quarta-feira, 1 de abril de 2015

FCT EM TRIBUNAL

Informação recebida do SNESUP (os recortes do JN e do Expresso - uma página inteira a mostrar a incompetência da FCT estão nos links abaixo):


"Como comunicámos na semana passada, houve já duas Unidades de Investigação que avançaram com queixa em tribunal contra a Fundação de Ciência e Tecnologia (FCT) relativa ao processo de avaliação das Unidades de Investigação. Trata-se de um primeiro passo ao qual se juntarão outros, tal como foi também noticiado recentemente. Este é um processo que está longe da sua conclusão, sendo de realçar o caráter como as Unidades têm respondido à FCT, respeitando todos os trâmites. A pressão de assinatura dos acordos acentua-se, sendo que por vezes joga-se com as dificuldades orçamentais. É um território pouco edificante. As críticas são crescentes e mantêm-se as notícias. Até onde acredita a FCT que pode levar a sua prepotência?"

2 comentários:

  1. A direcção da FCT já devia ter sido demitida, já que não toma a decisão sensata de se demitir. Hoje juntei-me à longa lista de pessoas desempregadas deste país. A minha bolsa post-doc acabou, todas as candidaturas que fiz nos últimos tempos à FCT para obter nova bolsa ou contrato foram vergonhosamente avaliadas. Não, não foram só as unidades que foram mal avaliadas: muitos avaliadores de bolsas e contratos IF fizeram um péssimo trabalho. Dos projectos submetidos a concurso no início do ano ainda não há fumo branco, mas não me espantaria que fossem também mal avaliados. Se nada mudar nos próximos tempos lá vou ter de "sair da minha zona de conforto"... (aka emigrar).

    ResponderEliminar
  2. A direção da FCT tem total cobertura da secretária de estado Leonor Parreira e, com ela, privilegiaram muito a sua área (ciências da saúde). Por seu turno, Leonor Parreira tem total cobertura do ministro Nuno Crato, que lavou as mãos, como Pilatos, da tutela da ciência. Este, por seu turno, vai fazendo uns pedidos de desculpas esfarrapados de cada vez que há um escândalo de incompetência na área da educação, e lá vai passando entre as gotas de chuva...

    Forçar doutorados a emigrar é suicídio nacional!

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.