sexta-feira, 3 de abril de 2015

Um pouco de alegria

Foi preciso, em poucos dias, morrer um grande poeta - Herberto Helder - e um grande cineasta - Manoel de Oliveira - para que neste triste país despontasse um pouco de alegria. Essa estranha alegria que está nas suas artes, de que é feita a arte.

Aquelas vozes insistentes e torturantes que da vida só conhecem uma nota e que, arrogantemente, querem reduzir toda a vida a essa nota, passaram a ruído de fundo. Mas voltarão ainda antes da missa do sétimo dia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.