quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Congresso SciCom 2017

O Museu da Ciência da Universidade de Coimbra organizará, pela primeira vez na cidade de Coimbra, o Congresso da Rede de Comunicação de Ciência e Tecnologia de Portugal. O congresso decorrerá nos dias 12-13 de Outubro de 2017 no Pólo I da Universidade com a sessão de encerramento no Museu da Ciência.

O 5º congresso SciComPT tem como tema principal os OBJECTOS DA CIÊNCIA: que questões se levantam na sua relação com o público, quais as possíveis interações com áreas da comunicação científica não museológicas, e como promovem a comunicação da ciência.

Uma lupa, uma rocha, um teorema, um para-raios, um fóssil, um acelerador de partículas, uma semente, uma lâmpada, um livro: os objetos da ciência são usados pelos cientistas e servem a ciência. Os museus colecionam e organizam estes objetos, preservando a memória, revelando a história da ciência, e integrando os objetos e a própria ciência na cultura das sociedades.

O Congresso ocorre em sessões com diversos formatos como painéis de debate, sessões práticas e sessões inversas, comunicações orais e posters digitais. Este congresso com um número crescente de participantes conta com a presença dos comunicadores de ciência que actuam a nível nacional nas mais variadas plataformas e áreas de produção de ciência.

Este ano será disponibilizado um espaço para uma “Mostra de Ciência” onde os grupos de investigação interessados poderão apresentar e divulgar os seus trabalhos de comunicação de ciência. A Mostra irá acontecer nos dias do congresso (durante os intervalos da manhã e da tarde) no átrio do R/C do Departamento de Física da Universidade de Coimbra. As instituições que quiserem participar nesta mostra devem manifestar interesse junto de António Piedade através do email antoniopiedade2011@gmail.com.

As inscrições para o congresso encontram-se abertas através do sitehttp://scicom.pt/index.php/scicompt-2017/


Estamos nas redes sociais no facebook (https://www.facebook.com/CongressoSciComPT/) e no twitter (https://twitter.com/scicomPT)

1 comentário:

  1. Será que com a utilização de tantos objetos "científicos", desde o livro de papel às sementes de girassol, não corremos o risco de reduzir a Ciência em Portugal à condição de ciência-objeto?
    Esta promoção da "divulgação científica" a todo o transe, que passa por ensinar a finalistas do liceu que o valor da aceleração da gravidade é 10 m/s^2 em Portugal, não nos estará a afastar da verdadeira ciência, pura e dura, que se faz lá fora?
    A ciência fácil para todos é um mito inventado pelos doutores do eduquês que se auto-intitulam cientistas.
    Desde a Grécia clássica, a investigação científica de ponta tem estado sempre onde há muito dinheiro, com raras exceções, como a da Coreia do Norte!

    João Aires Silva

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.