quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

"AFTER COURBET, L' ORIGIN DU MONDE"


- Tanja Ostojic. After Courbet, L´origin du Monde, 2004.

Fotografia da autoria da artista sérvia Tanja Ostojic que foi exposta (causando polémica) quando do início da presidência austríaca da União Europeia em 2005.

5 comentários:

  1. A propósito do incidente de Braga houve quem dissesse e escrevesse "vergonha nacional", "envergonha o país", etc. referindo-se à atitude das autoridades. Parece-me errada esta perspectiva, muita gente tem a mania de atribuir ao seu país defeitos que pensa não existirem noutros (mais avançados...). Os potugueses têm este complexo muito arreigado. Mas não correspondem à verdade. Tenho visto atitudes noutros países que se fossem cá, haveria muitos a dizerem "vergonha nacional". Pode-se discordar do que se passou em Braga mas não envergonha o país. E muito menos cada um dos cidadãos. A foto acima também causou polémica bem como a daquele checo que representou Portugal a comer as colónias (o que incidentalmente até era verdade).

    ResponderEliminar
  2. a atitude de outros países envergonhará outros países. a atitude da polícia de braga, envergonha o nosso. é uma vergonha nacional, sim.

    quanto à foto acima, que eu saiba a polícia não foi lá retirá-la nem foi alvo de censura.

    ResponderEliminar
  3. esse senhor país de cá, se o vejo por aí, se calhar levo-o a beber um copo, coitado, bem precisa, de tão grandes costas que tem e da necessidade de satisfazer tantos pedidos...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo das 14:49: acho a sua posição demasiado nacionalista.

    ResponderEliminar
  5. Não podia ser mais adequado.
    E o problema é que a Europa é memo o centro das atenções e onde se sabe agora que a crise pode tomar a sua maior dimensão.
    Convido a comentar:
    http://ovalordasideias.blogspot.com/2009/02/europa-de-leste-reforco-da-uniao-ou.html

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.