sexta-feira, 17 de junho de 2022

MAIS NOVIDADES DA GRADIVA: A BOMBA

 

O autor mais vendido em França, o livro mais lido em 2021

650 mil exemplares vendidos em França.
Bestseller editado em 20 países.

Quando o teatro e a ficção se misturam e se confundem com a realidade…

Um grande romance. Uma escrita admirável. Um enredo de um engenho e imaginação singulares. Uma tragédia humana, numa intriga policial no universo sádico, das seitas ocultistas pagãs, cada vez mais activas no mundo de hoje. 

*

Numa noite brumosa de Dezembro, uma mulher jovem é retirada do Sena. Nua, amnésica, mas viva. Muito agitada é conduzida para a enfermaria da Polícia de onde foge algumas horas depois.

As análises de ADN e as fotos revelam a sua identidade: Milena Bergman, uma pianista famosa. Mas não é possível!! Milena Bergman morrera num desastre de avião um ano antes!

Raphael, escritor apreciado, o namorado da pianista, e Roxane, uma oficial de polícia, brilhante, mas indomável, entregam-se obsessivamente à investigação do mistério. Como pode Milena estar ao mesmo tempo viva e morta?  Não se consegue parar de ler!

«O mestre francês do supense
The New York Times, EUA 

«Um dos melhores autores de thrillers da actualidade.»
The Daily Express, UK

«O rei do policial europeu.» 
La Repubblica, Itália

«Um fenómeno.»
 El Mundo, Espanha

«Com Musso a emoção chega aos píncaros.»
 Le Figaro Magazine, França

«Uma história formidável.»
Alain Jean-Robert, AFP

«Fascinante!»
Femina

«Tão engenhoso quanto vertiginoso.»
L´Express

«Maquiavélico e jubilatório.»
Le Parisien

À venda a 28 de Junho: "A Bomba", volumes 1 e 2, de Alcante e L.F. Bollée. De 18,00€ por 16,20€ cada.

“Eu sou a morte, a destruidora de mundos”

PRÉMIO BD FNAC,
PRÉMIO FRANCE INTER, 2021
140 000 exemplares vendidos em França.

Como um Guerra e Paz da BD!

No dia 6 de agosto de 1945, Hiroxima desaparece pulverizada por uma bomba atómica.

Um acontecimento histórico e trágico que põe fim à guerra e leva a humanidade a entrar numa nova era.

Em que contexto foi criada a bomba? Como foi tomada a decisão de a lançar? E porquê sobre Hiroxima?  Quais foram os principais actores – ilustres ou desconhecidos – desta tragédia.  Quais foram as consequências da explosão? O que sofreram as vítimas?

Com a leitura desta obra, o leitor assiste a tudo!

Das minas de urânio do Katanga até ao Japão, passando pela Alemanha, a Inglaterra, a Noruega, a URSS e os Estados Unidos; dos laboratórios de Los Alamos aos bombardeiros do Pacífico, eis…

A TERRÍVEL VERDADEIRA HISTÓRIA DA BOMBA ATÓMICA! 

Hoje ainda mais arrepiante.  Que alguns parece quererem continuar a escrever… 

Do Posfácio: «Contada com um rigor histórico e científico em que nos empenhámos totalmente.  A única excepção nesta obra à autenticidade histórica são os personagens de Naoki Morimoto, a família e a menina, que saíram da nossa imaginação. Foram construídos para representarem aos nossos olhos a população japonesa, vítima inocente, da época. São os nossos Japoneses Desconhecidos, para retomar a famosa imagem do Soldado Desconhecido.”

Saberá o leitor, que por um estranho fenómeno químico-físico, no momento da explosão, a sombra de um homem ficou gravada para sempre num degrau da escadaria do Banco Sumitomo?

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.

Ainda sobre o moderno e o clássico

Na continuação do texto A constante luta entre clássico e moderno João Boavida É isso mesmo, volto ao tema, do moderno e do clássico.  Se um...