quinta-feira, 2 de julho de 2020

UMA FORMA DE GOZAR COM QUEM TRABALHA?

Na entrevista recente de António Costa, convidado de honra de Ricardo Araújo Pereira (21/06/2020), afirmou aquele que a injecção com antibióticos dada pelo Estado ao Banco Espírito Santo (BES) destinou-se se a combater esta maleita socio-económica que não cessa de causar arrepios na espinha dos portugueses pelas quantias astronómicas nela envolvidas.

Embora tratando-se de um programa satírico (pelo menos na intenção do seu responsável!) não posso deixar de saudar o cavalheirismo de Araújo Pereira (ou terá sido simples cobertura à ignorância por parte de outro ignorante?) em deixar passar em branco tamanha “boutade” de António Costa em exercício ilegal de profissão, pela sua habilitação em Direito, não se coibindo, apesar disso, em dar uma injecção antibacteriana no tutu virótico do BES com a seringa de agulha romba dos nossos maltratados impostos.

Ou seja, os nossos impostos são deitados para o lixo do contentor da ignorância por determinados políticos que nos governam, caso tanto mais grave por se tratar uma matéria que inunda os media pelas consequência mortais nela envolvidas.

Como pontificou Patão, “não há nada bom nem mau a não ser estas duas coisas: a sabedoria que é um bem e a ignorância que é um mal”.

Sem comentários:

Publicar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.