quinta-feira, 25 de abril de 2019

"E depois, continuou a Revolução"


"Lembra-se de tirar essa fotografia? Lembro perfeitamente. Aquilo é uma fotografia que esteve esquecida durante 20 anos. Ele deu uma conferência de imprensa e eu falhei-a porque cheguei atrasado. Cheguei a correr, ele olhou para mim e parou, como que a dizer "fotografa-me lá". E eu fiz a fotografia que depois foi recusada. Mas o Vicente Jorge Silva, nos 20 anos do 25 de Abril, escreve um texto chamado "Os Olhos do Capitão", ilustrado por essa fotografia, e é a partir daí que ela se torna conhecida. E essa fotografia é publicada numa dupla página, apanhando a primeira e a última.
Alfredo Cunha sobre uma das fotografias que tirou ao Capitão Salgueiro Maia no dia 25 de Abril de 1974, faz hoje quarenta e cinco anos. O extracto é retirado de  uma entrevista dada no passado ano a Diogo Barreto (aqui). 

"Esta foto é o meu Gue Guevara", tem dito Alfredo Cunha. Repetiu-o ao jornal Público num breve apontamento em que conta a história do encontro com o revolucionário, cujos passos seguiu nesse dia que mudou nossa História. Maia fez pose "e depois, continuou a Revolução" (aqui).

1 comentário:

  1. Este post sobre Salgueiro Maia vem bem a propósito pela pureza da sua acção corajosa em 25 de Abril e o seu desprendimento em não se utilizar disso para tirar dividendos políticos ou de qualquer outra espécie.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.