quinta-feira, 30 de outubro de 2008

O dever de educar para os Jesuítas

Segunda sessão do ciclo de Conferências O dever de educar, no próximo dia 4, pelas 18h15, na Livraria Minerva Coimbra.

A preparação do aluno para ser autónomo e participar no mundo de forma responsável, a sua centralidade na tarefa educativa, o respeito pela pessoa que é, a aula como um laboratório de vida, a necessidade de "aprender a aprender", parecem-nos ideias novas, mas... não são.

Uma incursão histórica pode fazer-nos atribuir essas ideias à pedagogia dos Jesuítas, pois elas estão já presentes nos seus primeiros passos. Porém, o seu mentor, Santo Inácio de Loyola, admitiu não ter inovado grandemente, uma vez que procurou inspiração noutros autores, na altura, tradicionais…

Para falar da influência dessa pedagogia na actualidade foi convidada Margarida Miranda, professora do Instituto de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra que, além de ter realizado a primeira tradução moderna em Portugal da Ratio Studiorum, tem publicado estudos sobre esse currículo que presidiu à primeira rede escolar internacional com que os Jesuítas educaram a Europa, nomeadamente sobre o papel central que nele se reserva ao teatro.

Local: Livraria Minerva (Rua de Macau, n.º 52 - Bairro Norton de Matos), em Coimbra

As sessões deste ciclo são quinzenais, e estão abertas ao público.

Próximas sessões: 18 de Novembro e a 2 e 16 de Dezembro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.