segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Em 2011 a China aplicou 4000 penas de morte!


1 comentário:

  1. Em princípio, não sou pela pena de morte, por respeito à vida! (Embora quem governa e deixa o seu povo passar fome e morrer pela guerra e pela doença, não merecerá a pena de morte, já que permite a morte dos outros?! Quem viola e mata o seu semelhante não merecerá morrer já que tirou o direito de viver ao outro?! Enfim...) Mas cadeias como as actuais, nunca! Os prevaricadores das leis devem colaborar e ressarcir a comunidade que prejudicaram, trabalhando, fazendo serviços públicos pesados, saindo de manhã das cadeias com um farnel, bem enquadrados por capatazes competentes, e voltar à noite! Sem tempo para televisão, leituras ou outras benesses, como desporto, etc. Trabalho comunitário, se necessário, com grilhetas nos pés! Obviamente, como condenados! Sobretudo os condenados a prisão perpétua. Seria muito mais humano, porque eles próprios se sentiriam de algum modo realizados no trabalho, seria mais educativo e... muito mais barato para o Estado, do que o sistema actual!

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.