domingo, 17 de abril de 2016

Da invenção do "homem" à extirpação de si mesmo

No centenário de professor e escritor Vergílio Ferreira.
"- Qual o povo da Antiguidade que mais aprecia?
- Mas o da Grécia, naturalmente, porque foi o que inventou o homem. Os outros só tinham inventado os deuses, o que é, apesar de tudo, bastante mais fácil.
Que é o Homem?
A negação de um conceito de Homem é um aspecto ou conclusão final de uma multiplicidade de aspectos que se unificam num estado de coisas cultural ou civilizacional. É assim necessário, por exemplo, pensar que a cibernética encara a possibilidade de realizar num computador os recursos de um cérebro humano e até mesmo, o que nos parece incrível, que ele se programe a si próprio (...). É necessário pensar ainda que também todos os valores estão postos em causa - eu digo todos - que o efeito radical da revolução técnica é extirpar o homem de si mesmo, reduzindo-o à pura exterioridade. E só depois entenderemos talvez o mais que a filosofia e a arte, e nela a literatura, nos vem pondo em evidência (...) Compreendemos assim que o humanismo tenha sofrido uma violenta despromoção."
Vergílio Ferreira.
in Um escritor apresenta-se, 1981, INCM, pp. 145-146
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.