segunda-feira, 27 de maio de 2024

NOVIDADES DA GRADIVA

 


Do autor mais vendido em França, Central Park é um thriller psicológico imprevisível e emocionante que mantém os leitores envolvidos até à inesperada reviravolta final. Duas personagens inesquecíveis, uma leitura intensa, viciante, irresistível.

 

Alice, uma implacável e respeitada agente de polícia parisiense, acorda algemada a um estranho, num banco do Central Park, sem qualquer memória dos acontecimentos da noite anterior. Atordoada e com manchas de sangue na camisa, Alice tenta desesperadamente reconstituir os factos. A lembrança dela suspende-se no serão passado nos Campos Elísios com as amigas. Já Gabriel confessa ter passado a noite a tocar jazz num bar em Dublin.

Um músico e uma agente de polícia, dois desconhecidos que formam um par improvável. Estariam sob o efeito de drogas? Teriam sido alvo de um sequestro? Por que razão falta uma bala na arma que Alice transporta no bolso do casaco? E de quem é o sangue que tinge a sua roupa? Durante as vinte e quatro horas que se sucedem, Alice e Gabriel percorrem Nova Iorque, e não só, em busca de respostas, tropeçando num conjunto surpreendente de pistas que apontam para um antigo inimigo...

Alice vê-se forçada a despertar memórias de uma perturbante perseguição a um serial killer que julgava há muito estar morto…

Já disponível: "Eduardo antes de ser Lourenço", de Eduardo Lourenço e Luciana Leiderfarb. De €24,00 por €21,60.

Os textos de juventude de Eduardo Lourenço, na sua maioria inéditos, são aqui reunidos numa obra que dá a conhecer a génese do seu pensamento e personalidade.

Resultado de uma rigorosa selecção feita pela jornalista Luciana Leiderfarb junto do espólio do autor na Biblioteca Nacional de Portugal, Eduardo antes de Ser Lourenço revela o génio embrionário e cristalino daquele que é já um pensador em potência.

Através deles, quer no registo diarístico, quer nas primeiras experiências da escrita poética, ensaística ou de romance, o leitor é levado a testemunhar «o momento em que o atleta de salto em comprimento dá um impulso para trás, a fim de ver melhor e se lançar em frente».

Atravessado pela preocupação de dar a conhecer o pensamento do filósofo a futuros leitores, o trabalho de recolha de Luciana Leiderfarb proporciona uma compreensão privilegiada da antecâmara das ideias expressas em obras como Heterodoxia IPessoa Revisitado ou O Labirinto da Saudade.

Já disponível: "Sangue do meu sangue", de Michael Cunningham. De €21,50 por €19,35.

A história épica de três gerações do clã Stassos que acompanha as transformações da família, marcadas pelo amor, pela ambição, pelas possibilidades e obstáculos que a própria realidade vai moldando.

 

Constantine Stassos, um imigrante grego, casa-se com Mary Cuccio, uma italo-americana com a qual tem três filhos.  Nenhum dos percursos é isento de complexidade, mesmo que a aparência dite o contrário.

Susan é oprimida por causa da sua beleza e pelos sentimentos incestuosos que desperta no pai; Billy é brilhante e gay; Zoe é uma visionária rebelde e sonhadora. Com o passar dos anos, os desafios crescem. Para todos.

Rico em pormenores, executado com mão de mestre e narrado numa voz de grande sensibilidade e força emocional, Sangue do Meu Sangue é um inesquecível e comovente retrato da condição humana e também uma crónica das esperanças e das desilusões da sociedade americana da última metade do século XX.

Já disponível: "O Fotógrafo de Mauthausen", de Salva Rubio e Pedro J. Colombo. De €32,50 por €29,25.

Uma história verídica, baseada em factos reais.

A história verdadeira da única testemunha espanhola nos julgamentos de Nuremberga e a sua luta pela verdade.

 

E se o roubo do século tivesse ocorrido... num campo de concentração nazi?

Em 1941, Francisco Boix, prisioneiro número 5181 do campo de concentração de Mauthausen, e os seus camaradas delinearam um plano para roubar fotografias que testemunhassem os crimes cometidos no campo e incriminassem os mais altos dignitários nazis. Este plano arriscado é apenas o início da sua jornada para revelar a verdade...

Destaques e relançamentos
"Portugal como Destino seguido de Mitologia da Saudade", de Eduardo Lourenço.

Portugal como Destino seguido de Mitologia da Saudade
Eduardo Lourenço

 

€15,00 13,50

 
«A história chega tarde para dar sentido à vida de um povo. Só o pode recapitular. Antes da plena consciência de um destino particular - aquela que a memória, como crónica ou história propriamente dita, revisita -, um povo é já um futuro e vive do futuro que imagina para existir. A imagem de si mesmo precede-o como as tábuas da lei aos Hebreus no deserto. São projectos, sonhos, injunções, lembrança de si mesmo naquela época fundadora que, uma vez surgida, é já destino e condiciona todo o seu destino. Em suma, mitos.»
"Fernando, Rei da Nossa Baviera", de Eduardo Lourenço.

Fernando, Rei da Nossa Baviera
Eduardo Lourenço

 

€15,00 13,50

 
«Quem sonhou todas estas ficções foi o passeante da Rua dos Douradores, um homem triste por não existir como se sonhava, irmão gémeo por dentro de Luís da Baviera, prisioneiro como ele de idênticos fantasmas. Enquanto se inventava poeta e nos sonhava mais angustiados do que somos, mais perdidos do que ele se sentia, mais tristes do que ele era, ia escrevendo como quem transcreve o sonho que o está sonhando, o livro do seu Desassossego. Não há na nossa literatura prosa mais luminosamente suicidária. Aí se despe da sua própria ficção, oferecendo-se sem resguardas como órfão de tudo, excluído voluntário dos outros e da vida, sonhador de todos os sonhos, sobretudo dos improváveis.»

Sem comentários:

LITORAL

Por A. Galopim de Carvalho Uma definição de litoral deu-a Luis de Camões que, para além do grande poeta, foi homem de muitos saberes, com de...