sexta-feira, 13 de agosto de 2021

LIVROS DE CIÊNCIA PARA O VERÂO

 Texto meu saído em vários órgãos de imprensa regional:

O Verão é tempo de leitura. Sendo um bom tempo para ler qualquer género de literatura, venho recomendar, com breves comentários, alguns livros de divulgação científica saídos recentemente entre nós. A ordem é alfabética do apelido do autor.

- Bernardo, Luís Miguel. Sobre As Causas do Atraso Científico Português. Uma digressão histórica. UMinho Editora. Livro de um físico e historiador de ciência, apresentado por mim recentemente em Braga, que disseca em pormenor as razões do nosso menor desenvolvimento. Está acessível gratuitamente na Net.

 - Carvalho, A. M. Galopim, As Pedras na Ciência e na Cultura. Âncora. Uma verdadeira enciclopédia de geologia da autoria do estimado decano dos divulgadores de ciência portugueses.

 - Cobb, Mathew. Uma História do Cérebro. O passado e o futuro da neurociência. Temas e Debates / Círculo de Leitores. Um ensaio, de um psicólogo e geneticista inglês, sobre a história das nossas ideias sobre cérebro, no qual o autor nos conta episódios fascinantes da neurociência, e nos dá, no final, um panorama dos problema actuais.

- Eagleman, David. O Cérebro em Ação. Nos bastidores do cérebro em constante mudança. Lua de Papel. Na sequência do seu livro O Cérebro. À descoberta de quem somos (na mesma editora), o autor, neurocientista norte-americano, explica melhor, neste livro, que tem um prefácio meu, o modo como funciona o nosso órgão mais precioso.

- Greene, Brian, Até ao Fim dos Tempos. O Homem, o Universo e a nossa busca pelo sentido da vida. Desassossego. O físico norte-americano especialista na teoria das supercordas e autor de O Universo Elegante e O Tecido do Cosmos, ambos saídos na Gradiva, fornece-se nos neste livro a sua visão “unificada” do mundo.

- Haskell, David George, As Canções das Árvores. História sobre as grandes redes da natureza. Gradiva. O autor, biólogo norte-americano nascido no Reino Unido, autor de um outro livro sobre a floresta, que já lhe valeu vários prémios, fala neste livro, também premiado, num tom por vezes poético, da nossa profunda ligação ao mundo das árvores. Tem prefácio de António Bagão Félix.

- Hesse, Boris, Einstein e Lenine em Moscovo. Polémicas filosóficas da ciência soviética, Parsifal. É bem conhecido o terror estalinista que afectou a ciência: basta pensar em Lysenko. Mas há mais histórias negras desse tempo. Com selecção e introdução do físico Rui Borges, são apresentados textos de um cientista russo pouco conhecido, nascido em 1883, que resistiu aos ataques à “ciência burguesa” e que, preso e executado em 1936, foi das primeiras vítimas de Estaline.

- Klein, Grady e Bauman, Yoram, Introdução ao Cálculo em Banda Desenhada, Gradiva. A BD pode ser uma maneira leve e divertida de aprender ou consolidar o cálculo infinitesimal. Dos autores, que já tinham publicado na mesma editora Introdução à Economia em Banda Desenhada, o primeiro é cartunista e o segundo define-se como o “primeiro e único economista stand-up do mundo.”

- Moalem, Shäron. A Melhor Metade. Sobre a superioridade genética da mulher. Temas e Debates / Círculo de Leitores Um médico e escritor canadiano escreve sobre a diferença entre os sexos humanos num livro que é dedicado à “sua melhor metade”. Já sabíamos que as mulheres vivem em média mais tempo do que os homens. Mas ficamos a saber que o facto de terem um cromossoma X em vez de um Y as torna mais fortes. A ler tanto por mulheres como por homens…

- Nurse, Paul. O Que é a Vida? Compreender a vida em 5 lições. Sir Paul Nurse, Prémio Nobel da Medicina de 2001, ex-presidente da Royal Society e director do Francis Crick Institut em Londres, apresenta, numa obra breve, o fenómeno da vida de um modo assaz pedagógico: sendo tão diferentes, o que é que os seres vivos, dos quais fazemos parte, têm em comum?

- Rees, Martin. Sobre o Futuro. Perspetivas para a Humanidade. Desassossego. Sir Martin Rees, o astrónomo real inglês, ex-presidente da Royal Society e autor de Para o infinito. Horizontes da ciência (Gradiva), que já visitou Portugal a convite da Fundação Francisco Manuel dos Santos, fala das ameaças que pairam sobre a Terra e sobre o poder e os limites da ciência.

- Roveli, Carlo, Anaximandro de Mileto ou o nascimento do pensamento cientifico. Edições 70. O conhecido físico teórico italiano, que em vários livros tem tentado revelar os mistérios do tempo, fala aqui de um dos primeiros filósofos gregos, que ele considera o fundador da ciência, e discorre sobre o pensamento científico. Depois de Anaximandro, começámos a compreender a ciência sem a necessitar dos deuses.

- Simões, Ana e Diogo, Maria Paula (eds. gerais), Ciência, Tecnologia e Medicina na Construção de Portugal, Tinta da China. Da pena de muitos autores, são quatro volumes que, no seu conjunto, fornecem uma vasta e variada panorâmica da história da ciência em Portugal. Vai ser certamente uma obra de referência. Eu e o David Marçal escrevemos, no último volume, um texto sobre a cultura científica ao longo do século XX.

Boas leituras!

 

 

 

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.