terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Vivos para a eternidade

A arte do realizador David Lean e do actor Peter O' Toole tiverem o seu momento supremo no filme Lawrence da Arábia. Apresentado há meio século, completado no passado ano, diz quem sabe de cinema, que é o mais belo, o mais difícil, o mais empenhado filme alguma vez feito. Lean e (agora) O' Toole estão mortos, quer dizer, vivos para a eternidade.


Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.