terça-feira, 18 de julho de 2017

O QUE SE PASSOU EM TANCOS?


O roubo de armas em Tancos tem sido o tema favorito dos humoristas. A frase escrita pelo grande humorista Dalai Lima, o grande mestre do humor na concisão, resuma bem a actual situação: "armas desroubadas, chefes desexonerados". O João Quadros também escreveu duas crónicas que dão vontade de rir: Ferro velho em Tancos e Às armas, às armas.

Pouco percebo de assuntos castrenses, mas não percebi a exoneração e a desexoneração dos comandos. E acho completamente despropositadas as afirmações do Chefe do Estado Maior das Forças Armadas que, passados muitos dias sobre o roubo, veio minimizar o acontecido, dizendo que o material valia pouco e não funcionavam.  Eram só, diz eles,34.000 euros e os lança granadas não disparavam. Os ladrões, portanto, foram enganados. Mas, se houve um roubo, qualquer que ele seja, a um paiol militar importante, esse facto não é já muito grave?  Ou não houve? Não há até agora sinais  do modo como ocorreu o roubo de modo a incriminar alguém? E não há responsáveis pelas falhas de vigilância? Quando é que saberemos a verdade?

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.