quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

SETE BELOS LIVROS DE BANDA DESENHADA

Gostando de banda desenhada, tenho reunida uma boa colecção, onde predominam os álbuns franco-belgas e portugueses. Em cima da minha secretária estão sete belos livros nacionais da "nona arte", de edição recente, que aqui apresento por ordem alfabética de autor.



- João Amaral. "A Viagem do Elefante, baseado num romance de José Saramago", Porto: Porto Editora, 2014.

Belo álbum que coloca em banda desenhada uma das obras últimas do nosso Nobel da Literatura, que aparece ele próprio representado nos quadradinhos. O prefácio é da viúva de Saramago, Pilar der Río. Capa dura e muito boa produção gráfica.


- Apostolo Doxiadis e Christos Papadimitriou, com arte de Alecos Padatos e Annie Di Donna, "Logicomix", Lisboa: Gradiva, 2014.

Com tradução do biocientista Nicolás F. Lori e revisão científica e prefácio do matemático Jorge Buescu, esta é uma biografia em quadrinhos do matemático e filósofo inglês Bertrand Russell.  Esta é não só uma obra de arte como um livro onde se pode aprender matemática e filosofia, para além da história. No fim encontra-se um mini-dicionário de personagens matemáticos e bibliografia.


- Ricardo Cabral, "Pontas Soltas: Lisboa", Lisboa: Asa, 2014.

Colecção de cinco histórias aos quadradinhos sobre Lisboa da autoria de um jovem ilustrador, um dos mais talentosos autores dessa arte em Portugal (autor de  "Everest", "Israel Sketchbook" e "Newborn - 10 dias no Kosovo". É uma maneira muito original de ver Lisboa.




- André Carrilho, "Inércia", Lisboa: Abysmo, 2014

Não é propriamente um livro de banda desenhada, mas é um álbum lindíssimo de um ilustrador e cartoonista já consagrado entre nós e no mundo. É uma colecção de sketches de viagens, com pequenos apontamentos em texto.




- Jacques Fernandez, "O Estrangeiro segundo a obra de Albert Camus", Lisboa: Arcádia (Babel),  2014

Tradução de uma edição recente da Gallimard, esta é a passagem a banda desenhada de uma das obras mais emblemáticas do escritor francês nascido na Argélia.  Capa dura e muito boa produção gráfica.


- I. Jigounov e Y. Senté, "XIII, vol. 11  Regresso a Greenfalls e A Mensagem do Mártir", Lisboa: ASA, 2014.

Série de culto da banda desenhada franco-belga da autoria original  de Jean van Hamme e William Vance, que começou a sair há 30 anos na revista "Spirou". O Público está, em colaboração com a ASA, está a publicar a série completa, entre os quais os vols. 6 a 11 são inéditos em Portugal.


- Yves Senté e André Juillard, "O Bastão de Licurgo",  Lisboa: ASA, 2014

As aventuras de Blake e Mortimer resistiram à morte do autor Edgar P. Jacobs. Esta é uma edição recente da Dargaud, a quinta destes autores (outros autores têm tentado recriar os personagens firam Jean van Hamme e Ted Benoit, Jean van Hamme, René Sterne e Chantal de Spiegeleer, e Jean Dufaux, e Antoine Aubin e Étienne Schréder. É um livro para os admiradores e coleccionadores de Jacobs, entre os quais me incluo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.