segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Os dez maiores enigmas da ciência

Os "top tens" parecem estar na moda este Verão. A revista francesa "Science et Vie" publica no seu número de Agosto os "dez maiores enigmas da ciência":

1. Porque há qualquer coisa em vez do nada?
2. Como surgiu a vida?
3. Há outros Universos?
4. Como se passa do ovo à galinha?
5. O que é a consciência?
6. O nosso mundo é quântico?
7. De onde vêm as ideias?
8. Qual é a natureza do tempo?
9. O que é que caracteriza o homem?
10. Como é que tudo vai terminar?

12 comentários:

  1. A Bíblia, começando no Génesis, tem a resposta:

    1. Porque há qualquer coisa em vez do nada?

    Porque tudo o que existe foi criado por um Deus infinito e eterno, que se chama “EU SOU”. Um Universo a perder energia convertível em trabalho não se pode criar a ele próprio nem pode ter existido desde sempre. Ele teve um princípio e uma causa. Essa causa é um Deus eterno, sem princípio nem fim, que simplesmente É! O Universo só pode existir porque Deus existe.

    2. Como surgiu a vida?

    Ela foi criada pela Palavra de Deus. Só assim se compreendem a quantidade e a qualidade humanamente inabarcáveis de informação codificada (ou encriptada) que se pode encontrar no DNA.

    3. Há outros Universos?

    A palavra Universo pretende designar tudo o que existe, não fazendo muito sentido falar de outros Universos. Quando muito podemos dizer, com base na Bíblia, que existe uma dimensão espiritual paralela à dimensão física. Uma coisa é certa. Já é suficientemente difícil explicar naturalisticamente um Universo, quanto mais outros além dele.

    4. Como se passa do ovo à galinha?

    Quando Deus criou as galinhas, Deus colocou no núcleo das respectivas células a informação codificada necessária à sua reprodução de acordo com a sua espécie. Do mesmo modo, Ele criou e codificou os mecanismos necessários à transcrição, tradução, leitura, execução e cópia das instruções genéticas que especificam as galinhas e os galos. Isso vale, com as devidas adaptações, para todos os seres vivos. Estes, como a Bíblia ensina e pode ser confirmado todos os dias, reproduzem-se de acordo com a sua espécie.

    5. O que é a consciência?

    A consciência possibilita a nossa subjectividade e identidade. Ela é um reflexo do facto de termos sido criados à imagem de Deus, como seres racionais, morais, livres e responsáveis. Não existe uma explicação naturalista para a consciência. Ela existe porque Deus existe e nos dotou de sobjectividade. Se temos uma mente, devemos isso à mente de Deus. Se somos seres racionais, devêmo-lo ao facto de termos sido criados de forma racional, por um Deus racional e à Sua imagem.

    6. O nosso mundo é quântico?

    O nosso mundo depende, em última análise, da informação que lhe é fornecida por Deus, a nível micro e macro. A sua sintonia para a vida, a nível micro e macro, demonstra que o mesmo é muito mais do que uma combinação aleatória de matéria e energia.

    7. De onde vêm as ideias?

    Tendo sido criados à imagem do Criador, somos dotados de criatividade. Daí que possamos criativamente usar os materiais que Deus criou e recombiná-los. No entanto, só Deus consegue criar matéria e energia. Nos só conseguimos usá-los, fazendo também uso da inteligência que Deus nos deu e da informação que fomos acumulando.

    8. Qual é a natureza do tempo?

    O tempo é uma criação de um Deus eterno, para quem, como a Bíblia diz, um dia são como mil anos, e mil anos como um dia. A esta luz, não admira que o tempo não seja constante e que possa correr a velocidades diferentes em diferentes partes do Universo, estando sujeito a dilação gravitacional.

    9. O que é que caracteriza o homem?

    O homem caracteriza-se pela sua racionalidade, consciência moral, pensamento abstracto, linguagem, criatividade, etc. Embora os animais tenham capacidades incríveis, porque criados por um Deus de infinita sabedoria, só os seres humanos é que têm a capacidade de exprimir ideias, pensamentos, conceitos, sentimentos, etc., através de palavras, produzindo saber e cultura. Só o ser humano se interroga sobre a origem, o sentido e o destino da sua existência. E só Deus pode responder a essas questões de forma definitva. Do mesmo modo, o ser humano foi criado com a consciência da existência de Deus e da sua responsabilidade moral diante dele. Nunca nenhum animal escreveu sobre teologia, filosofia, ciência, poesia, política, direito, economia, música, etc.

    10. Como é que tudo vai terminar?

    Não tem que terminar. Deus promete restaurar esta criação, amaldiçoada por Ele por causa do pecado humano, e criar novos céus e nova terra, onde não existirá pecado, sofrimento, doença, morte e maldição e onde aqueles que aceitarem Jesus Cristo como salvador poderão viver eternamente com Ele. O Universo não vai acabar numa “morte de calor”, porque o mesmo Deus que o criou pode restaurá-lo. A garantia da incorruptibilidade dos nossos corpos é-nos dada pela ressurreição física de Jesus Cristo, da qual existe mais evidência história do que de que a vida surgiu por acaso. A ressurreição de Cristo foi observada e relatada com pormenor por várias testemunhas. A origem acidental da vida nunca foi observada nem reproduzida em laboratório em condições naturalistas.

    ResponderEliminar
  2. Sou um leitor assíduo deste fórum, embora raras vezes tenha comentado. No entanto existem alguns comentários e respostas que me deixam com bastante vontade de o fazer. Este último foi um desses...
    Sendo assim tentarei dar a minha opinião sobre o comentário do(a) senhor(a) acima visto que o post em si, não revelando nenhuma opinião, não merece qualquer reparo.

    Para quem se auto-denomina perspectiva, o(a) senhor(a) parece não ter muita. Para além disso, demonstra uma grande ignorância das teorias científicas e do que elas representam.
    Cada resposta, aparentemente óbvia e com estatuto de lei, que dá às perguntas colocadas no post levantam mais perguntas do que aquelas a que respondem.
    Não querendo refutar todas as suas explicações uma a uma, para bem dos leitores que não querem ver um post muito extenso, devo fazer apenas comentários a algumas das suas respostas.

    "1. Porque há qualquer coisa em vez do nada?

    Porque tudo o que existe foi criado por um Deus infinito e eterno, que se chama “EU SOU”. Um Universo a perder energia convertível em trabalho não se pode criar a ele próprio nem pode ter existido desde sempre. Ele teve um princípio e uma causa. Essa causa é um Deus eterno, sem princípio nem fim, que simplesmente É! O Universo só pode existir porque Deus existe."

    Ao fazer esta afirmação, falha em explicar porque é que "Um Universo a perder energia convertível em trabalho não se pode criar a ele próprio" (para além de que a própria frase não faz grande sentido).

    Quando diz na resposta à terceira pergunta que
    "Já é suficientemente difícil explicar naturalisticamente um Universo, quanto mais outros além dele. "
    parece esquecer-se que a facilidade com que tenta explicar a existência deste universo (a existência de um deus é explicação suficiente para si) leva a que seja igualmente fácil explicar a existência de outros universos (basta que cada um deles tenha o seu próprio deus).

    Mais tarde quando fala do fim dos tempos, parece sugerir que todos nós (garantindo que aceitemos jesus) seremos passíveis de ressuscitar para vivermos num novo éden. Devo dizer que este tipo de pensamento é extremamente perigoso pois leva a que actos cruéis contra seguidores de outras crenças possam ser perpetrados, simplesmente porque se acredita que esta vida terrena é apenas um meio para atingir um fim.

    ResponderEliminar
  3. Isto não são problemas da ciência, mas sim problemas do naturalismo.

    Como sempre os darwinistas usam "naturalismo" com o significado de "ciência", e vice-versa.

    ResponderEliminar
  4. Mats,

    Num universo 100% natural a ciência, se for bem feita, tenderá sempre a favorecer explicações naturalistas.

    Se bem que no passado a ciência incluisse componentes sobrenaturais nas suas explicações (milagres, intervenções divinas, etc), essas hipóteses não sobreviveram ao confronto com os factos.

    ResponderEliminar
  5. Ludwig,

    O que é um "universo 100% natural"?

    ResponderEliminar
  6. Eu já ando há anos a tentar obter uma resposta para uma grande dúvida existencial que persegue ferozmente a minha consciência até ao confim dos meus pensamentos.
    Confesso que já estava quase a desistir do meu sonho quando, qual destino maravilhoso, tive o previlégio de caír neste Blog e ficar maravilhado com o conceito criador universal que o sr "Perspectiva" soube tão bem expôr em tela.

    Sr Perspectiva, estou seguro que só o sr saberá responder com verdade e segurança à minha questão.
    Diga-me por favor, como é que nasce o cagalhão?
    Também é pela graça ou é apenas pela vontade dele??? do dito...do tal e qual...sim!...esse mesmo!!

    :-)

    (Ps: Peço desculpa ao responsável deste Blog por esta invasão despropositada, mas não consegui resistir a clarividência daquela pérola rara...)

    ResponderEliminar
  7. OS GRANDES ENIGMAS DO MUNDO NA REALIDADE NINGUEM TEM CERTEZA DE COMO SURGIRAM MAS TODOS USAM O NOME DE DEUS PARA JUSTIFICAR SUA EXISTENCIA E AO MESMO TEMPO COBRIR A PROPRIA IGNORANCIA

    ResponderEliminar
  8. Releitura do comentário anterior:

    OS GRANDES ENIGMAS DO MUNDO, NA REALIDADE, NINGUEM TEM CERTEZA DE COMO SURGIRAM, embora TODOS USeM O NOME DE DEUS e/ou da ciência - o novo deus, «in fact» - PARA tentarem JUSTIFICAR as SUAs EXISTENCIAs E, AO MESMO TEMPO, COBRIR A PROPRIA IGNORANCIA.

    ResponderEliminar
  9. Eu acho que simplesmente a vd e cheia de misterio e o homem nunca conseguira dar explicacao seja ela religiosa ou cientifica,vivemos nacemos e morremos de alguma forma tudo teve um comeco e td vai ter um fim !!mais em um criador eu acredito e ele trabalha para que nunca descobrimos ,porque a mente humana e limitada ,e o seu poder e eterno e ilimitado jesus ele eo caminho a verdade e a vd !!!

    ResponderEliminar
  10. MEU NOME É JUNIOR

    Acredito fielmente em Deus e não consigo pensá-lo senão de maneira natural, não separando-o do naturalimso, e acho engano dissociar Deus do que é natural quando ele mesmo é o construtor das coisas, ele é as coisas e todas as coisas são ele, então porque pensálo separado daquilo que vemos.

    temos que entender o seguinte:
    Deus fez o homem a imagem e semelhança Dele
    então o Homem também é perfeito a imagem e semelhança de Deus, incluindo erros, amores, e tudo mais que existe, pois como poderiam existir estas coisas se não fossem de Deus se ele mesmo o diz ser todas essas coisas?

    bom tarde

    ResponderEliminar
  11. RESPONDENDO AO JUNIOR.
    SOMOS A IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS SIM, MAS EM ESPIRITO, NÃO EM FISICO POIS SOMOS FAGULHAS DESSE SER DIVINO, ELE NOS CRIOU SIMPLES E IGNORANTES E ESTAMOS EM EVOLUÇÃO CONSTANTE, LONGO É O CAMINHO E INFINITA É A SUA MISERICÓRDIA. ESTAMOS MERGULHADOS NELE COMO OS PEIXES NO OCEANO, NADA ESTÁ FORA DELE, CAMINHAMOS NELE PARA SEMPRE. ELE TUDO É , NELE RESPIRAMOS PARA SEMPRE, NÃO OUVE COMEÇO NEM HAVERÁ SIM. QUE ELE SEJA LOUVADO POR NÓS A CADA RESPIRAÇÃO NOSSA PARA SEMPRE.

    ResponderEliminar
  12. EM PROVÉRBIOS 25:2 ESTÁ ESCRITO "A GLÓRIA DE DEUS É ENCOBRIR O NEGÓCIO MAS A GLÓRIA DOS REIS É TUDO INVESTIGAR " . E O VERSÍCULO 3 TAMBÉM ESTÁ ESCRITO "PARA A ALTURA DOS CÉUS, E PARA PROFUNDEZA DA TERRA ,E PARA O CORAÇÃO DOS REIS , NÃO HÁ INVESTIGAÇÃO ALGUMA ".POR ISSO QUE EU VÓS DIGO QUE TODO SEGREDO E MISTÉRIOS PERTENCEM O GRANDE EU SOU O TODO PODEROSO, E PARA TODO AQUELE QUE CRÊ UM DIA ELE VIRA E MOSTRARA PARA CRENTES E DESCRENTES QUE SÓ ELE É O SENHOR CRIADOR DE TODAS AS COISAS VISÍVEIS E INVISÍVEIS ...AMÉM.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.