sábado, 12 de janeiro de 2019

O futuro incerto do Programa de Educação Estética e Artística (PEEA)

No artigo de Jorge Barreto Xavier mencionado no post anterior (aqui) dá-se a conhecer a recente extinção de uma equipa dependente do Ministério da Educação, que desenvolveu e implementou um programa de mérito na área da Educação Estética e Artística.

Trata-se de um programa que se encontra estabilizado e com provas evidentes, tanto ao nível do trabalho escolar, com um Programa nacional, como ao nível da formação de professores, com um Plano de Formação.

Nas suas palavras:
"Os exemplos mais recentes de instabilidade são da responsabilidade do atual Governo (...) em relação ao Programa de Educação Estética e Artística (PEEA), criado em 2009 pelo Ministério da Educação, o Governo desarticulou, também no fim de 2018, a equipa existente, equipa com um trabalho reconhecido junto do meio escolar."

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.