sábado, 31 de Maio de 2008

VIDA EM MARTE?


Minha crónica no "Sol" de hoje (na foto pode ver-se o DVD "Visions of Marte" sobre a sonda, ao lado da bandeira norte-americana):

A resposta à pergunta "Há vida em Marte?" tem sido intensamente procurada pelos terrestres. De facto, só conhecemos vida na Terra. É não só possível como provável que haja vida noutros sítios do imenso cosmos. Marte está mesmo perto, é o planeta mais próximo do nosso depois de Vénus, que é um verdadeiro inferno e não pode, por isso, abrigar seres vivos.

Depois de um voo de dez meses, a sonda Fénix da NASA, numa colaboração com a Universidade de Arizona, em Phoenix, nos Estados Unidos, pousou perto do pólo Norte de Marte no dia 25 de Maio passado. Foi um verdadeiro alívio no centro de controlo quando a sonda, já em solo marciano, respondeu à chamada, uma vez que a exploração de Marte parecia amaldiçoada. Dos 19 engenhos enviados nos últimos dez anos, cerca de metade tinham falhado. Agora, felizmente, tudo correu bem e ao leitor bastará ir aqui , para ver vários retratos de Marte acabadinhos de tirar.

O norte-americano Ray Bradbury, que está vivo, escreveu nas suas “Crónicas Marcianas” que os marcianos somos nós quando chegarmos a Marte. De facto, através desta e das sondas anteriores, estamos a preparar a viagem. Com certeza que a Fénix não encontrará homenzinhos verdes, mais ou menos semelhantes a nós, mas poderá encontrar microorganismos. Seria um grande acontecimento para a ciência e, em geral, para a humanidade. A sonda dispõe de um braço robótico com mais de dois metros que vai escavar o solo do planeta vermelho na tentativa de os encontrar. Suspeita-se que a superfície fria do norte de Marte esconda gelo. Já se sabe que há água, água gelada, em Marte. E a água é uma das substâncias essenciais para a vida tal como a conhecemos aqui.

Os microorganismos não lêem. Mas a Fénix tem a bordo uma biblioteca, a primeira biblioteca em Marte. Trata-se do DVD “Visions of Mars”, que compila o melhor do que já foi escrito sobre Marte: não só Bradbury, mas também Wells, Burroughs, Asimov e Clarke. A voz de Sir Arthur Clarke, recentemente falecido, está lá gravada, numa saudação aos futuros marcianos...

2 comentários:

  1. Pode parecer incrível, mas para mim a melhor notícia não foi o êxito da Fénix na sua aterragem (ou será martagem?) bem conseguida, mas sim a notícia de que Ray Bradbury está vivo. Fez-me sonhar muito há muitos anos e ainda conservo os seus livros publicados na Colecção Argonauta.

    ResponderEliminar
  2. Na verdade, os marcianos são tão evoluídos, que o que vemos é o passado de Marte, uma imagem virtual do planeta.A civilização marciana é tão avançada, que consegue impor uma janela no tempo, de tal forma, que não podemos visualisar sua imensa evolução. Por quê? Não sei, estamos em tempos diferentes no Universo, talvez eles não gostem de nós humanos.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.