quarta-feira, 29 de julho de 2020

NOVIDADES EDITORIAIS CLASSICADIGITALIA

Série “DIAITA - Scripta & Realia” [textos]

- Nelson Ferreira, Galeno de Pérgamo. As faculdades dos alimentos. Livro I (De alimentorum facultatibus I). Tradução, estudo e notas, com revisão de terminologia botânica por Jorge Paiva (Coimbra, Imprensa da Universidade de Coimbra, 2020) 218 p.

[O presente livro apresenta a primeira tradução para português do livro I de uma das obras mais relevantes de Galeno de Pérgamo. Este tratado sobre as propriedades dos alimentos oferece uma visão geral do saber de Galeno sobre as ciências naturais, mais precisamente no âmbito do domínio da medicina e do conhecimento empírico sobre as propriedades da comida e da fisiologia. Ao abordar a natureza das coisas, Galeno tende a usar um processo analítico baseado na relação entre diferentes elementos que interagem em um sistema particular. Relativamente aos antigos hábitos alimentares e à saúde, este modo de obter informação e formular hipóteses tem potencial para gerar hierarquias e está atestado no De alimentorum facultatibus I, no qual os alimentos são avaliados considerando o resultado particular do seu efeito no metabolismo de um paciente. Em suma, este livro é um paradigma da ciência de Galeno e pode explicar por si só o impacto de Galeno na ciência moderna.]

 Série “Investigação” [Estudos]

- António Rebelo & Carlota Miranda Urbano (coords.). Isabel, Rainha e Santa: pervivência de um culto centenário (Coimbra, Imprensa da Universidade de Coimbra, 2020). 310 p.

[O culto da santidade e das relíquias constitui um fenómeno de notável fecundidade, não só no domínio religioso, mas no domínio artístico e literário, social e político. D. Isabel de Aragão foi uma figura notável no seu tempo e o culto que nasceu em torno da sua figura e das suas relíquias conheceria um progresso sem retorno. Este livro estuda diferentes manifestações do fenómeno desde a morte da Rainha até à modernidade, nas implicações teológico-espirituais do culto das relíquias, no estudo da espiritualidade mendicante que inspirou D. Isabel, no de obras de arte, como o primeiro túmulo da Rainha, ou da literatura celebrativa do seu heroísmo, passando pela leitura de fontes documentais reveladoras das circunstâncias históricas, sociais e políticas da evolução do culto da Rainha Santa no Mosteiro de Santa Clara, no Colégio das Artes, na Universidade e na cidade de Coimbra.]

Sem comentários:

Publicar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.