sexta-feira, 29 de março de 2013

100 pessoas

Uma maneira intuitiva de representar dados estatísticos é falar apenas de 100 pessoas, em vez de percentagens. Se o mundo tivesse apenas 100 pessoas, quantas falariam português, por exemplo? A resposta é 3:

12 falariam chinês
5 falariam espanhol
5 falariam inglês
3 falariam árabe
3 falariam hindi
3 falariam bengali
3 falariam português
2 falariam russo
2 falariam japonês
e 62 pessoas falariam outras línguas

Outras estatísticas apresentadas deste modo intuitivo encontram-se no site 100people.org.

10 comentários:

  1. Pois, três falavam português, mas duas falavam com sotaque brasileiro e a terceira com uma variante ligeira desse sotaque (mas nenhuma delas escrevia em conformidade com o AO).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o mandarim é apenas uma versão das muitas línguas e dialectos na china

      e na índia muito mais gente fala outras

      os tamiles estendem-se do sul ao sudoeste com versões muito variáveis

      o tamilar fala uma língua dravídica com regionalismos e elisões várias de fonemas

      e o hindi seja o manak indi ou nagan é limitado a uma franja populacional urbana de classe média que por vezes alterna com o inglês

      muito diferente do hindi rural das aldeolas do norte super-povoado

      logo falta desvio padrão nessa média estatística

      logo vasco gama tem razão
      poderiam até falar mas dificilmente se entenderiam

      mesmo na forma escrita como é bom de ver...........................

      Eliminar
    2. já coreano palpita-me que comecem a diminuir um ano destes30 de março de 2013 às 02:11

      de resto 7.000 milhões de pessoas

      apenas 300 milhões falarão português se tanto

      se fossem 210 milhões seriam de facto 3 em 100

      mas contando os 15 milhões de angolanos e os milhões de emigrantes que ainda na 2ªgeração arranham português e os cursos de português para quem emigra para o brasil do leste

      e os emigrantes eslavos que aprenderam português

      há pelo menos 240 milhões de falantes ou mais

      Eliminar
  2. Estas comparações são interessantes mas o seu rigor tende muitas vezes a ser bastante limitado.

    Neste caso, estranhei a ausência do francês (uma vez que os franceses pretendem estar às turras com os lusofonos em termos de numero de falantes). Por curiosidade, fui ver no site e consultei as versões inglesa e francesa do site :

    Ora bem, na versão francesa não aparece o francês, mas também não aparece o português...

    Ou seja, os dados estatisticos do site variam consoante a lingua que se escolhe...

    Boas

    ResponderEliminar
  3. Eis o que esta no site em francês :


    17 parleraient le chinois
    8 parleraient l’hindoustani
    8 parleraient l’anglais
    7 parleraient espagnol
    4 parleraient l’arabe
    4 parleraient le russe
    52 parlerait d’autres langues

    Boas

    ResponderEliminar
  4. 100 pessoas ou 100%... vai dar ao mesmo...

    Mandarin Chinese 12.44%, Spanish 4.85%, English 4.83%, Arabic 3.25%, Hindi 2.68%, Bengali 2.66%, Portuguese 2.62%, Russian 2.12%, Japanese 1.8%, Standard German 1.33%, Javanese 1.25% (2009 est.)

    https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/xx.html >> People and Society

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não 12,44% de 7000 milhões de pessoas daria 870 milhões que falariam mandarim
      quando nas áreas onde o mandarim é predominante chegaram 300 milhões de emigrantes das áreas rurais nos últimos 15 anos

      e já para não falar do influxo nas zonas onde o cantonês domina
      e dos centos de milhões que a china enviou desde o século XIX para várias partes do mundo que falam dialectos derigados do mandarim e do cantonês e de outros linguajares

      não esquecer que os manchurianos dominaram a china culta durante séculos com consequências na falta de hegemonia linguística não reparada nem por mao tsé nem pelo I.N.E da interneta

      ou por luíses soares ou outros só arismos

      do mesmo modo 1,25% de javaneses faLANTES implicaria apenas 80 milhões e picos em 7000 milhões
      quando desde suharto os javaneses muito mais prolíficos colonizaram e aniquilaram fisica e culturalmente as outras minorias linguísticas

      o facto de terem exterminaDO 1 MILHÃo de chineses durante a guerra civil diz muito do poder de implantação do javanês no arquipélago e não só....

      só me saem internéticos

      repito os tamiles estendem-se do sul ao sudoeste com versões muito variáveis

      o tamilar fala uma língua dravídica com regionalismos e elisões várias de fonemas

      e o hindi seja o manak indi ou nagan é limitado a uma franja populacional urbana de classe média que por vezes alterna com o inglês

      muito diferente do hindi rural das aldeolas do norte super-povoado

      logo falta desvio padrão nessa média estatística

      logo vasco gama tem razão
      poderiam até falar mas dificilmente se entenderiam

      mesmo na forma escrita como é bom de ver

      e se 3% de portugueses em 7000 milhões são 210 milhões o que é nitidamente pouco dado o caso brasil +angola+moçambique +portugueses da dita diáspora

      2,62% em 2009 ou 2012 nem isso

      são logo pega numa calculadora puto semi-novo e vai tentar fazer as contas

      que eu demito-me da função pseudo-educativa...

      nã pecevesete?
      é normale é fin-de-septimana né?

      Eliminar
  5. e 5% a falar inglês é pouco31 de março de 2013 às 03:19

    pois são só 350 milhões quando apesar de já não serem 90% dos 310 milhões de americanos

    são-no em grande número no mapa cor de rosa africano

    sem falar nas élites cultas que tal como no século XIX com o francês o usam como língua de comunicação entre indivíduos da mesma posição social

    o que se aplica à afrique francofone

    e 3% de árabe são apenas 210 milhões

    e o renascimento wahabita tornou o árabe língua obrigatória de centos de milhões

    200 mil mortos na guerra civil argelina

    ou 150 mil no iraque ou 150 mil no afeganistão nos últimos 10 a 12 anos provam-no

    já para não falar nos 600 a 1milhão que se finaram desde que Siade Barre deixou de usar o francês ou o italiano para falar com os ras corcoró que queria humilhar

    como o fizeram os portugueses em Moçambique considerando analfabetos os marabus que só sabiam escrever em árabe

    bão fazer estatística no iné bão

    ResponderEliminar
  6. Ou seja mandarim, russo, alemão são os idiomas cada vez mais virados para o futuro e o resto mera paisagem!

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.