terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

Salário de Professor Universitário no Brasil

Quanto recebe no Brasil um professor universitário com doutorado em regime de 40 horas com dedicação exclusiva (universidades federais) comparado ao salário de um deputado federal? Já na USP(a melhor universidade da America Latina) um Professor Doutor MS-3 em R.D.I.D.P. (Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa) recebe R$8.211,02 mensais (Validade: A partir de Maio/2011). Bem para os professores do ensino médio e fundamental acho melhor não falar de salários porque seria lamentável e ultrajante!

4 comentários:

  1. Os salários no Brasil são bem baixos, isso é geral. No caso dos professores universitários, ainda é um pouco mais humano, se comparado aos professores do ensino médio e básico, um dos mais baixos entre os profissionais com ensino superior.
    Nao precisava nem chegar nos deputados federais, nas proprias camaras municipais, trabalha-se muito pouco e vivem a dar a si proprios aumentos. A sociedade paga a conta.

    ResponderEliminar
  2. ´temos visto na midia, uma série de leigos festejando o fato do nosso país ter se tornado a 6ª Economia do Planeta, tendo ultrapassado o Reino Unido inclusive... Todavia, pagamos uma das mais altas cargas tributárias desse mesmo planeta, mas quase nada temos em troca por isso, pois para tudo há necessidade de se gastar: gastar com segurança, gastar com previdência, gastar com educação, gastar com saúde..., e principalmente gastar para sustentar essa casta, a dos políticos. Quanto à condição dos professores, só a lamentar, embora não tenha entendido o porque da maioria deles ser constitída por comunistas. Esses (vermelhos), não deveriam reclamar, pois sua régua é Cuba e semelhantes.

    ResponderEliminar
  3. Comentado o comentário: talvez nas áreas de humanas os "comunitas" sejam até maioria, mas nas áreas técnicas são minoria.
    O Brasil é um país muito desigual e, na prática, trata a educação como um todo com indiferença. Boa parte dos políticos do Brasil pensam primeiro no próprio bolsa, depois é que vem o "resto".

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.