terça-feira, 2 de abril de 2013

PRÉMIO UNICÓRNIO VOADOR 2012

A Comunidade Céptica Portuguesa COMCEPT criou o Prémio Unicórnio Voador, para distinguir aqueles que mais se destacam na promoção da pseudociência. Segundo o sítio da COMCEPT:
O Prémio Unicórnio Voador – um prémio feliz para actuações infelizes – é concedido pela COMCEPT às personalidades ou entidades nacionais que, durante o ano anterior mais tenham contribuído para a disseminação da pseudociência, da superstição e da desinformação no geral em quatro categorias distintas:   
O Rei Vai Nu – Para todos os que façam afirmações duvidosas e incríveis sem evidências ou contra elas. 
Dom Quixote – Para a afirmação ou teoria mais alienada, para a recusa em encarar a realidade e para a defesa do indefensável.
Grafonola – Para os meios de comunicação e os seus agentes (jornalistas, impressa, televisão). 
Estrela cadente – Para as estrelas de televisão e do mundo artístico, desportivo ou social.
E os premiados deste ano são:
O Rei Vai Nu – Escola Básica do 2.º e 3.º ciclos de Arazede – Uma escola que promoveu a pseudociência do fosfenismo, colocando alunos a olhar para lâmpadas para obterem melhores resultados escolares. Um assunto que foi aprofundado por Carlos Fiolhais e David Marçal no seu livro Pipocas com Telemóvel e outras histórias de falsa ciência
Dom Quixote – Fundação Bial – Pela atribuição de bolsas de investigação a estudos de parapsicologia, uma área frequentemente associada a estudos de qualidade questionável e que há mais de cem anos falha em produzir evidências conclusivas da existência de fenómenos paranormais. 
Grafonola –  SIC – Pelo tempo de antena dado ao programa “Cartas da Maya”, onde se chegou a oferecer conselhos médicos, sem qualquer valor, mas muito bem pagos através de chamadas de valor acrescentado. 
Estrela cadente – Fátima Lopes – Pela promoção acrítica e quase diária de todo o tipo de pseudociência e superstição no programa “A Tarde É Sua” da TVI, desde a bruxaria à homeopatia, passando pelas premonições e a mediunidade. A isto acrescenta-se a humilhação pública de pessoas a quem é dito que a “máquina da verdade” consegue realmente distingui-la da mentira, algo que não é aceite nem pela comunidade científica nem pelos tribunais.
A pseudociência tem ampla amplificação e lugares cativos no espaço público. Aqueles que procuram esclarecer os enganos pseudocientíficos não tem tantas facilidades, por isso o trabalho consistente e persistente que a COMCEPT tem vindo a desenvolver é da maior importância. Os meus parabéns, por mais esta iniciativa.

31 comentários:

  1. David Marçal tem toda a razão.
    Basta, por exemplo, comparar, numa qualquer livraria, o número de livros de Astronomia com o número de livros de astrologia.

    Tempo de antena, seja na Rádio ou na TV, há sempre generoso tempo de sobra para as pseudociências. Para as ciências, o tempo é escasso e em geral o apresentador do programa (que interactua com o cientista) diz: tem de ser muito rápido, não temos tempo. Mas, pelo contrário, há horas e horas disponíveis, com calma a descontracção, para desfiar as "pérolas" da astrologia, do Tarot, e de variadas "magias".

    Infelizmente o critério é o da audiência que impera, sobrepondo-se à qualidade. Quanto mais audiência, melhor. Já o grande Johannes Kepler se queixava de que havia mais apreciadores de frango do que de faisão, mas (acrescentava ele), isso não significa que frango seja melhor do que faisão.

    Nos nossos tempos, pouco mudou: tem mais audiência um "Big Brother" ou uma "Casa dos Segredos" do que um divulgador de ciência que esteja para a ciência (em capacidade de comunicação) como o Prof. Hermano Saraiva estava para a História. E aqui até falamos de divulgação e não de ciência "dura". Ver esfolar um gato dá mais audiência do que ouvir recitar Camões... para nossa vergonha.
    GA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então não tem razão, basta por exemplo pela sua narrativa comparar com a ida à lua. Lá na SALSA ou NASA ou SANA ou lá como aquela casa de "magias" se chama, um belo dia decidiram pegar nas cartas do tarô e saiu a carta "ESPAÇO".
      Depois passaram pelo sector da magia Astrologia e a constelação dizia pois já que os nasas ou salsas ou lá como aqueles tipos se chamam não passam de lunáticos, fica a lua na órbita da tola bem à mão de semear.
      A seguir passaram pelo sector Hollywood Pura Ficção e pronto, o cenário ficou montado.
      Depois pegaram naquela caixinha mágica de marca TV et voilá, temos a bola de cristal.
      Depois papalvos há em todos os sectores conforme a carteira. Neste caso os salsas ou nasas ou seja como eles se chamam, conseguiram sacar uns valentes milhões aos papalvos, perdão espectadores.

      Eliminar
    2. Por puros motivos técnicos, não seria possível forjar a ida à Lua naquela época.

      http://www.bitaites.org/no-mundo-da-lua/um-video-absolutamente-brilhante/

      Por motivos económicos, também não faria sentido nenhum...vejamos com humor:

      http://www.youtube.com/watch?v=P6MOnehCOUw

      Eliminar
    3. É como a world wide web, também é uma ficção!
      Se fosse tão simples e tão evidente o que o anónimo afirma então das duas uma:

      1) os soviéticos teriam desmascarado a alegada farsa
      ou
      2) eles próprios teriam ido à lua também (alegadamente).

      Geez

      Eliminar
    4. Barbosa talvez orbite em torno da lua se julga "Por motivos económicos, também não faria sentido nenhum" e "Por puros motivos técnicos, não seria possível forjar a ida à Lua naquela época."
      Os motivos que levaram à invasão do Iraque foi o quê?! E com isso enganaram centenas de milhões de pessoas!
      E se Barbosa quiser encontra milhões de páginas a dizer que o Pai Natal existe!
      E Paulo, antes de escrever inverdades primeiro informe-se, ou ignorou de propósito o que o cosmonauta Aleksej Leonow disse?
      Os russos são pragmáticos e não perdem muito tempo com americanices. E tem a certeza absoluta os russos não estiveram já noutros planetas?

      Eliminar
  2. E o prémio do cientifista do ano (aqui baptizado como PRÉMIO TROFIM LYSENKO)?

    Destinado a premiar quem se evidênciou nesse magnífico e extenuante combate sem quartel às pseudociências (e às restantes ciências do oculto), bem como ao interminável e sempre actual problema da demarcação, essa linha rigorosa que com denôdo e vigor separa o bem do mal (o preto do branco, o sagrado do profano, a virtude do vício, ...).

    Não é para criar suspenses, mas já há um duo com uma larga vantagem sobre os restantes candidatos

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que Galileu viveu nos séculos XVI e XVII e, apesar da inquisição, ainda conseguiu arranjar amigos de entre os clérigos e o próprio Papa, que o livraram da fogueira. Hoje não sei se teria tanta sorte. É que o homem tinha palpites. Não conseguia provar, à luz da ciência da época, aquilo que dizia. Isto para não falar dos malucos que queriam voar, porque os cientistas afirmavam que o mais pesado que o ar não podia voar, coisa que qualquer garoto com um papagaio de papel desmentia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humm... Não sei se sabe, mas quem se opôs a Galileu não foram os cientistas, mas sim o dogma e a fé, porque a ciência, lá lhe foi dando razão.

      Eliminar
    2. Desconfio que se Galileo hoje vivesse se calhar dedicava-se à pipoca. Sei lá. Ou fugia para uma ilha e dedicava-se a ser um eremita quando visse como a ciência se deixou corromper pelo sistema.

      Eliminar
  4. Existem estudos e prémios para todos os gostos e o mundo dito científico também merece prémios para não destoar da realidade desvirtuada.

    Prémio Chocante: estudo duma faculdade de medicina cientifica está a assustar a população, segundo os cálculos científicos se estiverem correctos vamos todos...morrer!!!!

    Prémio estonteante: Estudo técnico duma universidade segundos seus cientistas a espécie mais preguiçosa do mundo é a das...árvores!!!!!

    Prémio fenomenal: Estudo psicológico universitário fez um estudo e concluiu que 99% do pessoal sofre de Leophobia, ou seja 99% dos portugueses tem terror perante leões!!!!!

    Prémio repetitivo: Cientistas pesquisadores avisam: comemorar muitas vezes aniversário é perigoso para a saúde!!!!!

    Prémio Papalvo: NASA descobre planeta habitável a apenas 0 anos-luz de distância do nosso!!!!!

    Prémio descomunal: É a maior descoberta científica de sempre, engenheiros, arquitetos e cientistas de genética estão a fazer dum mosquito um elefante!!!!!

    Prémio desconcertante: Estudo chocante: ter medo do cancro é cancerígeno!!!!!!

    Prémio Boquiabertos: Escandalo!!! A quantidade de estudos inúteis aumentaram 120%!!!!

    Prémio Trés Aktuell à la aquecimento global da treta: Está mais frio...porque vai aquecer!!!

    O meu mano de 10 anos já na escola fazia e faz estudos de batatas, feijões, girassol, milho, cebola, alhos, nabos e telemóveis.....grande cientista e nunca precisou de subsídios ou outras tretas.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O aquecimento global é tanto que a minha família anda de fio dental todo o dia. Não tem nada com austeridade e essas palermices, é tanto calor mas tanto calor que o aquecimento global apregoado pelos cientistas aos 4 ventos e já nem pensamos mais em comprar roupa, coisa inútil perante tanto aquecimento global.
      Aliás minha família nem entende como este inverno, lá pelo quintal de sua majestade a rainha Isabel não sei das quantas morreram segundo dados oficiais e muito científicos 30.000 alminhas de tanto aquecimento global. Dados oficiais, claro, segundo meus dados assim muito mais certeiros e usando a regra de pi x meu polegar foram 38.899 que sucumbiram perante tanto calor invernal.
      E não tiveram o aquecimento global russo, esse sim um desafio à nudez total acompanhado da corrida às ventoinhas, com temperaturas calorosas e invernais a rondar no centro daquele país os -70º C, perante tanto calor e a impossibilidade dos ingleses despirem a pele ficariam hirtos que nem carapaus uns quantos, com sorte sobrava a rainha e alguns seus guardas a tanto aquecimento global.

      Para este aquecimento global científico o prémio adequado seria....muitos canudos e não te livram de ficares um asinus (como diz o meu querido avô)!
      E com este está mais frio porque vai ficar mais calor!!! assim que acabar tanto estudo e aturar os professores e receber um canudo ou outro, vou com certeza candidatar-me a "Cientista a distribuir prémios". Pelo que aqui vejo tenho futuro sim senhor, ora se tenho, então não!!

      Eliminar
    2. É um regalo ver como a ciência da meteorologia é tiro e queda. Por isso acredito em tudo que ouvi da ciência e deve ser por isso que engravidei dos ouvidos. Lamento mas depois do que aqui li começo a acreditar mais no Pai Natal do que na ciência.

      Eliminar
  5. se forem à wiki ver a lista dos ganhadores do IgNobel tb encontram coisas muito giras de cientistas "a sério" ... estudos mesmo xpto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O próprio Nobel deve andar às voltas na tumba, não sei se para a esquerda ou se para a direita, à cautela é melhor enviar já lá alguém do Prémio Voador confirmar qual o sentido das voltas. Ele é bem capaz de estar a pensar, irra não foi para a estupidez actual que concebi este prémio tão nobel....

      Depois de me terem dito e jurado a pés juntos que houve um cientista maluquinho, por sinal português que lhe deu para andar a fazer lobotomias em seres humanos e ainda recebeu o Nobel!!!.....Já nada me admira, nem porcos a andar de bicicleta ou outros prémios das ciências "ocultas". Resta saber qual das magias é a mais oculta!

      Eliminar
    2. O que era mesmo bom (embora não dê direito a prémio) era cada "Anónimo" ter um nome (mesmo que inventado). Não que melhorasse a discussão mas sempre ficava com um ar mais composto.

      Eliminar
    3. Vasco Gama, nossos pais compraram 1 só portatil para todos devido a dinheiro não estica, assim todos utilizamos na escola e casa e dividimos entre nós o tempo de utilização. Para evitar problemas com nossos pais utilizamos sempre anónimo para evitar o confisco do portatil e das mesadas.

      Eliminar
    4. Um dos "Anónimo" anda a confundir o IgNobel com o Nobel...

      O IgNobel premeia ciência válida...embora possa parecer estranha quando vista de fora e descontextualizada.

      Quanto ao outro "Anónimo" (ou será o mesmo?) que desconfia da ciência, curiosamente não tem problema nenhum em usufruir dos seus frutos, como o computador e a World Wide Web...

      Eliminar
    5. ja ja ,nem a propósito , o 1º da lista da wiki do IgNobel , o químico jacques benveniste , que diz que a água tem memória ,tb diz que a homeopatia é muito à frente : "declarou que a diluição alta usada ​​em homeopatia tem efeitos biológicos" . e esta , hem ? é que há um outro , virologista , luc montagnier ( Nobel este de medicina ) que diz que o bienveniste está correcto..
      vão lá ver se não acreditam :) acaba assim :" Disseram-me que algumas pessoas têm reproduzido os resultados Benveniste, mas têm medo de publicá-los por causa do terror intelectual promovido por pessoas que não entendem isso , completou o virologista "

      Eliminar
    6. Cara Maria,

      Como disse no primeiro comentário, os prémios IgNobel premeiam cientistas "a sério" por estudos "xpto"

      Diz que as pessoas têm medo de reproduzir os resultados de Benveniste? A sério? Acredita mesmo que é por isso?

      Se houvesse um grupo de pessoas capaz de reproduzir os estudos de Benveniste, através de estudos rigorosos, não só ganhariam fama, como seriam capazes de assegurar que tudo o que sabemos sobre química, física e biologia está errado. Ficariam tão famosos que iriam substituir os nomes de todos aqueles grandes cientistas da nossa história.

      Seria a grande descoberta científica da humanidade! Quem é que no seu perfeito juízo se atreveria a recusar esse papel?

      Eliminar
    7. Leo Abrantes talvez tenha 1 emprego "xpto", vive n1a casa "xpto", tem 1 cp "xpto", 1 carro "xpto", telefone "xpto", cheio de estudos "xpto", fama "xpto", vidinha "xpto".....até parece as revistas cor de rosa...tudo gente "xpto"....não sei quem é Benveniste apesar de não saber nem ter vida "xpto" ainda consigo dormir e ainda viver sem conhecer o dito cujo......evidente pelo que escreve Leo nunca se atreveria no seu perfeito juízo recusar esse papel "xpto"....agora qto a prémios sei q a minha mãe q me pariu a mim e a + 5 irmãos e q cuida do meu pai q foi atropelado na passadeira e ficou acamado e é como outro filho p minha mãe e q cuida tb dos meus avós os 4 e ainda cuida de + 1a dúzia de velhinhos vizinhos pq alg1s nem filhos já têm e pq a insegurança social se está nas tintas p eles e assim ela não tem descanso nem 1 dia por ano mas não se queixa e ainda recebe críticas e louvores devido a trabalhar imenso sem descanso aos quais ela encolhe os ombros, p ela está apenas a cumprir o seu dever como mãe, mulher, filha e cidadão responsável por cuidar de si e dos outros...esta mãe q me pariu e isso por si só já merecia ganhar o prémio nobel ou ignobil pq ela é p mim a melhor mãe, mulher, filha e vizinha do mundo mas esse prémio ou outro qq q fosse ela recusaria pois ela fica indiferente a louvores ou críticas, apenas cumpre o seu dever como ela diz.....e agora pergunto o q a ciência ou pseudociência faz de melhor do q 1a mãe p receber prémios?

      Eliminar
    8. Cara Teresa,

      Talvez seja melhor perguntar à Maria o que significa o termo "xpto". Imagino que seja algo pejorativo, mas não posso assegurar.

      O seu comentário faz-me pensar que acha a ciência e a pseudociência completamente irrelevantes, e está no seu direito, mas porque se deu ao trabalho de perder o seu tempo a comentar este assunto, julgo que não.

      Quanto à sua mãe merecer ou não um prémio, deixo isso ao seu critério. Eu faço questão de não medir as coisas por prémios, mas sim pelo valor que elas têm (incluo nesses valores, a educação, o conhecimento e os sentimentos e muitas outras coisas que não têm cabimento neste comentário).

      Eu não sei o que é a que a pseudociência fez por si ou pelos seus. Posso garantir-lhe, no entanto, que a ciência pelo menos permite que os meus pais vivam muito mais que os meus avós e permite até estarmos a discutir nesta plataforma sem que nunca nos tenhamos conhecido.

      Eliminar
    9. Leo Abrantes4 de Abril de 2013 à0 08:04 afirma: ""a sério" por estudos "xpto"", a não ser que a maria seja Leo Abrantes!...depois...afirma "mas porque se deu ao trabalho de perder o seu tempo a comentar este assunto"...porventura leu o título? " PRÉMIO UNICÓRNIO VOADOR 2012"?!", julgo que não." tb me parece q não leu....julga muita coisa, será juíz? não sei e tb não interessa....mas como a minha mãe diz, antes falar pouco e acertar mais do q.....já Leo Abrantes parece apostar no oposto....."Eu não sei o que é a que a pseudociência fez por si ou pelos seus." pois não sabe não e posso dizer-lhe já fez tanto como a sua ciência...."Posso garantir-lhe, no entanto, que a ciência pelo menos permite que os meus pais vivam muito mais que os meus avós", q bom p si, pois o meu pai segundo os médicos terá apenas + 1s meses de vida e tudo indica irá antes dos pais dele!..."discutir nesta plataforma sem que nunca nos tenhamos conhecido.", não há nada p discutir,eu nunca discute c alg1a pessoa q seja pouco coerente, consequente e q "acerte pouco"....escusa de me responder, não tenho tempo a perder e até pq não tenho nem ipedes ou computador, estou a teclar de amigos e raramente vou à teia...fique bem.


      Eliminar
    10. Cara Teresa,

      Da próxima vez que vier à teia, verifique os comentários anteriores, para não fazer citações despropositadas.

      Os meus votos sinceros das melhoras para o seu pai.

      Eliminar
  6. não fui eu que disse , é uma citação do Nobel de medicina luc montagnier tirada da wiki , ele é que diz que " Disseram-me que algumas pessoas têm reproduzido os resultados Benveniste, mas têm medo de publicá-los por causa do terror intelectual promovido por pessoas que não entendem isso , completou o virologista " , completou o virologista , repito ...ele lá saberá , digo eu. parece que o Benveniste perdeu emprego , financiamentos e tal por ter dito isso dos efeitos biológicos das diluições homeopáticas. e das reproduções de resultados não sei , mas o terror intelectual já vem do tempo da maria caxuxa como muito bem sabem Galileu e outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "terror intelectual" significa que o senhor Montagnier não consegue reproduzir os seus dados.

      E essa do Galileu, mais uma vez, não é uma boa analogia, porque Galileu provou que estava certo. E quem se opunha a Galileu não era a ciência, mas sim a religião e o dogma da altura.

      Eliminar
  7. e já agora , isto é como as cerejas , fui dar aqui

    http://www.huffingtonpost.com/dana-ullman/luc-montagnier-homeopathy-taken-seriously_b_814619.html

    onde , para além do Luc , tb o Nobel Brian Josephson diz umas coisas interessantes sobre Benveniste e homeopatia e comunidade cientifica .

    conste que nem sei ao certo o que é homeopatia , é mais o preconceito que me interessa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dana Ullman - o maior proponente da homeopatia.

      O problema é mesmo não saber o que é a homeopatia, porque se soubesse, veria que durante os 200 anos desde que ela foi inventada, ainda nenhum investigador, conseguiu reproduzir o efeito das diluições homeopáticas em condições rigorosas, onde a fraude, o viés e à má percepção não possam adulterar os resultados. Isto não é "terror intelectual" é o método da ciência. Esses senhores como Montagnier e Benveniste têm a obrigação de saber como se faz ciência.

      Eliminar
  8. Por alguns comentários que leio por aqui, só posso concluir que é indiferente o que se defende desde que seja contra a ciência, ou o método ciêntífico.

    A maioria nem se deu ao trabalho de ver quais são os premiados e muito menos mencionar os casos concretos. Calculo que o que importa é defender a pseudo-ciência, independentemente de que pseudo-ciência se trata.

    ResponderEliminar
  9. A Leo Abrantes

    O meu obrigado, pela dignidade e por não desistir.

    ResponderEliminar
  10. @Leo Abrantes
    Muitos parabéns pela persistência e qualidade das suas respostas.
    Bem haja!

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.