quarta-feira, 24 de junho de 2009

A PRIMEIRA MULHER AERONAUTA


Ascensão da primeira mulher aeronauta, 4 de Junho de 1784, em Lyon, França. A proeza foi de Marie Elisabeth Thible, uma cantora de ópera francesa (vestida de Minerva, cantou na ocasião!), num balão dos irmãos Montgolfier. O balão, com outra pessoa a bordo, chegou à altitude de 2500 m durante o voo de 45 minutos.

5 comentários:

  1. E mulheres astronautas, segue informação,

    Mulheres à frente do Espaço
    Pela primeira vez na história da exploração espacial, duas mulheres estão, ao mesmo tempo, no comando do vaivém Discovery e da Estação Espacial Internacional.

    Pamela Melroy, uma coronel reformada da força aérea norte-americana, lidera a tripulação do vaivém Discovery, que partiu recentemente do Centro Espacial Kennedy, em direcção à Estação Espacial Internacional. Melroy é apenas a segunda mulher na história do programa espacial norte-americano a comandar um vaivém.

    Quando Melroy chegar ao seu destino, terá outra mulher norte-americana à sua espera na ISS. Peggy Whitson, uma cientista de 47 anos, é também a primeira mulher a ter a seu cargo o comando da Estação Espacial Internacional e de toda a sua tripulação.

    Este feito histórico não reflecte a realidade do programa espacial norte-americano, uma vez que as mulheres astronautas continuam a ser uma minoria em relação aos astronautas homens. Melroy e Whitson estão entre as 18 mulheres que compõem o corpo de astronautas da Nasa, onde estão 73 homens.

    “Seria bom ter mais chefes mulheres a comandar vaivéns. Mas poucas se candidatam”, afirma o responsável pela selecção de astronautas da Nasa, Duane Ross.

    Na Nasa, até hoje, já participaram cerca de 41 mulheres em missões espaciais, com a astronauta Julie Payette, a primeira mulher canadiana no Espaço, a ser a única expepção à regra de astronautas de nacionalidade norte-americana.
    2007/11/06

    http://www.xmp.com.pt/espacialnews/226.711.0.0.1.0.phtml

    Madalena Madeira

    ResponderEliminar
  2. “POR ARES NUNCA DE ANTES NAVEGADOS”

    Em 1885, um aeronauta espanhol, o capitão Martinez, apareceu em S. Paulo (Brasil) para fazer demonstrações com o seu balão, e anunciou que a sua mulher, num determinado domingo, iria subir sozinha mas, na hora da largada, a mulher apavorada e aos gritos saltou fora e negou-se a aeronavegar. O marido, furioso quis obrigá-la a subir, “mas o povo, indignado com a prepotência do valente capitão, aplicou-lhe uma sova homérica”. A polícia acabou por acalmar os defensores da dama.(In As lutas, a glória e o martírio de Santos Dumont, de Fernando Jorge, ed. Geração Editorials, s/d, s/l)

    ResponderEliminar
  3. Com efeito, segundo,

    “The Penny Cyclopædia of the Society for the Diffusion of Useful Knowledge” (vol. IIL. Athanaric-Bassano), ed. Munroe and Francis, Boston, 1835, p. 340:

    “May 20, 1784. Confidence in the balloon so far established that M. Montgolfier, two other gentlemen, and four ladies, ascended, the balloon being confined by ropes. A lady, Madame Thible, ascended with only one other person in a free balloon, at Lyon, on the 4th of June”

    ResponderEliminar
  4. Agora só resta saber o que que o Eça escreveu sobre isto.

    ResponderEliminar
  5. Como demonstra o João Boaventura as mulheres são umas cagarolas. Eu concordo com J. Boaventura.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.