quarta-feira, 31 de março de 2010

“O MELHOR DA EXISTÊNCIA HUMANA”


Meu texto publicado há pouco por convite no "Público on line":

É graças à World Wide Web, desenvolvida há pouco mais de 20 anos precisamente no CERN, que acompanhei, com grande interesse, as primeiras colisões de protões a sete biliões de electrões-volt no CERN, na Suíça. Ao contrário do que alguns falsos profetas anunciavam ontem não foi o fim do mundo. Na Web esse facto foi recebido com grande consolo pelo Bruno da Amadora (Público on-line, 30.03.2010 23:07): “Olha: não era hoje que seríamos todos sugados para um buraco negro? É que não me dava muito jeito, na quinta joga o Benfica e eu já tenho bilhete.”

Mas, além de não ter impedido o jogo do Benfica, que mais se espera da maior experiência do mundo? A fantástica energia obtida, um recorde mundial, poderá conduzir à descoberta de uma partícula nova, a partícula de Higgs, que a teoria prevê. Mas estamos a explorar as fronteiras do conhecimento e ninguém sabe bem o que se vai encontrar. A surpresa maior seria se não houvesse surpresa! Muito provavelmente, ao recriar as condições do Universo pouco após o Big Bang, poderá ser feita luz sobre grandes mistérios da ciência de hoje, como o da matéria escura e o da energia escura. Estamos às escuras sobre partes importantes do cosmos e o ser humano sempre ansiou por “mais luz” (a última frase do sábio alemão Goethe, antes de morrer).

Pode bem ser que uma das surpresas seja a do aparecimento de aplicações inesperadas que alterem a nossa vida, que tão alterada já foi pela existência dos Googles, dos Facebooks e dos Youtubes (os golos do Benfica, a haver, aparecerão no Youtube). Os novos detectores poderão ser úteis nos nossos hospitais para ver o interior dos nossos corpos. E o poder prodigioso de cálculo que é necessário para tratar a vaga de informação que inunda os detectores, e analisada também nos computadores portugueses, desafiará decerto o engenho humano, para benefício de todos.

Mas, por muito notável que seja o ganho material, o ganho imaterial será sempre o mais notável. Saberemos mais, haverá mais luz. Constantino Alves, de Leiria (Público on-line, 31.03.2010 10:35) resumiu bem: “Grande passo da ciência: Acompanho com paixão as grandes descobertas da ciência moderna que realizam o melhor da existência humana.”

1 comentário:

  1. BIG-BANG EM LABORATÓRIO

    Ao meu neto Miguel Fiolhais de Castro Nunes

    Que grande festival deve ter sido
    o que para si próprio promoveu
    o Criador do mundo, produzido
    pela explosão tremenda que ocorreu!

    Miríades de estrelas fulgurantes
    os espaços vazios inundaram
    e nada desde então foi como dantes,
    pois nunca mais os astros se apagaram.

    Só Deus esse espectáculo gozou,
    mas, dando ao ser humano inteligência,
    a mesma faculdade lhe brindou

    de pelos escaninhos da ciência
    obter, conforme já se constatou,
    uma simulação dessa ocorrência!

    JOÃO DE CASTRO NUNES

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.