segunda-feira, 4 de abril de 2022

O CORAÇÃO DAS TREVAS REVISITADO AO VER AS RUÍNAS DE BUCHA

Corpos no meio da estrada, já frios,
as mãos amarradas atrás das costas,
o horror, o horror dos calafrios… 
Que de perguntas, todas sem respostas!

A condição humana em juízo, 
e que de horríveis suspeitas à solta!
Então somos isto? Será preciso
tanta barbaridade à nossa volta? 

Será que Mistah Kurtz teve herdeiros,
os quais por toda a parte semearam
horrendos e sangrentos paradeiros?

Dir-se-á que nos homens aterraram
demónios nunca antes conhecidos,
oriundos de infernos desmedidos!

Eugénio da Almeida

3 comentários:

  1. "Compreendemos mal o mundo e depois dizemos que ele nos decepciona."

    Rabindranath Tagore

    ResponderEliminar
  2. Com todo o respeito pergunto se os crimes na Ucrânia são mais dolorosos dos que se praticam diariamente na Palestina ou na Colômbia p. ex. Só me chegam relatos de uma das partes do conflito em questão, com todo o respeito vos digo que não é honesto o que nos estão fazendo, com todo o respeito.

    ResponderEliminar
  3. Com todo o respeito, não é honesto argumentar dessa maneira. Como é que o Sr. Cid Simões sabe que nunca condenei os crimes de guerra cometidos na Palestina ou no Iraque ou no Vietename? E também na União Soviética e na China, esses dois paradigmas de respeito pelos direitos humanos. Eu detesto TODOS os impérios, alguns dos meus comentadores é que só não gostam de alguns impérios, embora não desgostando de outros.
    Eu sempre desaprovei a famigerada Doutrina Monroe, utilizada pelos EUA, quando falam da sua "area de influência": Cuba e yoda a América Latina. Mas condeno igualmente a mesma doutrina Monroe aplicada pela Rússia aos países seus vizinhos. Que direito tem a Rússia de exigir à Ucrânia o modo de viver, os amigos que tem e o exército que tem ou não tem? Como é que um país armado até aos dentes e possuidor de um arsenal nuclear como nenhum outro país possui, pode exigir a um país vizinho que se desmilitarize? Falando de imperialismos, não o incomoda que o Sr. Putine ande a sonhar com a ressurreição do antigo império soviético? Por mim, vivo melhor sem o império americano (felizmente a encolher-se) mas vivo igualmente bem sem um império russo ou um império chinês. São todos igualmente maus e grandes opressores dos direitos humanos. E, de momento, tenho todo o direito de me preocupar mais com esta guerra que está aqui à minha porta e não com outras mais distantes. Embora pense de todas elas o que já disse. Com todo o respeito e mais algum.
    Eugénio Lisboa

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.