domingo, 28 de outubro de 2012

Bezoar e Unicórnio – Venenos e Antídotos: entre Mito e História, Arte e Ciência

Informação chegada ao De Rerum Natura.

No próximo dia 8 de Novembro (quinta-feira), terá lugar no Museu da Farmácia, no Porto, o Colóquio Internacional “Bezoar e Unicórnio – Venenos e Antídotos: entre Mito e História, Arte e Ciência”, uma iniciativa organizada no âmbito do projecto de I&D “Dioscórides e o Humanismo Português: os Comentários de Amato Lusitano” do Centro de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro, em parceria com a Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, com a Cátedra de Estudos Sefarditas “Alberto Benveniste” da Universidade de Lisboa e com o próprio Museu da Farmácia.

Muito gostaríamos de contar com a vossa presença nesta reunião científica que pretende proporcionar uma reflexão alargada sobre uma matéria, bezoar e unicórnio – venenos e antídotos, que ao longo dos séculos exerceu sobre o Homem um intenso fascínio.

As actividades terão início a partir das 10h, estando prevista no final dos trabalhos uma visita ao Museu da Farmácia (com particular destaque, naturalmente, para as peças associadas à temática do colóquio). 

Remetemos os interessados para o cartaz/desdobrável/convite, onde poderão encontrar informações pormenorizadas sobre o programa.

 A ideia de organizar este colóquio sobre bezoares e unicórnios surgiu no decurso da execução do projecto “Dioscórides e o Humanismo Português: os Comentários de Amato Lusitano”, cujo principal objectivo é a edição e tradução para português dos dois livros que o médico albicastrense dedicou ao comentário do tratado grego De materia medica de Dioscórides, ou seja, o Index Dioscoridis (Antuérpia, 1536) e as In Dioscoridis Anazarbei de medica materia libros quinque...enarrationes (Veneza, 1553).

Nos seus comentários a Dioscórides, Amato Lusitano aborda, com algum pormenor, as propriedades e virtudes da pedra bezoar e do chifre de unicórnio (quer seja propriamente a presa de narval ou a de outros animais). Este testemunho matricial constitui-se, assim, no ponto de partida de uma ampla e fecunda exploração do tema, no qual confluem vários saberes complementares (Arte, Farmácia, Filologia, História, Literatura e Medicina).

NOTA: O Museu da Farmácia do Porto fica na Rua Engenheiro Ferreira Dias, 728 4100 - 246 Porto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.