ao efeito de manada dos restantes vacinados o facto de estar aqui a ter uma diarreia mental. Se não se vacinou, esperemos que a selecção natural tome conta de si, de preferência antes de deixar descendência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamente por não andar a tomar os vossos "remédios" é que estou Saudável e já consegui sair da era da estupidez tendo discernimento e um Sistema imunitário Saudável e em Perfeito estado de funcionamento para poder andar aqui a desmantelar todas as vossas mentiras, contra-informações e censuras que tanto gostam de praticar para defender os vossos lobies da máfia do complexo da indústria médico-farmacêutica a quem vocês tanto gostam de lamber o rabo, uns por ignorância, outros por cumplicidade!

      A única teoria da conspiração aqui presente é de quem não é capaz de apresentar fundamentações para com as afirmações que faz, e pior ainda, ridiculariza e censura informação pertinente não sendo capaz de contra-argumentar o que vos é apresentado de forma factual e Científica!

      O risco de vida está em quem continua a acreditar cegamente> em todas as vossas mentiras que nascem nas vossas sinagogas do vosso senhor mentiroso, o satanás, o fruto das vossas obras hediondas e desumanas!!! já fizeste as tuas orações hoje com a bandeira portuguesa da carbonária com o pentagrama invertido?

      Eu não tenho que agradecer à manada nenhuma vacinada o facto de ainda aqui estar, eu tenho que agradecer a quem me deu a oportunidade de ter uma vida, cuidou de mim, me alimentou e me educou, não tenho que agradecer a ninguém só porque tem vacinas espetadas no corpo!

      Em criança levei 4 vacinas, confirmei agora, e não 32 como vocês fazem a bebés de 18 meses! O problema não está apenas nas vacinas em si, está na total incompetência da maneira como as vacinas são dadas, em que não se respeita o prazo em que essas vacinas devem ser dadas, não se respeita o correcto desenvolvimento e funcionamento do Sistema imunitário da criança! Vacinas que devem ser dadas apenas depois de 2 anos, depois dos 7 anos e dos 10 anos, são dadas logo à nascença!!! Esse é o primeiro erro que vocês não são capazes de admitir e de discutir sobre isso! Não passam de uns ignorantes, mal formados e sem nenhuma instrução científica que nem o mais básico são capazes de compreender!

      Em relação à seleccção natural e ao seu insignificante e ineficaz desejo em que eu desapareça, não se preocupe que isso acontecerá eventualmente e naturalmente, a mim e a si também! :)

      Eliminar
  17. Faleceu Rui Tovar 03-07-2014 - Jornalista desportivo estava internado no Hospital de Santa Maria, onde deu entrada devido a problemas cardíacos. Rui Tovar tinha 64 anos. É mais uma prova de como a longevidade está a aumentar, ironia a minha!!!

    ResponderEliminar
  18. Havia um tempo em que as vacinas eram obrigatórias e a escola não. Depois, passou a ser o inverso mas o resultado disso, ao contrário do que era suposto, foi a produção de energúmenos.

    Eu e a minha filha estamos vacinados, portanto, quando o exmº Anónimo/Troll ou a sua família estiverem aflitinhos da vida com uma doença perfeitamente evitável, não venha cá o SNS pedir-me para contribuir com € para resolver um problema que ele próprio criou, ao eliminar a vacinação obrigatória.

    Bill Gates não deve ter sonhado que ao desenvolver a informática estava a promover um regresso ao século XIX...

    Dervich

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um troll da internet é aquele que começa a disparatar na caixa de comentários sem qualquer tipo de fundamento com o único objectivo de destruir e destabilizar uma discussão com ofensas, palavras e frases sem sentido algum ou spam, ou seja, tal e qual a maneira como o seu comentário foi escrito!

      Eu não me comporto dessa maneira, por outro lado aquilo que o Sr. e os seus amiguinhos fazem é pior do que um troll, porque nem sequer dão a oportunidade de uma discussão ser realizada! Chama-se censura e tiques ditatoriais, dignos apenas de criminosos que se comportam de uma forma totalmente contrária a um estao de Direitos e Democrático e como tal têm e devem ser punidos!

      A única produção de energúmenos que aqui vejo provém de pessoas como o Sr. que não são capazes, ou por preguiça ou por falta de capacidade intelectual, de contra-argumentar e fundamentar devidamente a sua opinião! Em vez disso preferem fazer o que sempre fazem quando não têm nem argumentos nem fundamentos, passam logo à injúria gratuita e comportamentos ridículos usando as falácias de apelo ao ridículo e anedóticas, ou a vossa palavra favorita, conspiração!

      E não se preocupe que o SNS não lhe vai pedir € para resolver um problema que pessoas como Sr. já o estão a criar, contribuindo para esse problema servindo de cobaias para a indústria mais bilionária à face do Planeta! Eles agredecem a sua postura! É assim que se quer as pessoas, obedientes, consumistas e com o rabo e o bracinho virados para o ar para serem vacinados!

      A vacinação não é obrigatória nem nunca será num Estado de Direito Democrático, é um Direito Constitucional e Universal dos Direitos Humanos a liberdade de um qualquer Cidadão e Cidadã decidirem o que querem para a sua vida e se querem ou não que alguém lhes injecte substâncias tóxicas e letais no seu sangue! Assim como eu não tenho o direito de violar a sua liberdade, nem o Sr. nem ninguém têm o direito de violar a minha! A liberdade de alguém termina onde começa a dos outros!

      Eliminar
  19. Outra coisa, essa imagem do bebé a sorrir quando uma vacina lhe é metida pelas guelas abaixo, é claramente uma imagem tendenciosa e de propaganda, que pretende passar uma falsa imagem quando os bebés são vacinados, quando todos nós sabemos quais são os comportamentos dos bebés e das crianças quando são vacinadas, é precisamente o oposto dessa imagem!

    ResponderEliminar
  20. Como é possível querer regressar a uma época em que a falta de conhecimento sobre o mecanismo molecular das doenças infecciosas matava milhões de crianças todos os anos, e deixava sequelas para toda a vida em tantas outras? Não vacinar, hoje em dia, é recusar o acesso ao conhecimento adquirido, é interferir com a liberdade daqueles que querem ter acesso ao conhecimento, a uma melhor saúde, à vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é possível ignorar tanta informação Científica, Estudos realizados por Organismos Científicos, personalidades do Mundo da Saúde, Médicos Doutorados, investigadores, Professores Universitários, Pais que perderam os seus filhos após a vacinação e tantas pessoas que sofreram e sofrem os efeitos adversos da vacinação!!! Como é isto possível? Isto sim é um atentado à Saúde Pública! Isto sim é não querer saber absolutamente nada sobre o mecanismo das vacinas, o que contêm, como funcionam e os perigos que constituem à Saúde Humana!

      Mecanismo molecular das doenças infecciosas? Ora diga lá o que é isso para todos compreendermos aquilo que já sabemos! Já toda a gente sabe como as vacinas funcionam, o que contêm, como actuam e quais os efeitos adversos a curto, médio e longo prazo na Saúde Humana! Pelos vistos só vocês é que ignoram isso! Vão mais longe, já li alguns "cientistas" e esses sim são pseudo-cientistas como o director do jornal expresso nos apelida, já os li a escreverem imbecilidades como as vacinas não contêm o vírus ou contêm vírus inócuo, ignorando o facto de muitas vacinas conterem o próprio vírus da doença e que não é nada inócuo! Pior ainda, vocês são aqueles que ignoram informações científicas como esta:

      Vírus inócuo poderá ser um factor de cancro infantil

      http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=720593

      Mas nós é que somos os pseudo-cientistas! Ganhem Juízo e metam a mão na vossa Consciência pelo que andam a escrever e a fazer: Um Atentado à Saúde Pública! Um acto claramente de terrorismo!!! Depois de tudo aquilo aqui apresentado, vocês ao promoverem a vacinação indiscriminada nos actuais moldes, são terroristas!!!

      Vocês fazem o impensável, o que vocês fazem é ignorar os efeitos adversos não só a curto prazo como a médio longo prazo! As vacinas são dadas, se a pessoa não morrer, para vocês já está tudo bem, e todos os outros efeitos adversos com sequelas neurológicas, oncológicas, nada vos diz respeito, não querem saber disso para nada, a pessoa não morreu depois de ser vacinada, pronto, é porque funcionou bem! Pura ignorância científica e falta de inteligência!

      Sequelas para toda a vida de pessoas não vacinadas? Mas está a brincar com quem? Fundamente aquilo que afirma! Mostre-me as sequelas para toda a vida de pessoas não vacinadas!!! Aqui estão as sequelas de quem não se vacina para que todos possam ver como ficam:

      https://www.youtube.com/watch?v=-Ew6QG_7yuU

      Não vacinar é uma acto responsável, de escolha individual, consciente e de alguém que se informou e tem conhecimento dos efeitos adversos, é precisamente o contrário do que afirma! É defender e proteger o correcto desenvolvimento e funcionamento do Sistema imunitário!

      Interferir com a liberdade daqueles que optam por não se vacinarem é o que vocês fazem querendo à força toda obrigar as pessoas a se vacinarem! E inventam tudo e mais alguma coisa como mutações de vírus, como se isso fizesse algum sentido, se isso fosse verdade já neste momento o Mundo estava cheio de epidemias com mutações de vírus de quem não se vacina! As vacinas do sarampo de 30 anos atrás e as vacinas do sarampo de hoje é para combater o sarampo, não é para combater o sarampo mutação 1, 2, 3, 4. Vocês inventam e mentem para justificar o injustificável, ignoram factos Científicos e subvertem o cenário querendo imputar nos que não se vacinam a responsabilidade para as doenças que vocês próprios contraem quando se vacinam e para as quais se dizem imunizar com as vacinas! Contradição evidente que muitos se acreditam sem pensarem!!!

      Eliminar
  21. Sr. António Piedade, você vive num Passado que não existe mais ou que talvez nunca tenha existido. Haja boas condições sanitárias e comida de qualidade e verá o absurdo que são as vacinas, afinal, você acha que o corpo humano é burro, não?

    ResponderEliminar
  22. Caro Sr. Anónimo das 16h30. Nas comunidades nos Estados Unidos e na Alemanha que decidiram há algum tempo não vacinar as crianças verificou-se, apesar das condições de higiene e de boa nutrição, o ressurgimento em massa de doenças contagiosas e inclusive, lamentavelmente, mortes.

    Como deverá saber, alguns dos vírus que nos infectam são de facto muito patogénicos. É preciso não esquecer como funciona o nosso sistema imunitário. A imunidade natural só se adquire depois do contacto com o agente patogénico e algum tempo depois. Enquanto isso, o indivíduo adoece mais ou menos gravemente e é um depositório de vírus potenciando o contágio a outras pessoas. Sabemos, pelas epidimeias passadas, pela história passada que não podemos reescrever, que muitas milhares de pessoas podem ser infectadas, muitas podem morrer. As vacinas são a única maneira que possuímos de reduzir essa virulência, a dispersão dos vírus, agindo preventivamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fundamente aquilo que afirma! Mostre aqui esses dados de doenças contagiosas e
      mortes que ressurgiram pela não vacinação! É só afirmações sem fundamentações que as sustentem! Assim também eu, é fácil dizer coisas e não as provar!

      "A imunidade natural só se adquire depois do contacto com o agente patogénico e algum tempo depois."

      Isto não é verdade! Mais uma afirmação sem fundamentação nem nenhuma fonte de referência! Não existe imunidade natural, existe imunidade! As vacinas estimulam o sistema imunitário a produzir anti-corpos pelo contacto com substâncias invasores e desconhecidas ao Organismo, os Leucócitos são produzidos como exércitos de glóbulos brancos e atacam o invasor! Não existe isso de imunidade natural como se existisse uma sintética ou artificial, existem leucócitos que são produzidos pelo sistema imunológico e que produzem anti-genes para atacar o invasor!

      O que as vacinas fazem é estimular esse procedimento forçando o sistema imunitário para além da sua própria natural programação! Provocam o sistema imunitário e é nessa provocação que os danos podem ocorrer e os efeitos adversos de manifestam, muitas das vezes não imediatamente mas a médio longo prazo pelo enfraquecimento e disfunções do sistema imunitário por ter sido submetido a práticas forçadas como 32 vacinas ao 18 meses!!! Por isso as alergias, por isso as imensas reacções adversas que as crianças têm, por isso o elevado número de doenças neurológicas e por isso o elevado número de doenças oncológicas!

      "Enquanto isso, o indivíduo adoece mais ou menos gravemente e é um depositório de vírus potenciando o contágio a outras pessoas."

      Ou seja, quem não tem o vírus no corpo, os não vacinados, têm a sua saúde comprometida pelos vacinados, os que têm o vírus no corpo pelas vacinas! Como é que alguém saudável que não é vacinado, ou seja que não tem nenhum vírus no corpo pode contaminar quem está vacinado? Por isso é que está vacinado não?

      A história passada mostra-nos uma idade das trevas onde se mijava e cagava para as ruas, comia-se carne especialmente porco como quem bebe água, não havia água potável, e muito menos cuidados de higiene e sanitários, não havia saneamento nem frigoríficos para se conservar as carnes e nem sequer panelas nem fogões para se cozinhar e desinfectar a comida a altas temperaturas! E também não havia tanta facilidade em se obter alimentação como hoje! Portanto estamos claramente perante factores tão importantes como nutrição, alimentação, higiene, saneamento, água potável e alimentação saudável! Mas nada disto vos interessa considerar! Porquê?

      "As vacinas são a única maneira que possuímos de reduzir essa virulência, a dispersão dos vírus, agindo preventivamente. "

      Isso é mentira! As vacinas não são a ÚNICA maneira que possuímos para reduzir a virulência! As mudanças de hábitos alimentares são um meio eficaz para se reduzir a virulência! As mudanças de higiene são outro meio eficaz! Acabar com a fome e dignificar a vida das pessoas para que ninguém tenha que andar no lixo a procurar comida ou a dormir nas ruas, é outro meio muito eficaz para se reduzir a virulência! Mas nada disto vos interessa, só vos interessa defender as $vacinas€

      Eliminar
  23. Fundamente aquilo que afirma! Mostre aqui esses dados de doenças contagiosas e
    mortes que ressurgiram pela não vacinação! É só afirmações sem fundamentações que as sustentem! Assim também eu, é fácil dizer coisas e não as provar!

    "A imunidade natural só se adquire depois do contacto com o agente patogénico e algum tempo depois."

    Isto não é verdade! Mais uma afirmação sem fundamentação nem nenhuma fonte de referência! Não existe imunidade natural, existe imunidade! As vacinas estimulam o sistema imunitário a produzir anti-corpos pelo contacto com substâncias invasores e desconhecidas ao Organismo, os Leucócitos são produzidos como exércitos de glóbulos brancos e atacam o invasor! Não existe isso de imunidade natural como se existisse uma sintética ou artificial, existem leucócitos que são produzidos pelo sistema imunológico e que produzem anti-genes para atacar o invasor!

    O que as vacinas fazem é estimular esse procedimento forçando o sistema imunitário para além da sua própria natural programação! Provocam o sistema imunitário e é nessa provocação que os danos podem ocorrer e os efeitos adversos de manifestam, muitas das vezes não imediatamente mas a médio longo prazo pelo enfraquecimento e disfunções do sistema imunitário por ter sido submetido a práticas forçadas como 32 vacinas ao 18 meses!!! Por isso as alergias, por isso as imensas reacções adversas que as crianças têm, por isso o elevado número de doenças neurológicas e por isso o elevado número de doenças oncológicas!

    "Enquanto isso, o indivíduo adoece mais ou menos gravemente e é um depositório de vírus potenciando o contágio a outras pessoas."

    Ou seja, quem não tem o vírus no corpo, os não vacinados, têm a sua saúde comprometida pelos vacinados, os que têm o vírus no corpo pelas vacinas! Como é que alguém saudável que não é vacinado, ou seja que não tem nenhum vírus no corpo pode contaminar quem está vacinado? Por isso é que está vacinado não?

    A história passada mostra-nos uma idade das trevas onde se urinava e se defecava para as ruas, comia-se carne especialmente porco como quem bebe água, não havia água potável, e muito menos cuidados de higiene e sanitários, não havia saneamento nem frigoríficos para se conservar as carnes e nem sequer panelas nem fogões para se cozinhar e desinfectar a comida a altas temperaturas! E também não havia tanta facilidade em se obter alimentação como hoje! Portanto estamos claramente perante factores tão importantes como nutrição, alimentação, higiene, saneamento, água potável e alimentação saudável! Mas nada disto vos interessa considerar! Porquê?

    "As vacinas são a única maneira que possuímos de reduzir essa virulência, a dispersão dos vírus, agindo preventivamente. "

    Isso é mentira! As vacinas não são a ÚNICA maneira que possuímos para reduzir a virulência! As mudanças de hábitos alimentares são um meio eficaz para se reduzir a virulência! As mudanças de higiene são outro meio eficaz! Acabar com a fome e dignificar a vida das pessoas para que ninguém tenha que andar no lixo a procurar comida ou a dormir nas ruas, é outro meio muito eficaz para se reduzir a virulência! Mas nada disto vos interessa, só vos interessa defender as $vacinas€

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabo de perceber que não sabe o que é uma vacina.

      Eliminar
    2. Ai sim? Porquê? Mais uma vez não fundamenta! Acabo de perceber que o Sr. António Piedade sofre de um Pecado Capital, de Preguiça!

      Já lhe resumi o funcionamento das vacinas mas se quiser também lhe dou uma explicação prolongada, se é isso que quer! As vacinas o que fazem na prática é antecipar ou acelerar o processo de memória imunilógica que naturalmente e gradualmente ocorro no sistema imunitário SEM vacinas! O que as vacinas fazem é induzir no Corpo Humano os micro-organismos de uma determinada doença para que sistema imunitário active a memória imunológica de uma forma forçada, mais rapidamente e imediata! Obviamente que isto é uma ratoeira, é um truque para enganar o sistema imunitário a despoletar uma reacção de defesa e produção de anti-corpos para micro-organismos que são inseridos à força para dentro do coro humano! Agora imagine-se 32 vacinas em bebés de 18 meses, os micro-organismos e todo o tipo de substâncias tóxicas e adjuvantes presentes em 32 vacinas injectadas num Corpo tão frágil de um bebé om 18 meses numa fase tão crucial do desenvolvimento do seu sistema imunitário!

      Não é preciso dizer mais nada!

      Eliminar
    3. 32 vacinas aos 18 meses é uma prática errada, perigosa e doentia que só médicos doentes é que a praticam, nem sequer seguem as recomendações que são claras no que dizem, muitas vacinas só podem ser dadas após 1 ano de idade, outras após os 4 anos, outras após os 7 e outras após os 11 anos, 10 11 anos, por uma razão muito importante, por uma questão de se respeitar o correcto funcionamento e desenvolvimento do sistema imunitário e não massacrá-lo e contaminá-lo à força toda com micro-organismos tóxicos e substâncias tóxicas e potencialmente letais de 32 vacinas em bebés de 18 meses, o sistema imunitário despoleta uma reacção de defesa pela produção de anti-corpos excessivos e é isso que está na origem de doenças oncológicas como a leucemia, diabetes tipo 1, tumores cerebrais, e neurológicas como o autismo!

      Eliminar
  24. Oh pá, mas não há uma alma caridosa que ofereça a este Anónimo um bilhete de ida para a Índia ou para o Congo, com vacinas não incluídas??!......Ficava toda a gente satisfeita!

    Dervich

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na índia não se adoece nem se morre porque não existem vacinas, na índia adoece-se e morre-se porque existem milhões de pessoas concentradas em pequenas zonas sem acesso facilitado a bens de primeira necessidade, sem nutrição e com cuidados sanitários muito precários! Na Índia é prática comum atirar os corpos de pessoas que morrem para os rios! Isto já dá para termos uma ideia do porquê de tanta poliomielite na Índia e de tantas doenças! Na índia eles bebem dessa água onde corpos são atirados quando morrem! Na Índia as vacas são deixadas nas estradas e campos em putrefacção, porque é proibido matar vacas e comer carne de vaca! Já dá para termos uma ideia do cenário de ter vários corpos de vacas e de pessoas nas estradas e rios em putrefacção!

      Não é por isso um problema de vacinas mas unicamente um problema de higiene, de cuidados sanitários e de alimentação e modos de vida saudáveis!

      Eliminar
  25. A publicação de opiniões contrárias é bem vinda porquanto favorece o livre pensamento e permite fortalecer o debate de ideias. Este assunto envolve-nos a todos e por isso todas as opiniões devem ser apresentadas. A atitude critica dos leitores e o seu bom discernimento farão o resto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem o meu respeito e consideração pois não se comportou de forma deplorável como os zionistas do comcept que censuraram todo e qualquer comentário sobre os folhetos de informação de algumas vacinas que lá publiquei, não perdem uma oportunidade para censurar opiniões contrárias e incómodas que colocam em causa as suas convicções e preconceitos científicos, e praticam precisamente o oposto que o seu partido "Livre" diz defender, a Liberdade! Pelos vistos a liberdade deles nunca acaba quando começa a dos outros!

      Eliminar
  26. Parem de usar o caso do Wakefield e da relação entre vacinas e autismo, simplesmente porque nada ele foi exonerado das acusações - A relação denunciada é um facto, ponto final:
    British Court Throws Out Conviction of Autism/Vaccine MD: Andrew Wakefield’s Co-Author Completely Exonerated
    http://healthimpactnews.com/2012/british-court-throws-out-conviction-of-autismvaccine-md-andrew-wakefields-co-author-completely-exonerated/

    ResponderEliminar
  27. Mais dados que irão rebentar na cara do governo americano:

    Autism Media Channel - http://www.autismmediachannel.com/
    - https://www.youtube.com/user/AutismMediaChannel/videos

    Autism: An Epicenter in the Brainstem?
    http://media.wix.com/ugd/b3aa2b_dde96dbf58c045aaaaba949538a384b1.pdf

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.