quarta-feira, 1 de abril de 2015

Os unicórnios voadores de 2014

O Unicórnio Voador. Crédito: Cláudia Barrocas

Já conhecidos os vencedores do Prémio Unicórnio Voador, atribuído pela Comcept (Comunidade Céptica Portuguesa) às personalidades ou entidades que mais tenham contribuído para a disseminação da pseudociência, superstição e outras formas de desinformação.

Para cada categoria, os vencedores de 2014 são:

Grafonola – RTP1 – Pelo espaço que o Telejornal ofereceu à pseudociência com as reportagens “Acreditar”. Uma autêntica vitrina em horário nobre para, entre outras coisas, diagnósticos médicos por medição de palmos de roupa, curas para o cancro com raízes e previsões da data da morte pela “física quântica”. Ao todo, foram 34 minutos e 39 segundos de publicidade a produtos e serviços milagrosos que não foram acompanhados de qualquer análise crítica.

Estrela Cadente – Gustavo Santos – Esperar é a coisa mais ridícula que um ser humano pode fazer. Mas esperar não quer dizer aguardar, esperar vem na verdade de “espe-r-ar”, que quer dizer “espetar” ou “atirar” postas de pescada ao “ar”, uma habilidade essencial para entrar no negócio da auto-ajuda e do coaching. Mas será que também é essencial culpabilizar as vítimas de violação, violência doméstica e ataques terroristas?

O Rei Vai Nu – Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa – Que aproveitou a lei das terapias não-convencionais para lançar um “curso avançado em medicamentos homeopáticos”. Não sabemos a diferença entre o curso avançado e o curso básico, mas gostaríamos de imaginar que, no avançado, os farmacêuticos são recomendados a não dispensar qualquer medicamento homeopático sem antes explicar que são só água e açúcar.

(A RTP parece apostada em renovar o título e ganhar uma manada de unicórnios voadores em 2015, a avaliar pelo modo irresponsável como posicionou um "debate" acerca da "opção de não vacinar", como se esta fosse tão legitima como a contrária, e pelo espaço que contínua a dar a leitoras e auras e alinhadoras de chackras. Serviço público precisa-se, urgentemente).

4 comentários:

  1. Nunca aprofundei (nem tomei) o que consta dos medicamentos homeopáticos. Acho estranho serem agua com açúcar havendo médicos e farmacêuticos a prescrevê-los. Um estudo sério precisa-se com urgência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estudos sérios existem e todos eles dizem que a homeopatia não passa de água com açúcar.
      Estudos duvidosos dizem que é uma maravilha

      Eliminar
  2. O que me espanta é que uma faculdade pública cancione estas patranhas.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.