quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

A IRREVOGÁVEL SUPRESSÃO DO FERIADO

Paulo Portas, membro deste governo, afinal está contra a supressão do feriado do 1.º de Dezembro decidia por ele, membro do mesmo governo. Bastou para tanto que António Costa declarasse que ia restaurar o feriado da Restauração. Basílio Horta já sugeriu que o próximo governo fosse PS-CDS. Não parece provável dado o rumo de Costa, mas esta mudança de Portas vai precisamente nesse sentido. Por aqui se vê como vai a coligação governamental.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.