quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

MEMÓRIAS FERIDAS, CORPOS REVELADOS

Informação sobre exposição  no Museu de Ciência da UNIvERSIDADE DE COIMBRA:

INAUGURAÇÃO 13 DE JANEIRO | 18H00 

Memórias feridas, corpos revelados: Itinerários contra o esquecimento - a poliomielite e a Síndrome pós-pólio na Península Ibérica
 é uma exposição criada pelo Espacio de Cultura Científica da Universidade de Salamanca.
No dia 21 de junho de 2002 foi declarada a erradicação da poliomielite na Região Europeia, uma doença viral que afetou fundamentalmente a infância durante grande parte do século XX, marcando-a com sequelas paralíticas. A sociedade apressou-se a apagar da memória o horror da epidemia e, ao fazê-lo, esqueceu também os que lhe sobreviveram. Ameaçados agora pelo aparecimento da síndrome pós-pólio, rebelam-se contra a invisibilidade, revelando com dignidade e orgulho os estigmas no corpo nu, as pegadas de uma legitimação imposta, uma memória coletiva contra o esquecimento de uma doença que ainda persiste em alguns países.
Em colaboração com o Espacio de Cultura Científica da Universidade de Salamanca, o Museu da Ciência celebra também os cinquenta e dois anos do Plano Nacional de Vacinação em Portugal que se iniciou com a vacina contra a poliomielite.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.