quarta-feira, 11 de maio de 2016

Novo livro: "Os Jesuítas, Construtores da Globalização"

Os CTT puseram hoje à venda mais uma das suas edições ricamente ilustradas:  "Os Jesuítas, Construtores da Globalização", de José Eduardo Franco e meu. Está à venda em qualquer estação dos CTT. Nota de imprensa dos CTT;

 "Os Jesuítas, Construtores da Globalização"

"Os CTT apresentam um novo livro sobre a história mundial dos “Jesuítas, Construtores da Globalização”, com foco especial na relação dos Jesuítas com a história da globalização portuguesa, pouco mais de duzentos anos após a Restauração da Companhia de Jesus, decretada pelo papa Pio VII em 1814. Esta edição mostra-nos os grandes marcos desta história e acompanha a projeção mundial desta ordem, enfatizando as inovações e os sucessos sem esquecer as fraquezas e os insucessos.
Esta edição, da autoria de Carlos Fiolhais e José Eduardo Franco, dá-nos a conhecer uma das ordens religiosas mais estudadas em escolas ocidentais, a Companhia de Jesus, criada em Paris em 1534 pelo basco Inácio de Loiola (1491-1556) e aprovada pelo papa Paulo III em 1540.
Tendo surgido logo após as primeiras grandes viagens dos Descobrimentos e com a globalização que estas viagens permitiram, os Jesuítas contribuíram com as suas sistemáticas recolhas para a grande revolução do conhecimento. Os padres da Companhia estiveram nos centros nevrálgicos das decisões, das transformações e recomposições sociais e políticas desde o início da modernidade, tendo protagonizado o primeiro processo de globalização.
Num século em que Portugal detinha um império marítimo polvilhado de fortalezas e feitorias, foi no nosso país que encontraram o acolhimento para se lançarem na sua aventura de evangelização planetária.
Lançado no mês de Maio, este livro tem uma tiragem de 4000 exemplares e contém quatro selos e um bloco da emissão filatélica de 2016 Jesuítas, Construtores da Globalização, com o valor facial de €4,60. O livro tem o valor unitário de 35,00€ e o design pertence a Design&etc."

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.