sábado, 15 de junho de 2024

À LA RECHERCHE DU TEMPS PAS PERDU (IL ÉTAIT UNE FOIS EN AFRIQUE…)

Nas partes escondidas dos quintais,
nas caves tenebrosas, com lagartos,
nossas brincadeiras transcendentais
descobriam mundos fora dos quartos:

no saboroso dos sítios ocultos,
a tímidos toques, se desvelava
o fulgor incrível e os tumultos
que o outro sexo nos provocava!

Era uma aprendizagem selvagem
e navegávamos sem astrolábio:
cada descoberta era uma viagem

que tornava nosso corpo mais sábio!
Meninas que queriam conhecer,
como nós, a invenção do prazer.
                                                                    Eugénio Lisboa

Sem comentários:

LITORAL

Por A. Galopim de Carvalho Uma definição de litoral deu-a Luis de Camões que, para além do grande poeta, foi homem de muitos saberes, com de...