segunda-feira, 29 de setembro de 2014

A "AVALIAÇÃO" DA FCT NAS CIÊNCIAS EXACTAS E NAS ENGENHARIAS



Na sequência de análise anterior global dou agora informação sectorial sobre a falta de senso da avaliação das unidades de investigação da FCT. Escolhi apenas, de momento, duas "grande áreas", abrangidas por dois painéis: Ciências Exactas e Engenharias.


Os dois gráficos mostram no eixo horizontal o impacto da produção científica (medido pelo FWC, Field Weighted Citations) e no eixo vertical o número de publicações científicas.
Clicar para ver melhor.

 Um ponto vermelho no primeiro quadrante significa que um centro grande com muito impacto foi chumbado, levando a uma trágica destruição na área científica em questão.

Note-se que  este gráfico não analisa a justiça do processo avaliativo (para isso deveríamos ver artigos por investigador), mas sim o impacto negativo da avaliação em cada área de investigação específica, e nas universidades a que os centros pertencem.

A linhas horizontal em cada gráfico corresponde ao valor médio de publicações dos centros analisados nesse painel:  separa centros grandes de pequenos.

 Por outro lado, a linha vertical em cada gráfico corresponde a FWC=1, i.e., assinala a média internacional nas áreas de investigação em causa. Retirar o financiamento a centros com FWC>1 implica o fecho destas unidades que realizam investigação de grande impacto quando comparada com a média internacional da área em que trabalham. Não se compreende como é possível decretar o não financiamento de tantas unidades de investigação nestas circunstâncias através de uma avaliação feita à distância, por não especialistas que desconhecem a investigação realizada em Portugala partir de um textos, e sem a realização de visitas aos centros. Ainda mais gravoso é quando os centros reprovados apresentam um output científico muito elevado. Nestes casos a investigação do país e das universidades a que estes pertencem, fica seriamente afetada.

 Pontos vermelhos (centros chumbados) no primeiro quadrante da área de ciências exactas: CFisUC (UC), CF-UP-UM (Porto/Minho), QOPNA (UA).

Pontos vermelhos (centros chumbados) no primeiro quadrante da área de engenharias: IT (UL), CMUC (UC), TEMA (UA).

Perante isto, é um desplante o chair do painel de ciências exactas, ao fazer uma visita de inspecção a centros que não são da sua área de especialidade (as visitas, por manifesta falta de gente, estão a ser feitas recorrendo a não especialistas!), ter felicitado esses centros por terem passado à segunda fase. Depois de, contra toda a lógica, eliminar sumariamente alguns,  acha que é de bom tom felicitar outros que, por enquanto, sobrevivem...

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.