sábado, 20 de fevereiro de 2016

Novas publicações da "Classica Digitalia"

A biblioteca online Classica Digitalia têm o gosto de anunciar duas novas publicações, com chancela editorial da Imprensa da Universidade de Coimbra e da PUCPRess - Editora Champagnat (Curitiba).

Série “Mito e (Re)escrita” [Estudos] 

- Andrés Pociña, Aurora López, Carlos Morais e Maria de Fátima Silva (coords.), Antígona. A eterna sedução da filha de Édipo (Coimbra, Imprensa da Universidade de Coimbra, 2015). 359 p. URL: https://pombalina.uc.pt/pt-pt/content/livro?id=38520 PVP: 20 €

O volume reúne um conjunto de estudos que têm por motivo o mito de Antígona, a sua expressão clássica e a sua receção moderna e contemporânea, em diferentes contextos culturais (Portugal, Brasil, Espanha, Franca e Itália).

Série Diaita: Scripta & Realia [Estudos]

- Cilene Gomes Ribeiro & Carmen Soares, Odisseia de sabores da lusofonia (Coimbra e Curitiba, Imprensa da Universidade de Coimbra e PUCPRess - Editora Champagnat, 2015) 303 p. URL: https://pombalina.uc.pt/pt-pt/content/livro?id=38423 PVP: 19 €

A obra dá conta de como o Património Alimentar do Mundo Lusófono (em especial de Portugal e do Brasil) resulta de uma verdadeira “odisseia” de sabores, pois assenta sobre as viagens (longas, incertas e, a mais das vezes, penosas) de portugueses para terras desconhecidas ou mal conhecidas - desde os tempos iniciais dos descobrimentos (sécs. XV–XVI) até aos fluxos migratórios mais recentes (séc. XX). A Parte I reúne estudos sobre as raízes culturais greco-latinas e medievais da alimentação portuguesa (caps. 1 e 2). A Parte II é constituída por nove capítulos, todos eles dedicados à abordagem dos encontros multiculturais ocorridos entre portugueses, brasileiros e outras populações.]

Todos os volumes dos Classica Digitalia são editados em formato tradicional de papel e também na biblioteca digital. O eBook correspondente encontra-se disponível em acesso aberto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.